Reforma Administrativa

A proposta de uma Nova Administração Pública, encaminhada em forma de Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 32/2020 ao Congresso Nacional, tem como objetivo transformar a administração pública e alcançar altos índices de produtividade, oferecendo serviços de qualidade aos cidadãos a um custo mais baixo.

As alterações valem para todos os entes da Federação – União, estados, Distrito Federal e municípios – e servidores dos três poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário.

A PEC altera vários artigos do capítulo da administração pública. Ela é a primeira etapa de um conjunto amplo de medidas que visam modernizar o modelo de administração pública do país. A partir da aprovação da PEC serão necessários projetos de lei que regulamentarão os dispositivos constitucionais e garantirão essa transformação.

A linha central da proposta é a criação de novos vínculos com a administração. Deixa de existir apenas o Regime Jurídico Único e passam a coexistir cinco tipos distintos de vínculos: cargos típicos de Estado, vínculo de experiência, cargos com prazo indeterminado, cargos com prazo determinado (em substituição à contratação temporária) e cargos de liderança.

Baixe as publicações

download_administrativa.png

Acesse as apresentações sobre a Nova Administração Pública

Saiba mais sobre a Reforma Administrativa

Reforma administrativa não mexerá em direitos do funcionalismo atual, garante Guedes

Ministro da Economia explicou, em audiência na Câmara dos Deputados, que objetivo é a melhoria dos serviços públicos ao cidadão, com avaliação para estabilidade de novos servidores

Secretário de Gestão e Governo Digital expõe a necessidade de atualização da administração pública

Primeira audiência na Comissão Especial da Reforma Administrativa recebeu importantes contribuições para o debate da transformação que se propõe

Ministério da Economia debate a Nova Administração Pública na Câmara dos Deputados

Na primeira audiência pública promovida pela CCJ para discutir a PEC 32, o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital falou da urgência em modernizar a gestão de pessoas no governo federal