Notícias

Parceria

Brasil e Estados Unidos avançam em cooperações no setor de energia

Nesta semana, foi assinada Carta de Intenções para formalizar a negociação para entrega de um Programa de Análises de Engenharia
Publicado em 04/02/2020 13h49
Brasil e Estados Unidos assinaram acordos para reforçar as cooperações no setor de energia

Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e secretário de Energia dos Estados Unidos, Dan Brouillette - Foto: Bruno Spada/MME

Brasil e Estados Unidos d~ao mais um passo para reforçar as cooperações no setor de energia. Representantes dos governos dos dois pa'ises assinaram, durante o primeiro Fórum de Energia Brasil-Estados Unidos, uma Carta de Intenções entre a Eletronuclear e a Westinghouse para formalizar a negociação para entrega de um Programa de Análises de Engenharia, fase inicial de um Programa de Operação de Longo Prazo para Angra 1. 

“Acredito que o Brasil e os Estados Unidos tenham um papel importante a desempenhar no mundo, e nós, no setor de energia, iniciamos essa colaboração e daremos nossa contribuição para o futuro da humanidade”, afirmou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. "Vamos ter reuniões frequentes, aproveitando as nossas participações em fóruns internacionais, para que possamos realizar um acompanhamento mais de perto em tudo aquilo que acreditamos que poderá ser alcançado e realizado no setor de energia entre o Brasil e os Estados Unidos", completou.

O secretário de Energia dos Estados Unidos, Dan Brouillette, ressaltou que pretende auxiliar em assuntos como regulação e investimento no setor de energia. Houve ainda assinatura de memorando que amplia a colaboração entre a Associação Brasileira para Desenvolvimento de Atividades Nucleares (Abdan) e o Instituto Americano de Energia Nuclear.

O memorando é uma forma de estreitar relações entre os setores privados dos dois países, ressaltou o presidente da Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares (Abdan), Celso Cunha. "Faremos rodadas de negócios, discussões bilaterais e assim construiremos uma série de ações de colaboração."

O fórum faz parte do cronograma de acordo de cooperação na área de energia anunciado pelos presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump em Washington, em março de 2019. A ideia é promover a segurança, o comércio e o investimento em energia entre os dois países. Para este ano, está previsto extensa troca de experiências sobre regulação por meio de encontros presenciais, webinários e visitas técnicas.

 

Com informações do Ministério de Minas e Energia e da Voz do Brasil