Notícias

“O que o Huol faz é uma expressão de amor”, relata mãe de paciente

Mãe e filha, Adete Santos e Kennya Vitória, têm história sob cuidados da rede Ebserh
Publicado em 22/03/2021 18h44 Atualizado em 23/03/2021 08h19
134389954_1319509145081627_4281283860704711633_n.jpg

“Sou Adete Santos, mãe de Kennya Vitória Santos de Azevedo, de 36 anos. Moramos em Parelhas, na região Seridó do Rio Grande do Norte, onde nossa luta por uma assistência em saúde iniciou em 2009!

Antes de chegar ao Huol, minha filha passou por muitos hospitais, consultas e exames. Então, já sabíamos da necessidade de cirurgia.

O Huol sempre foi um sonho para nós, para continuidade do tratamento. Através da Secretaria de Saúde, conseguimos consulta com um cardiologista. A equipe de médicos analisou os exames e Kennya entrou na fila para cirurgia cardíaca.

Infelizmente, enquanto esperávamos, a condição de saúde dela foi piorando, precisando de ajuda para ir ao banheiro, para tomar banho. Ela perdeu sua independência. Ao longo desse tempo, mantive contato com o hospital pelo Messenger, do Facebook, relatando a situação de minha filha. Assim, no final de março, recebi a ligação de uma médica do hospital orientando nosso comparecimento.

Kennya chegou no Huol muito debilitada, com o coração super acelerado (185, 186, 187 batidas por minuto). A equipe começou a agir e a cuidar dela da melhor forma. Não tenho palavras para expressar minha gratidão ao Onofre Lopes e as pessoas que trabalham em todos os setores.

Kennya fez a cirurgia cardíaca no dia 6 de abril. Ainda ficamos 25 dias com ela internada. Não nos faltou assistência. O que o Huol faz é uma benção, uma expressão de amor!

O Onofre Lopes mudou a vida de Kennya! Ofereceu para minha filha a possibilidade de uma nova vida!”

 

Sobre a Rede Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.