Notícias

Atendimento pós-Covid

Hospital Escola em Pelotas oferta atendimento ambulatorial pós-Covid

Trata-se do primeiro ambulatório de Pelotas para o cuidado multidisciplinar de pacientes que se recuperaram da Covid-19
Publicado em 27/05/2021 15h18
ambulatorial pos covid ufpel.jpg

Espaço possibilita, inclusive, o tratamento de sequelas psicológicas

Pelotas (RS) – O Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE-UFPel), iniciou na última quinta-feira (20) o primeiro ambulatório de Pelotas para o cuidado multidisciplinar dos sobreviventes da doença com síndromes pós-Covid. O serviço será oferecido pelo Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel), regulado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS). A inauguração vem após o reconhecimento da Covid-19 como uma doença de múltiplos órgãos com um amplo espectro de manifestações.

O ambulatório contará com equipe formada por médicos pneumologista e fisiatra, além do atendimento multiprofissional de fisioterapia, terapia ocupacional, psicologia e educação física. Segundo o chefe da Unidade do Sistema Neuro-Músculo-Esquelético, Fábio Guarany, a síndrome pós-Covid é caracterizada por sintomas persistentes e complicações retardadas ou de longo de prazo que exigem cuidados multidisciplinares e manejo em ambulatório especializado.

Dentre as principais sequelas estão fadiga, declínio de qualidade de vida, fraqueza muscular, dor nas articulações, dispneia, tosse, necessidade persistente de oxigênio, ansiedade, depressão, perturbação do sono, transtorno de estresse pós-traumático, entre outras perturbações.

De acordo com a chefe da Divisão da Gestão do Cuidado do hospital, Patrícia Noguez, conforme a necessidade do paciente durante a primeira consulta com o médico pneumologista, será feito encaminhamento para a equipe multiprofissional para a reabilitação.

“É um serviço que amplia o cuidado do paciente acometido pelo coronavírus. Ainda não conhecemos totalmente as consequências, mas sabemos que precisamos de um atendimento diferenciado ao paciente pós-Covid. É neste sentido que pensaram e construíram essa linha de cuidado. Mais uma vez, o hospital reafirma seu comprometimento com a saúde pública e disponibiliza um serviço muito importante à comunidade”, destacou a Secretária Municipal de Saúde, Roberta Paganini.

Sobre a Rede Ebserh

Criada em 2011, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Com informações do HE-UFPel/Ebserh/MEC