Galeria de Imagens

Coronavírus

Hospital da Rede Ebserh passa a processar testes de covid-19 para a Microrregião Litoral Lagunar do RS

HU-Furg/Ebserh Já realizou mais de mil testes para os municípios de Rio Grande, São José do Norte, Santa Vitória do Palmar e Chuí
1 | 5
Desde a inauguração do Laboratório, foram processados 1.070 testes, sendo 51% com resultado positivo para o vírus
2 | 5
3 | 5
4 | 5
5 | 5
31072020 laboratório hu-furg (1).jpg
31072020 laboratório hu-furg (1).jpg
31072020 laboratório hu-furg (2).jpg
31072020 laboratório hu-furg (3).jpg
31072020 laboratório hu-furg (4).jpg

Rio Grande (RS) – O Laboratório de Apoio Diagnóstico em Infectologia (Ladi) do Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr., da Universidade Federal do Rio Grande e vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (HU-Furg-Ebserh), passou a processar os testes para identificação do novo coronavírus (tipo RT-PCR) dos municípios da Microrregião Litoral Lagunar do Rio Grande do Sul: Rio Grande, São José do Norte, Santa Vitória do Palmar e Chuí.

O Laboratório contribui para o enfrentamento à pandemia de Covid-19, processando os testes RT-PCR (biologia molecular), que analisam as secreções respiratórias dos pacientes com suspeita da doença, com resultados entre 24 e 72 horas. Esse tipo de teste permite identificar a presença do vírus no período de maior carga viral no organismo, entre coletadas do 3º ao 5º dia do início dos sintomas.

Antes, durante os primeiros 40 dias de funcionamento, o Laboratório processou exclusivamente os testes de Rio Grande, provenientes de pacientes internados no próprio HU-Furg/Ebserh e na Santa Casa e de coletas realizadas pela Vigilância Epidemiológica do município. Agora, desde a segunda quinzena desse mês de julho, o serviço foi expandido. O recebimento e o processamento das amostras de outros municípios dão maior agilidade no diagnóstico de Covid-19 na Microrregião.

O fluxo de funcionamento foi estabelecido da seguinte maneira: as amostras biológicas são coletadas pelas instituições de saúde dos municípios e encaminhadas ao HU-Furg/Ebserh, que as processa e dá retorno aos municípios.  Os testes atendem ao protocolo da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e são aplicados de acordo com os protocolos preconizados pelo Ministério da Saúde (MS).

Desde a inauguração do Laboratório, no mês de junho, foram processados 1.070 testes, sendo 51% com resultado positivo para o vírus. Conforme ressalta o gerente de Atenção à Saúde do HU-Furg/Ebserh, Fábio Lopes, “o trabalho do Ladi é a concretização da atuação regional do HU, um hospital público federal e voltado para a comunidade de Rio Grande e Região”.  

O Ladi é uma ampliação e reestruturação do Laboratório de Carga Viral/CD4+, instalado em Rio Grande em 1998 e vinculado ao Departamento de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (DCCI) do Ministério da Saúde (MS). O Laboratório é referência regional, realizando exames de biologia molecular para diagnóstico de HIV e hepatites.  

Atuação da Rede Ebserh

Além do apoio ao ensino, formação e capacitação das equipes assistenciais, a Rede Ebserh implementou o Comitê de Operações Especiais (COE) para definir estratégias e ações em nível nacional para o enfrentamento da pandemia. Desde os primeiros anúncios sobre a Covid-19, a Rede Ebserh tem trabalhado em parceria direta com os ministérios da Saúde e da Educação, com participação nos COEs desses órgãos, e tendo como diretrizes o monitoramento da situação no país e em suas 40 unidades hospitalares.

Tem atuado na realização de treinamento de funcionários da Rede, promoção de webaulas, definição de fluxos e instituição de câmaras técnicas de discussões com especialistas. Promoveu processos seletivos emergenciais com a possibilidade de contratação de aproximadamente 6 mil profissionais temporários para o enfrentamento da pandemia

Também disponibilizou R$ 274 milhões para ações contra o coronavírus, recursos do Ministério da Educação (MEC) liberados pela Ebserh de acordo com a necessidade e urgência de cada unidade hospitalar. A verba está sendo utilizada em adequação da infraestrutura, aquisição e manutenção de equipamentos, compra de medicamentos e outros insumos, além de equipamentos de proteção individual.

Em algumas regiões, as unidades da Rede Ebserh têm atuado como hospitais de referência ao enfrentamento do Covid-19, enquanto que em outras, atuam como retaguarda em atendimentos assistenciais para a população, por meio do Sistema Único de Saúde.

Com informações do HU-Furg/Ebserh