Relatos e Historias

“Graças ao tratamento no HUJB, as queimaduras do meu filho estão cicatrizando”

Publicado em 22/05/2020 14h03
22052020 minha história hujb.jpeg

 

Sou do município de Cachoeira do Índios (PB) e, no dia 9 de maio deste ano, um sábado, vim até Cajazeiras resolver umas coisas. Às 8h, recebo uma notícia triste e dolorosa. Meu filho Thallys, de apenas 1 ano e três meses, tinha se acidentado e estava com muitas queimaduras no corpo.

Vim para o HUJB-UFCG/Ebserh, onde ele foi internado e ficou sob os cuidados e tratamentos médicos: curativos, medicações... De acordo com os médicos, ele estava com 32% do corpo queimado. Graças a Deus, aos doutores e enfermeiros meu filho está bem melhor, seus ferimentos estão cicatrizando.

Estamos aqui há aproximadamente duas semanas. Ele melhorou tanto, que estão avaliando a possibilidade de darem alta. Depois que formos para casa, vamos voltar para reavaliação, pois continuaremos sendo acompanhados pelo HUJB.

Já quero agradecer desde já, não só ao médico, mas a toda equipe da enfermagem que se dedicaram e cuidaram bem do meu filho, não só com medicamentos, mas com muito carinho.

Que Deus abençoe a todos.

Josefa Augusto da Silva

Mãe de Thallys

* Thallys foi atendido no Hospital Universitário Júlio Bandeira. A equipe que atendeu e acompanhou o tratamento (com troca de curativos específicos para o caso da criança) é composta pelas enfermeiras Aparecida Freitas, Maria Julieta e Teresa Raquel, as técnicas de enfermagem Flávia Eunice, Josefa Amanda e Monique Ramalho, todas orientadas pela técnica de enfermagem Elaine Cristina.

Sobre a Rede Ebserh

O HUJB-UFCG faz parte da Rede Ebserh desde dezembro de 2015. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.