Gestão da Informação

Gestão da Informação

Para trazer a biodiversidade para os centros de tomada de decisão,
É preciso mais do que coletar dados!

O conhecimento do estado da conservação da biodiversidade não interessa apenas a cientistas e servidores de órgãos ambientais. Todos os setores da sociedade se beneficiam do acesso à dados e informações consistentes sobre a biodiversidade brasileira.

Além de garantir um fluxo periódico e constante de dados sobre o estado da conservação da biodiversidade nas unidades de conservação federais, o sistema de monitoramento irá permitir o rápido e amplo acesso aos dados coletados e também a informações e análises produzidas pelo  ICMBio e instituições parceiras. Os dados do monitoramento da conservação da biodiversidade relacionam-se com dados de outras iniciativas de monitoramento como clima, focos de incêndio, desmatamento, atropelamento, extrativismo, etc. Isto permitirá avaliar o status e as tendências da biodiversidade nas áreas protegidas. Essas informações poderão então ser incorporadas às ações de manejo e gestão local da UC, da rede de UCs dos biomas e do SNUC.

A Coordenação Geral de Pesquisa e Monitoramento (CGPEQ/ICMBio) está desenvolvendo um portal que gerencie dados do monitoramento, além de fazer a integração com outros dados sobre a biodiversidade, inclusive o SISBIO. Os critérios de acesso e uso dos dados foram baseados na Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011) e, em breve, estarão disponíveis aqui.