Bolsas e Auxílios Internacionais

Publicado em 19/09/2020 13h08

PAEX - Apoio a Eventos no Exterior      

Como conseguir apoio para evento no exterior?           

O Programa de Apoio a Eventos no Exterior visa apoiar a participação de professores e pesquisadores doutores em eventos científicos no exterior, com vistas à apresentação de trabalhos científicos de modo a propiciar a visibilidade internacional da produção científica, tecnológica e cultural gerada no país; oferecer oportunidades para a atualização de conhecimentos e a incorporação de novos modos ou modelos de gestão da pesquisa por professores e pesquisadores brasileiros e ampliar o nível de colaboração e de publicações conjuntas entre pesquisadores que atuam no Brasil e no exterior.

O apoio consiste em valor fixo de auxílio, que se destina a contribuir com despesas com a estadia e o traslado de ida e volta do Brasil ao país no qual será realizado o evento. O valor é definido em Portaria da CAPES e pago de acordo com a localização geográfica do evento.

Casa do Brasil - Madrid               

Como funciona a Casa do Brasil em Madrid?    

A Casa do Brasil em Madri, vinculada ao Ministério das Relações Exteriores do Brasil, oferece apoio e moradia a estudantes e pesquisadores brasileiros, desempenhando um importante papel no desenvolvimento da pós-graduação. Abriga permanentemente vários brasileiros que desenvolvem pesquisas em instituições na capital espanhola.

Outra função da instituição é divulgar a cultura brasileira e o ensino do português através, sobretudo, de conferências, concertos e exposições. O local recebe visitas de pessoas do mundo inteiro, além de ser objeto de teses de pesquisadores que fazem doutorado em arquitetura e em história da arte. Anualmente, o prédio é visitado por centenas de pessoas. 

Sendo um edifício singular em Madri reconhecido pelo “Colégio Oficial de Arquitetos da Espanha”, a Casa do Brasil foi construída a partir de um projeto conjunto dos arquitetos Luis Afonso d’Escragnolle Filho e Fernando Moreno Barberá, inaugurada em 1962, na cidade universitária de Madrid.

CASA DO BRASIL

Avda. Arco de la Victoria, 3 28040 - Madrid - EspañaTelefone: +34 914 551 560 http://www.casadobrasil.es  

Casa do Brasil na França             

Como funciona a Casa do Brasil na França?       

A Casa do Brasil na França oferece apoio e moradia a estudantes e pesquisadores brasileiros, desempenhando um importante papel no desenvolvimento da pós-graduação. Abriga permanentemente, no mínimo, 120 brasileiros que desenvolvem pesquisas em instituições parisienses.

Outra função da instituição é divulgar a cultura brasileira no universo de mais de cem nações representadas na cidade universitária, por meio de conferências, concertos e exposições. O local recebe visitas de pessoas do mundo inteiro, além de ser objeto de teses de pesquisadores que fazem doutorado em arquitetura e em história da arte. Anualmente, o prédio é visitado por centenas de pessoas. Tombada pelo Patrimônio Histórico da França, a Casa brasileira foi construída a partir de um projeto conjunto dos arquitetos Lúcio Costa e Le Corbusier, inaugurada em 1959, na cidade universitária de Paris.

MAISON DU BRESIL Cité Internationale Universitaire de Paris 7L boulevard Jourdan - 75014 Paris Telefone: 01.58.10.23.00 Fax : 01.45.81.36.60 http://www.maisondubresil.org"

Cooperação Internacional – Alemanha               

Como funciona o auxílio de curta duração na Alemanha?         

O Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico/DAAD, em cooperação com a CAPES, o CNPq e a FAPESP, oferece um programa de auxílios para estadas de pesquisa na Alemanha para doutorandos com bolsas de estudo no Brasil. Com o objetivo de viabilizar a permanência de doutorandos brasileiros em universidades alemãs, institutos de pesquisa, laboratórios ou bibliotecas para pesquisas específicas, relevantes ao desenvolvimento da tese de doutorado, sem a interrupção da bolsa no país da agência brasileira. 

O que é o Bragecrim?  

O programa Bragecrim (Iniciativa Brasil-Alemanha para Pesquisa Colaborativa em Tecnologia de Manufatura) tem o objetivo de apoiar e financiar projetos conjuntos de pesquisa entre grupos de pesquisa brasileiros e alemães na área de tecnologia de manufatura avançada.

A principal meta dos projetos aprovados no âmbito do programa é gerar conhecimento tecnológico fundamental, possibilitando o desenvolvimento de soluções inovadoras para o aprimoramento da produtividade, qualidade e sustentabilidade das companhias industriais tanto brasileiras quanto alemãs. Outro importante objetivo é a troca de conhecimento por meio de missões de trabalho e de estudos de pesquisadores/docentes e estudantes de ambos os países.  

 

O que é o Bragfost?      

O BRAGFOST (Simpósio Brasil-Alemanha em Fronteiras da Ciência e Tecnologia) é um programa que conta com o apoio da Fundação Alexander von Humboldt. O Simpósio visa desenvolver e cultivar novas fronteiras de investigação e aprofundar os conhecimentos internacionais e interdisciplinares. 

O programa visa apoiar a participação de pesquisadores brasileiros no Simpósio anual Brasil-Alemanha em Fronteiras da Ciência e Tecnologia, permitindo a interação de jovens cientistas brasileiros e alemães, a fim de explorar novas oportunidades para cooperação.

Como funciona o Doutorado CAPES/DAAD?     

O programa é realizado pela CAPES em cooperação com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, e o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico – DAAD e visa apoiar candidatos com excelente qualificação científica e acadêmica, para realização de estudos na República Federal da Alemanha nas modaldiades Doutorado Pleno no Exterior, Doutorado Sanduíche no Exterior, Duplo Doutorado no Exterior (oferecido pela CAPES e pelo DAAD).

Como funciona a cooperação CAPES/HUMBOLT?          

O Programa Bolsas para Pesquisa CAPES /Humboldt é uma iniciativa da CAPES em cooperação com a Fundação Alexander von Humboldt (AvH) da Alemanha com o objetivo de conceder bolsas para pesquisadores altamente qualificados, que possuam vínculo empregatício ou não em Instituições de Ensino ou Pesquisa do Brasil, em todas as áreas do conhecimento. A parceria visa a internacionalização de forma mais consistente, o aprimoramento da produção e qualificação científicas e o desenvolvimento de métodos e teorias em conjunto com pesquisadores, de reconhecido mérito científico, alemães ou estrangeiros residentes na Alemanha.

O que são as Novas Parcerias Integradas (i-NoPa) com a Alemanha?   

O programa i-NoPa – Novas Parcerias Integradas foi uma iniciativa no conjunto das ações de cooperação acadêmica orientada pela demanda entre o Brasil e a Alemanha numa parceria da CAPES com o Deutscher Akademischer Austausch Dienst (DAAD) e a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ).

Visava o apoio ao intercâmbio científico entre grupos de pesquisa brasileiros e alemães e à formação de recursos humanos, bem como incentivar a inovação tecnológica no setor produtivo público e privado a partir de resultados de pesquisas desenvolvidas por instituições qualificadas do Brasil e da Alemanha, de modo a contribuir para o desenvolvimento sustentável, nas áreas de "Energia Heliotérmica" e "Tecnologias de Biogás".

Informamos que o programa i-NoPa – Novas Parcerias Integradas cumpriu com seus objetivos e foi desativado. Para mais informações acerca dos programas fomentados pela Diretoria de Relações internacionais da CAPES.

Como conseguir um intercâmbio científico de curta duração na Alemanha?   

O programa de Intercâmbio Científico Brasil-Alemanha de Curta Duração foi realizado pela CAPES em parceria com o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico – DAAD, e visava o aprimoramento da cooperação acadêmica e científica entre os dois países. O programa previa o financiamento de missões de professores de instituições brasileiras e alemãs por períodos de 30 a 90 dias.

Teve por objetivo o fomento à pesquisa e o estreitamento de vínculos entre cientistas brasileiros e alemães, através da preparação para a cooperação entre grupos de pesquisas dos dois países. Também configurava como objetivo, a facilitação do acesso a bibliotecas e laboratórios especializados, a execução de pesquisas de campo e o incremento da possibilidade de publicações conjuntas.

Informamos que o programa Intercâmbio Científico Brasil-Alemanha de Curta Duração cumpriu com seus objetivos e foi desativado. Para mais informações acerca dos programas fomentados pela Diretoria de Relações internacionais da CAPES.

O que é o Programa Probral?   

O programa Probral apoiava projetos conjuntos de pesquisa desenvolvidos por grupos brasileiros e alemães vinculados a Instituições de Ensino Superior e/ou Pesquisa. O programa foi resultado da parceria entre a CAPES e o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD)  tinha como objetivo: Apoiar e fomentar o intercâmbio científico entre grupos de pesquisa brasileiros e alemães. Prevê a concessão de recursos para a realização de missões de trabalho e aquisição de material de consumo para os projetos, bem como o financiamento de bolsas de doutorado sanduíche e pós-doutorado na Alemanha. 

O programa Probral apoia projetos conjuntos de pesquisa desenvolvidos por grupos brasileiros e alemães vinculados a Instituições de Ensino Superior e/ou Pesquisa. É resultado da parceria entre a CAPES e o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) e visa o apoio e o fomento ao intercâmbio científico entre grupos de pesquisa brasileiros e alemães. Prevê a concessão de recursos para a realização de missões de trabalho e aquisição de material de consumo para os projetos, bem como o financiamento de bolsas de doutorado sanduíche e pós-doutorado na Alemanha.

Como participar do Programa de Assistente de Ensino de Língua Alemã para Projetos Institucionais – GTA? 

O Programa de Assistente de Ensino de Língua Alemã para Projetos Institucionais tem o intuito de contribuir para a elevação da qualidade dos cursos de bacharelado e/ou licenciatura em Letras, Língua Alemã, na perspectiva de valorizar a formação e a relevância social dos profissionais do magistério da educação básica. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) selecionam Instituições Públicas de Ensino Superior (IES) que queiram ser anfitriãs no âmbito do Programa de Assistente de Ensino de Língua Alemã (GTA) para Projetos Institucionais.

As instituições interessadas em receber um Assistente de Ensino de Língua Alemã (que será um bolsista DAAD alemão) deverão apresentar projetos de caráter institucional, com duração de até quatro anos consecutivos, que contemplem a inserção de um falante nativo, na condição de assistente de ensino, em cursos de bacharelado e licenciatura em Letras, Língua Alemã e Universidades Brasileiras que ofereçam, em seus Centros de Línguas, aulas de alemão.

Programa de Iniciativa de Pesquisa Colaborativa (PIPC) – CAPES-DFG

O Programa de Iniciativa de Pesquisa Colaborativa (PIPC) – CAPES-DFG visa aprofundar a cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior e centros de pesquisa brasileiros e alemães; aprofundar a cooperação entre pesquisadores e educadores de instituições de pesquisa e ensino superior no Brasil e seus pares na Alemanha; contribuir para a mobilidade de professores, pesquisadores e estudantes de pós-graduação entre as universidades alemãs e as instituições de ensino superior brasileiras; apoiar projetos conjuntos de pesquisa desenvolvidos por grupos brasileiros e alemães vinculados a instituições de ensino superior e de pesquisa; incentivar a criação de redes de pesquisa.

O que é o Programa NoPa?       

O Programa NoPa promoveu o apoio e a promoção de intercâmbio científico entre grupos de pesquisa brasileiros e alemães e a mobilidade acadêmica entre os dois países. Teve como objetivo a seleção de projetos conjuntos de pesquisa dentro dos temas definidos pelos Grupos Assessores Temáticos, o fortalecimento da colaboração entre pesquisadores brasileiros e alemães e o estimulo a mobilidade acadêmica. O programa Programa NoPa cumpriu com seus objetivos e foi desativado. Para mais informações acerca dos programas fomentados pela Diretoria de Relações internacionais da CAPES.

O que é o Programa UNIBRAL?

O programa foi executado pela CAPES em cooperação com o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico – DAAD, divido em duas modalidades: UNIBRAL I e UNIBRAL II. Teve como objetivo apoiar projetos de parceria entre universidades brasileiras e alemãs para promover o intercâmbio de docentes e estudantes de graduação.

O programa Programa UNIBRAL cumpriu com seus objetivos e foi desativado. Para mais informações acerca dos programas fomentados pela Diretoria de Relações internacionais da CAPES.

Cooperação Internacional – Argentina

Como funciona o Programa CAFP?        

O Programa de Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-graduação Brasil/Argentina, fruto da Cooperação CAPES /SPU (Secretaria de Políticas Universitárias da Argentina), estimula a parceria acadêmica entre os dois países nas atividades de formação em pós-graduação, enfatizando o intercâmbio de docentes e alunos. Destina-se às Instituições de Ensino Superior (IES) argentinas e brasileiras que possuem cursos de pós-graduação recomendados pela CAPES e CONEAU (Comissão Nacional de Avaliação Universitária), membro do Ministério da Educação da Argentina. 

O programa de parceria universitária tem como objetivo o estímulo ao desenvolvimento de projetos de parcerias universitárias entre pelo menos uma IES brasileira e uma argentina, exclusivamente em nível de pós-graduação, para o fomento ao intercâmbio de estudantes de pós-graduação, docentes, pesquisadores e professores visitantes, em diversas áreas do conhecimento, para o fortalecimento dos cursos de pós-graduação nos dois países.

Como funciona o Programa CAPG?       

O Programa CAPG/BA (Programa de Centros Associados de Pós-Graduação) prevê o intercâmbio acadêmico entre Instituições de Ensino Superior para a promoção da formação de recursos humanos de alto nível nos dois países, nos termos do Protocolo adicional ao Convênio de Cooperação Educativa entre o Brasil e a Argentina assinado no dia 15 de junho de 2000. O programa associa, por convênio institucional, as atividades dos programas de pós-graduação do Brasil e da Argentina. 

O projeto conjunto de pesquisa tem como objetivo o estímulo ao intercâmbio acadêmico de docentes, pesquisadores e estudantes brasileiros e argentinos vinculados a programas de formadores de pós-graduandos em Instituições de Ensino Superior (IES) de Brasil e Argentina por meio de projetos conjuntos de pesquisa.

Cooperação Internacional – Áustria     

Como funciona o Programa CAPES/IIASA de Doutorado Sanduíche?    

O IIASA é um instituto internacional envolvido na investigação científica em questões de importância globais, tais como áreas de ciência e tecnologia, agricultura, meio-ambiente, naturais e análise de energia e recursos de sistemas, não estando restrito a essas, com sede na cidade de Laxenburg, Áustria. O programa é fruto da cooperação entre a CAPES e o IIASA e visa à seleção de estudantes de doutorado vinculados a instituições de ensino superior brasileiras para realização de estágio em pesquisa de doutorado sob a supervisão dos experientes pesquisadores do Instituto Internacional para Análise de Sistemas Aplicados (IIASA). O objetivo do Programa é selecionar estudantes de doutorado vinculados a instituições de ensino superior brasileiras para realização de estágio em pesquisa no IIASA, em suas áreas de atuação, tais quais: ciência e tecnologia, agricultura, meio ambiente, energia, recursos naturais e análise de sistemas, não estando restrito a essas.

 

Como funciona o Programa CAPES/IIASA de Pós-Doutorado? 

O programa é fruto da cooperação entre a CAPES e o IIASA e visa a seleção de pesquisadores brasileiros ou estrangeiros que possuam visto permanente no Brasil, que tenham obtido o título de doutor há menos de 8 anos, para realização de estágio em pesquisa de doutorado sob a supervisão dos experientes pesquisadores do Instituto Internacional para Análise de Sistemas Aplicados (IIASA). O IIASA é um instituto internacional envolvido na investigação científica em questões de importância globais, tais como áreas de ciência e tecnologia, agricultura, meio ambiente, naturais e análise de energia e recursos de sistemas, não estando restrito a essas, com sede na cidade de Laxenburg, Áustria e tem como objetivo selecionar candidatos de pós-doutorado para realização de estágio em pesquisa pós-doutoral no IIASA, em suas áreas de atuação, tais quais: ciência e tecnologia, agricultura, meio ambiente, energia, recursos naturais e análise de sistemas, não estando restrito a essas.

Como funciona o Programa de Verão para Jovens Cientistas CAPES/IIASA?     

O IIASA é um instituto internacional envolvido na investigação científica que fornece suporte para os formuladores de políticas públicas sobre questões de importância em três áreas problemáticas globais: Energia e Alterações Climáticas; Água e Alimentação; Pobreza e Equidade. O programa é fruto da cooperação entre a CAPES e o IIASA e promove o apoio a jovens cientistas que pretendem desenvolver sua pesquisa sob a supervisão dos experientes pesquisadores do Instituto Internacional para Análise de Sistemas Aplicados (IIASA). Tem como objetivo apoiar candidatos com excelente qualificação científica e acadêmica, para desenvolvimento de sua pesquisa no IIASA em programas de temas estratégicos.

Cooperação Internacional – Bélgica     

Como funciona o Programa CAPES /WBI - Projetos Conjuntos de Pesquisa?    

O Programa CAPES /WBI é regido pelo interesse mútuo de Brasil e Bélgica em favorecer a colaboração e o intercâmbio acadêmico e científico. O Wallonie Bruxelles International é o organismo responsável pelas relações internacionais da região belga e tem como um de seus focos de atuação a cooperação internacional na área educacional, com vistas à difusão da sua cultura e ao suporte da inserção internacional de suas instituições de ensino e pesquisa. O programa tem como objetivo apoiar o intercâmbio científico entre grupos de pesquisa brasileiros e belgas nas especialidades de Ciências Biológicas e de Saúde; Agroindústria; e Engenharias (especialidades mecânica, transporte, logística aeronáutica e espacial, química, elétrica, materiais e ambiental) química e física.

Cooperação Internacional – Canadá     

Como funciona o Programa CAPES -DFATD?     

O Programa CAPES -DFATD promove o apoio e a promoção de intercâmbio científico entre grupos de pesquisa brasileiros e canadenses e a mobilidade acadêmica entre os dois países. Anteriormente chamado de CAPES -DFAIT, a mudança de DFAIT para DFATD deve-se à fusão da Agência Canadense de Desenvolvimento Internacional ao então Ministério das Relações Exteriores e Comércio Internacional/Departament of Foreign Affairs and International Trade (DFAIT), que passou a se chamar Ministério das Relações Exteriores, Comércio Internacional e Desenvolvimento/Department of Foreign Affairs, Trade and Development (DFATD).

Como funciona o Programa CAPES -MITACS?   

O Programa CAPES-MITACS visa propiciar a formação de recursos humanos altamente qualificados nas melhores universidades e instituições de pesquisa estrangeiras, com vistas a promover a internacionalização da ciência e da tecnologia nacional, estimulando estudos e pesquisas de brasileiros no exterior, inclusive com a expansão significativa do intercâmbio e da mobilidade de graduandos. Tem como objetivo oferecer oportunidade de estudo a discentes brasileiros em universidades de excelência, bem como oferecer a possibilidade de estágio programado de pesquisa ou inovação tecnológica em indústria, centro de pesquisa ou laboratório da própria universidade.

Cooperação Internacional – Cátedras  

Como funciona o Programa Cátedra Bonn em Ciências Sociais e Humanas?     

O Programa, por meio da concessão de bolsa na Universität Bonn (Instituição Anfitriã) a notável pesquisador e professor sênior do Brasil, especialista nas seguintes áreas de conhecimento prioritárias do Programa: Ciências Sociais e Humanidades, com foco em Fenômenos de Dependências Assimétricas Agravadas tem por objetivos: aprofundar a cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior e centros de pesquisa brasileiros e estrangeiros; aprofundar a cooperação entre pesquisadores e educadores de instituições de pesquisa e ensino superior no Brasil e seus pares da Instituição Anfitriã; contribuir para a mobilidade de professores e pesquisadores entre a Instituição Anfitriã e as instituições de ensino superior brasileiras; e aumentar o conhecimento na Instituição Anfitriã sobre as contribuições de notáveis pesquisadores e educadores do Brasil, especialistas nas áreas de conhecimento prioritárias do Programa.

Como funciona o Programa Cátedra Brasil da Universidade de Münster?         

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e a Universidade de Münster estabelecem o programa “Cátedra Münster”. A cátedra tem o objetivo de apoiar pesquisadores brasileiros no desenvolvimento de atividades de ensino e pesquisa na Westfäliche Wilhelms-Universität Münster (WWU) e no apoio ao recém-criado Centro Brasileiro da WWU.

Como funciona o Programa Cátedra CAPES / Universidade de Bolonha?           

O Programa tem a finalidade de conceder bolsa a notável professor e pesquisador sênior do Brasil, especialista em qualquer disciplina ou área acadêmica, para lecionar e pesquisar na Universidade de Bolonha, Itália. O professor/ pesquisador contemplado fará jus aos seguintes benefícios: mensalidade, auxílio instalação, auxílio seguro saúde e auxílio deslocamento no trecho Brasil/Itália/Brasil. Dentre seus objetivos encontram-se: aprofundar a cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior e centros de ciência e tecnologia brasileiros e estrangeiros, a fim de promover o desenvolvimento da ciência e tecnologia no Brasil e na Itália; aprofundar a cooperação entre pesquisadores e educadores de instituições de pesquisa e ensino superior no Brasil e seus pares na Universidade de Bolonha; destacar nos meios universitário e de pesquisa italianos o desempenho de notáveis cientistas brasileiros em todas as áreas do conhecimento; destacar o compromisso em promover o mais alto nível de aproximação, diálogo e aprofundamento no conhecimento mútuo das respectivas culturas e sociedades.

Quais os objetivos do Programa Programa Cátedra CAPES/ Universidade de Brown? 

O programa tem como objetivo aprofundar a cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior e centros de ciência e tecnologia brasileiros e americanos, a fim de promover o desenvolvimento da ciência e tecnologia em ambos os países, e aprofundar a cooperação entre pesquisadores e educadores de instituições de pesquisa e ensino superior no Brasil e seus pares da Universidade de Brown e aumentar o conhecimento na Universidade de Brown sobre as contribuições de notáveis pesquisadores e educadores do Brasil, por meio da concessão de bolsa a notável pesquisador e professor sênior do Brasil, especialista em qualquer disciplina ou área acadêmica.

Quais os objetivos do Programa Cátedra CAPES /CES de Ciências Sociais e Humanas (Portugal)?         

O programa objetiva aprofundar a cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior e centros de ciência e tecnologia brasileiros e estrangeiros, a fim de promover o desenvolvimento da ciência e tecnologia no Brasil e em Portugal; Aprofundar a cooperação entre pesquisadores e educadores de instituições de pesquisa e ensino superior no Brasil e seus pares do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra; Destacar nos meios universitário e de pesquisa portugueses o desempenho de notáveis cientistas brasileiros no âmbito das ciências sociais e humanas; Destacar o compromisso em promover o mais alto nível de aproximação, diálogo e aprofundamento no conhecimento mútuo das respectivas culturas e sociedades.

Quais os objetivos do Programa Cátedra CAPES/Harvard?        

O Programa Cátedra CAPES/Universidade de Harvard nos EUA, por meio da concessão de bolsa na Universidade de Harvard a notável pesquisador e professor sênior do Brasil especialista em qualquer disciplina ou área acadêmica, tem por objetivos: aprofundar a cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior e centros de pesquisa brasileiros e estrangeiros; aprofundar a cooperação entre pesquisadores e educadores de instituições de pesquisa e ensino superior no Brasil e seus pares da instituição anfitriã; contribuir para a mobilidade de professores e pesquisadores entre a instituição anfitriã e as instituições de ensino superior brasileiras; e aumentar o conhecimento na instituição anfitriã sobre as contribuições de notáveis pesquisadores e educadores do Brasil, especialistas nas áreas de conhecimento prioritárias do Programa.

 Quais eram os objetivos do Programa Cátedra CAPES/Sorbonne?       

O programa teve como objetivos: aprofundamento da cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior e centros de ciência e tecnologia brasileiros e estrangeiros, a fim de promover o desenvolvimento da ciência e tecnologia no Brasil e na França; cooperação entre pesquisadores e educadores de instituições de pesquisa e ensino superior no Brasil e seus pares da Sorbonne Universités; Destaque, nos meios universitário e de pesquisa franceses, do desempenho de notáveis cientistas brasileiros em todas as áreas do conhecimento e do compromisso em promover o mais alto nível de aproximação, diálogo e aprofundamento no conhecimento mútuo das respectivas culturas e sociedades. O programa Programa Cátedra CAPES/Sorbonne cumpriu com seus objetivos e foi desativado. Para mais informações acerca dos programas fomentados pela Diretoria de Relações internacionais da CAPES.

Como funciona a Cátedra Celso Furtado em História e Humanidades Brasileiras – Professor Visitante Sênior no St. John’s College?            

O programa tem como objetivos: aprofundar a cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior e centros de pesquisa brasileiros e estrangeiros, a fim de promover o debate sobre História e Humanidades brasileiras no Brasil e nos países participantes; aprofundar a cooperação entre pesquisadores e educadores de instituições de pesquisa e ensino superior no Brasil e seus pares da Instituição Anfitriã; contribuir para a mobilidade de professores e pesquisadores entre a Instituição Anfitriã e as instituições de ensino superior brasileiras, além de promover o debate sobre História e Humanidades brasileiras; aumentar o conhecimento na Instituição Anfitriã sobre as contribuições de notáveis pesquisadores e educadores do Brasil.

Quais são os objetivos da Cátedra Drª Ruth Cardoso?  

A CAPES, por meio da Coordenação Geral de Cooperação Internacional, a FAPESP, a Universidade de Columbia e a Comissão Fulbright, tornam pública a realização de seleção de professor/pesquisador visitante na Universidade de Columbia. O programa tem por objetivos: oferecer apoio à participação de professores/pesquisadores brasileiros atuando em instituições brasileiras em atividades de docência e pesquisa na Universidade de Columbia, na cidade de Nova York, EUA; destacar no meio universitário e de pesquisa dos EUA a atuação de cientistas brasileiros atuando em instituições do país nas áreas de Ciências Humanas e Sociais; promover o mais alto nível de aproximação, diálogo e aprofundamento no conhecimento mútuo das respectivas culturas e sociedades; honrar a memória da eminente Profa. Dra. Ruth Corrêa Leite Cardoso, ex-bolsista da Comissão Fulbright na Universidade de Columbia em 1988, e personalidade de destacada atuação na cena acadêmica brasileira, em particular nas Ciências Humanas e Sociais.

Quais são os objetivos do Programa Cátedra Instituto de Educação da Universidade de Londres - Anísio Teixeira?    

O Programa tem como objetivo específico enviar pesquisadores, intelectuais e formuladores de políticas públicas ao Instituto de Educação da Universidade de Londres, proporcionando ambiente propício para permitir o desenvolvimento do estudo acadêmico na área de educação, com prioridade para a área de tecnologia aplicada à educação. Dentre os objetivos gerais encontram-se: aprofundar a cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior e centros de educação brasileiros e ingleses, a fim de promover o desenvolvimento da educação em ambos os países; aprofundar a cooperação entre pesquisadores e educadores de instituições de pesquisa e ensino superior no Brasil e seus pares do Instituto de Educação da Universidade de Londres; e aumentar o conhecimento na Universidade de Londres sobre as contribuições de pesquisadores e educadores brasileiros, por meio da concessão de bolsa a notável pesquisador e professor sênior do Brasil.

Quais os objetivos do Programa Cátedra Rio Branco – Oxford?              

O programa tem como objetivo enviar pesquisadores, intelectuais e formuladores de políticas públicas à Universidade de Oxford, proporcionando ambiente propício para a análise da função desempenhada pelo Brasil no cenário mundial e das posições adotadas pelo país em temas globais.

Como funciona o Programa Cátedra Rio Branco/ King's College?           

O Programa, por meio da concessão de bolsa a notável pesquisador e professor sênior do Brasil, especialista nas seguintes áreas de conhecimento prioritárias do Programa: Relações Internacionais, Ciência Política ou outras Ciências Sociais com foco em Política Externa Brasileira, tem por objetivos:

Aprofundar a cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior e centros de pesquisa brasileiros e estrangeiros;

Aprofundar a cooperação entre pesquisadores e educadores de instituições de pesquisa e ensino superior no Brasil e seus pares da instituição anfitriã;

Contribuir para a mobilidade de professores e pesquisadores entre a Instituição Anfitriã e as instituições de ensino superior brasileiras; e

Aumentar o conhecimento na instituição anfitriã sobre as contribuições de notáveis pesquisadores e educadores do Brasil, especialistas nas áreas de conhecimento prioritárias do Programa.

Cooperação Internacional – China        

Existem colaborações entre a CAPES e instituições chinesas? 

No momento não há programas de cooperação internacional ativos entre o Brasil e China por meio da CAPES. 

 Cooperação Internacional – Colômbia               

O Programa Colciências ainda encontra-se ativo?           

Este programa foi desativado e já não recebe mais propostas. Para novos projetos deve ser observado o edital do programa PGCI - Programa Geral de Cooperação Internacional.

Cooperação Internacional – Cuba          

Como funciona o Programa CAPES/MÊS/Cuba - Docentes?      

O Programa CAPES /MES/Cuba - Docentes tem como objetivo promover o intercâmbio de professores cubanos no Brasil, visando à formação de recursos humanos de alto nível nas diversas áreas do conhecimento por meio da concessão de bolsas de estudo, nas modalidades doutorado sanduíche ou pós-doutorado, visando o aumento da qualificação de professores universitários, pesquisadores, profissionais e graduados do ensino superior cubanos em programas de pós-graduação brasileiros reconhecidos pela Capes.

Como funciona o Programa Capes/MES-Cuba - Projetos?         

O Programa CAPES/MES-Cuba - Projetos visa estimular o intercâmbio de docentes e pesquisadores brasileiros e cubanos, vinculados a Programas de Pós-Graduação de Instituições de Ensino Superior (IES), e promover a formação de recursos humanos de alto nível no Brasil e em Cuba, nas diversas áreas do conhecimento.

Cooperação Internacional – Espanha   

Como funciona o Programa CAPES DGPU?        

O programa tem como objetivo apoiar o intercâmbio entre instituições de ensino e pesquisa, brasileiras e espanholas por meio da mobilidade de docentes, pesquisadores e discentes de pós-graduação brasileiros e espanhóis, visando à consolidação, expansão e internacionalização das instituições de ensino superior e dos institutos ou centros de pesquisa e desenvolvimento públicos brasileiros. Este apoio se concretiza com a abertura de processo de seleção para projetos conjuntos de pesquisa e para seminários (workshops) em todas as áreas de conhecimento.

Informações sobre a inscrição

A apresentação da proposta deverá ser efetuada pela equipe brasileira à CAPES e pela equipe espanhola à DGPU;

No Brasil, as inscrições da equipe brasileira serão gratuitas e feitas exclusivamente pela internet, mediante o preenchimento do formulário de inscrição;

O candidato envia proposta à CAPES para realização de Projeto conjunto de pesquisa ou seminário (não pode ser para os dois), sendo que cada proposta deve prever um coordenador de projeto responsável no Brasil e outro na Espanha;

A análise e seleção das propostas consistem em quatro fases, verificação da consistência documental, análise do mérito, priorização das propostas previamente aprovadas e reunião entre CAPES e DGPU para decisão final.

Como obtenho mais informações acerca do Programa CAPES -Salamanca/ProUni?     

O programa ProUni - Salamanca prevê o apoio a estudantes brasileiros de baixa renda , para realização da primeira graduação na Universidade de Salamanca (Espanha). A CAPES financia o período de estudos preparatórios para os exames de admissão à Universidade de Salamanca e o primeiro semestre do curso escolhido, após este período o Banco Santander – Santander Universidades será o responsável pelo financiamento do restante do curso. O ingresso definitivo na Universidade depende da aprovação individual do aluno nos exames admissionais, cujos critérios de avaliação são estabelecidos unilateralmente pela Universidade de Salamanca.

O programa visa o fortalecimento da cooperação bilateral no âmbito educativo, mediante a seleção de alunos brasileiros de baixa renda, cuja situação socioeconômica se conforme aos critérios do ProUni, para cursarem graduação completa na Universidade de Salamanca.

Cooperação Internacional – Estados Unidos    

Como funciona o Programa CAPES /Fulbright - Estágio de Doutorando?            

O Programa CAPES – Fulbright Estágio de Doutorando nas Ciências Humanas, Ciência Sociais, Letras e Artes nos EUA é realizado pela CAPES em cooperação com a Comissão para o Intercâmbio Educacional entre os Estados Unidos da América e o Brasil – Comissão Fulbright.

Objetivo

Incrementar as pesquisas realizadas por doutorandos no país nas áreas das Ciências Humanas, das Ciências Sociais, das Letras e das Artes e estreitar as relações bilaterais entre os dois países.

Como funciona o Programa CAPES /Fulbright - Estágio Pós-Doutoral?

O programa é realizado pela CAPES em cooperação com a Comissão para o Intercâmbio Educacional entre os Estados Unidos da América e o Brasil – Comissão Fulbright.

Objetivo

Incrementar as pesquisas realizadas por recém-doutores no país nas Ciências Humanas, Ciências Sociais, Letras e Artes, e estreitar as relações bilaterais entre os dois países.

Como funciona o Programa CAPES /Fulbright - Professor/Pesquisador Visitante nos EUA?

O programa tem como objetivo selecionar candidatos para bolsas de Professor/Pesquisador Visitante nos EUA para ministrar aulas, realizar pesquisas e desenvolver atividades de orientação técnica e científica, em renomadas instituições de ensino superior, no âmbito do Programa CAPES/Fulbright Professor/Pesquisador Visitante nos EUA, destacar no meio universitário e de pesquisa dos EUA a atuação de cientistas brasileiros em diversas áreas do conhecimento e promover o mais alto nível de aproximação, diálogo e aprofundamento no conhecimento mútuo das respectivas culturas e sociedades.

Como funciona o Programa CAPES /Fulbright - Programa NEXUS?        

O Programa NEXUS consiste na formação de grupos de pesquisadores que desenvolverão projetos dentro das áreas de Energia Sustentável e Mudanças Climáticas. Os grupos de pesquisa serão compostos de membros do Brasil, EUA e do Canadá ou de países da América Latina e do Caribe (dentro do espaço geopolítico Western Hemisphere).

Objetivo

Aprofundar a cooperação acadêmica e científica entre grupos de pesquisa do Brasil, dos EUA, e dos demais países das Américas e do Caribe (Western Hemisphere), por meio do incentivo à formação de redes de pesquisadores nas Américas e no Caribe, para a colaboração e promoção de parcerias que apresentem potencial de real impacto regional de longo prazo. A partir das áreas principais, terá enfoque especial os temas que se referem a Energias Renováveis, Adaptação comportamental e social às Mudanças Climáticas, Avaliação das Mudanças Climáticas e seus impactos (métricas e padrões), Mudanças Climáticas e biodiversidade e Mudanças Climáticas e segurança Alimentar e de Disponibilidade de Água.

Como funciona o Programa CAPES /Fulbright Mestrado em Produção Cinematográfica nos EUA (MFA)?         

O programa é realizado pela CAPES em cooperação com a Comissão para o Intercâmbio Educacional entre os Estados Unidos da América e o Brasil – Comissão Fulbright e tem como objetivo a formação de roteiristas, nos denominados Master of Fine Arts (MFA), nível de formação acadêmica mais elevada na área. Busca ainda, complementar a formação técnica e especializada na área de produção cinematográfica e o estreitamento das relações bilaterais entre Brasil e Estados Unidos.

Qual o foco do Programa CAPES /NIH?

A parceria entre a CAPES e o National Institutes of Health (NIH), por intermédio da iniciativa denominada Research Career Transition Award, objetiva incentivar a pesquisa científica de excelência na área médica e biomédica e o empenho mútuo na educação e formação da próxima geração de cientistas brasileiros e norte-americanos. O NIH é uma agência vinculada ao Department of Health and Human Services dos Estados Unidos, desempenhando um papel altamente relevante em ações de apoio a descobertas científicas que estimulem o progresso na área de saúde.

O Programa CAPES /NIH tem seu foco central na mobilidade de estudantes de pós-doutorado sob a perspectiva de proporcionar o acesso de jovens pesquisadores a uma formação científica de alto nível e garantir-lhes as devidas condições para o prosseguimento em uma carreira independente de pesquisa. Além disso, tem como objetivo construir colaborações de longo prazo, assegurar o retorno dos pesquisadores ao Brasil após a formação e estimular a publicação conjunta das descobertas das pesquisas.

As candidaturas devem ser apresentadas individualmente por doutor brasileiro, cujo título tenha sido há até 5 (cinco) anos. A proposta deve incluir, entre outros requisitos, um projeto de pesquisa já aceito por um dos institutos do NIH. O processo seletivo é composto de 3 (três) etapas: análise documental e de mérito, priorização e seleção final pela CAPES, mediante apresentação de proposta de apoio de tutor do NIH. As atividades do Programa estão estruturadas em duas fases, consistindo a primeira de 2 (dois) a 3 (três) anos de treinamento no NIH e a segunda de 2 (dois) a 3 (três) anos de pesquisa ou atuação docente junto a universidade ou instituto de pesquisa no Brasil. 

Como funciona o Programa CAPES/NSF - Biodiversidade?        

O Programa consiste no apoio a parcerias por meio de projetos conjuntos de cooperação internacional, em iniciação científica, na área de biodiversidade, com mobilidade de discentes exclusivamente em nível de graduação, entre as Instituições de Ensino Superior Brasileiras e pesquisadores financiados pela National Science Foundation (NSF) no âmbito da Division of Environmental Biology (DEB), incluídos ainda os do Programa “Dimensões da Biodiversidade para Pesquisa e Infraestrutura Associada”.

Objetivo

Apoiar parcerias por meio de projetos conjuntos de cooperação internacional em iniciação científica, na área de biodiversidade; promover a mobilidade acadêmica de discentes em nível de graduação; aprofundar a cooperação acadêmica entre as Instituições de Ensino Superior brasileiras e pesquisadores financiados pela National Science Foundation (NSF).

Quais os objetivos do Programa CAPES/PDPI?

Programa conjunto entre a Diretoria de Relações Internacionais – DRI e a Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica – DEB, em parceria com a Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil e com a Comissão Fulbright. A iniciativa oferece curso intensivo em universidade nos Estados Unidos, com atividades acadêmicas e culturais, para professores de língua inglesa da educação básica em efetivo exercício na rede pública de ensino.

Objetivo

O Programa tem o objetivo de capacitar professores de língua inglesa, que estejam em efetivo exercício nas escolas públicas de educação básica, oferecendo curso intensivo de 06 (seis) semanas em universidade nos Estados Unidos.

Os cursos destinam-se a promover o desenvolvimento profissional de professores de língua inglesa por meio do fortalecimento do domínio das quatro habilidades linguísticas - compreender, falar, ler e escrever em inglês; da imersão no cotidiano de um país de língua inglesa, ampliando sua capacidade de contextualização histórica e cultural no ensino do idioma; do compartilhamento de metodologias de ensino, aprendizagem e avaliação que estimulem o aperfeiçoamento do processo ensino/aprendizagem.

Como funciona o Programa CAPES /CWRU?     

A cooperação entre a CAPES e a Case Western Reserve University (CWRU) foi estabelecida por meio de Memorando de Entendimento celebrado em 21 de outubro de 2013 e por meio de Acordo de Cooperação assinado em 17 de dezembro de 2014, com a Case School of Engineering, pelo qual se criou o Programa de Mobilidade de Estudantes de Engenharia.

Tipo de programa

Projeto conjunto de pesquisa

Objetivo

Estabelecer programas de dupla diplomação na modalidade de doutorado em cotutela entre as IES brasileiras e a CWRU, notadamente nas áreas de Ciência e Engenharia de Polímeros e Colóides e em Engenharia Biomédica.

A CAPES e a CWRU selecionarão, conjuntamente, as propostas das IES brasileiras.

As IES brasileiras aprovadas e a CWRU selecionarão os bolsistas participantes.

A CAPES oferecerá 20 bolsas em cada uma dessas áreas por ano. Cada IES brasileira poderá selecionar até 5 bolsistas por ano.

O bolsista selecionado efetuará o primeiro e o último ano de estudos em sua instituição de origem, no Brasil. O segundo e o terceiro ano do curso serão efetuados na CWRU, nos Estados Unidos.

Como funciona o Programa CAPES /Fulbright Professor Assistente de Língua Portuguesa nos EUA (FLTA)?     

O programa é realizado pela CAPES em cooperação com a Comissão para o Intercâmbio Educacional entre os Estados Unidos da América e o Brasil – Comissão Fulbright.

Tipo de programa

Bolsa individual

Objetivo

Selecionar candidatos para bolsas de Professor Assistente de Língua Portuguesa nos EUA (Foreign Language Teaching Assistant – FLTA), bem como incrementar o ensino de português em universidades dos EUA e estreitar as relações bilaterais entre os dois países.

Modalidade de bolsa e benefícios

Modalidade:

Capacitação

Benefícios custeados pela CAPES:

Auxílio deslocamento

Benefícios custeados pela CAPES e pela Fulbright:

Bolsa incluindo os benefícios de moradia, alimentação e seguro-saúde.

Duração: 9 (nove) meses.

Inscrição

As inscrições serão gratuitas e o candidato deverá apresentar sua candidatura separadamente à CAPES e à Comissão Fulbright, exclusivamente, pela internet, mediante o preenchimento dos formulários de inscrição online e de acordo com as instruções específicas de cada entidade.

Aos formulários de inscrição online deverão ser anexadas as documentações exigidas em edital.

Como obter mais informações acerca do Programa CAPES/Harvard de Professor Pesquisador Visitante Júnior (PPVJ)?               

O Programa CAPES-Harvard de Professor/Pesquisador Visitante Júnior, por meio da concessão de bolsas na modalidade de pós-doutorado a professores efetivos de Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras, tem como objetivos: incentivar o intercâmbio de conhecimento entre professores e pesquisadores do Brasil e da Universidade de Harvard; contribuir para o estreitamento dos laços institucionais entre IES brasileiras e a Universidade de Harvard; estimular a realização de pesquisas conjuntas entre professores e pesquisadores do Brasil e da

Como obter mais informações acerca do Programa CAPES /TAMU?     

O Programa CAPES /TAMU promove o apoio e a promoção de projetos de colaboração entre a Universidade Texas A&M e os cientistas e acadêmicos no Brasil em temas de importância mútua para o Brasil e os Estados Unidos. Tem como objetivo apoiar o desenvolvimento de projetos conjuntos de pesquisa e fomentar a mobilidade de pesquisadores e de estudantes de doutorado e pós-doutorado, em todas as áreas do conhecimento, visando ao desenvolvimento de núcleos de pesquisa transnacionais entre instituições do Brasil e da Universidade Texas A&M, nos Estados Unidos. Nesse caso, o apoio da CAPES é destinado a missões de trabalho para docentes, missões de estudos de doutorado-sanduíche e pós-doutorado, além da concessão de recursos de custeio à equipe brasileira.

Como funciona o Programa SETEC-CAPES/NOVA?         

O Programa SETEC-CAPES/NOVA de Capacitação para Professores da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica visa propiciar treinamento nas instituições consorciadas ao Northern Virginia Community College - Nova, nos Estados Unidos, com atividades acadêmicas e culturais voltadas para professores em efetivo exercício na Rede Federal, constituída pelas seguintes instituições: Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IF), Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefet), Escolas Técnicas vinculadas a Universidades Federais e Colégio Pedro II.

Objetivos

Valorizar os profissionais que atuam na Rede Federal fortalecendo o domínio das quatro habilidades linguísticas – compreender, falar, ler e escrever em inglês – dos professores de língua inglesa, expondo-os às práticas pedagógicas dos Community Colleges norte-americanos. O programa também tem como objetivo, compartilhar com os professores da Rede Federal experiências do ensino de inglês como segunda língua propondo atividades que estimulem a participação do aluno em sala de aula, estimular o uso de recursos online e de outras ferramentas na formação continuada de professores na preparação de novas metodologias e materiais para uso em sala de aula, bem como estimular parcerias com professores norte-americanos com vistas a futuros intercâmbios de professores e de alunos entre os dois países.

Quais os objetivos do Programa CAPES – Fulbright de Doutorado Pleno nos EUA?       

O Programa CAPES - Fulbright de Doutorado Pleno nos EUA tem como objetivos: formar recursos humanos de alto nível nos EUA, como alternativa complementar às possibilidades ofertadas pela pós-graduação no Brasil, para candidatos com excelente desempenho acadêmico, e com propostas de pesquisa que não possam ser realizadas total ou parcialmente no Brasil; fomentar a formação de líderes que possam contribuir significativamente para a pesquisa no Brasil e no mundo nas áreas relacionadas ao Programa; fortalecer as áreas de conhecimento em consolidação no Brasil; ampliar o nível de colaboração e de publicações conjuntas entre pesquisadores que atuam no Brasil e no exterior; e ampliar o acesso de pesquisadores(as) brasileiros(as) a universidades de excelência dos EUA.f) Proporcionar maior visibilidade internacional à produção científica, tecnológica e cultural brasileira.

Quais os objetivos do Programa CAPES/Fulbright de English Teaching Assistant (ETA) para Projetos Institucionais?  

O programa busca selecionar projetos de Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras, para o recebimento de assistentes de ensino de língua inglesa (cidadão estadunidense – falante nativo), com intuito de contribuir para a elevação da qualidade dos cursos de bacharelado e/ou licenciatura em Letras, Língua Inglesa, na perspectiva de valorizar a formação e a relevância social dos profissionais do magistério da educação básica.

Como funciona o Programa Brasil-Estados Unidos de modernização da educação superior na graduação (PMG - EUA)?               

O PMG é realizado pela CAPES em cooperação com a Comissão Fulbright, com o apoio do Conselho Nacional de Educação – CNE e primeiramente financiará Projetos Institucionais de Modernização (PIMs) para cursos de graduação nas áreas das Engenharias.

Objetivo

Os objetivos do Programa Brasil-Estados Unidos de Modernização da Educação Superior na Graduação (PMG – EUA) são: criar ambiente propício para o desenvolvimento do pensamento criativo, com sólida base teórica, da capacidade de inovação e de empreendedorismo dos graduandos em engenharia; gerar modelos inspiradores de currículos, de metodologias de ensino-aprendizagem e de gestão de cursos de graduação, reprodutíveis no conjunto do sistema de ensino superior brasileiro; formar redes de colaboração acadêmica entre o Brasil e os EUA para o aprimoramento da qualidade da educação na graduação e alinhamento com as tendências internacionais da área de engenharia; integrar o curso de graduação com os diferentes níveis de formação superior, com a sociedade e com o setor produtivo; criar um ambiente propício à modernização da educação brasileira, com o apoio de regulação apropriada junto ao CNE; e compor os esforços de internacionalização das IES brasileiras.

Como funciona o Programa CAPES/Harvard?   

O Programa consiste no financiamento de bolsas de estudos para todos os níveis de formação acadêmica na Universidade de Harvard e reitera a parceria entre as instituições, iniciada com o programa Cátedra CAPES/Harvard.

Objetivo

Conceder a estudantes e pesquisadores de alto nível do Brasil oportunidades de estudos e pesquisas nos diversos campos das ciências da vida, das ciências físicas e exatas, bem como nas áreas das engenharias e tecnológicas.

Quais os objetivos do Programa CAPES-YALE de doutorado em Ciências Biomédicas?               

O Programa CAPES -Yale de Doutorado em Ciências Biomédicas foi criado visando treinar estudantes para se destacarem neste ambiente de pesquisa.

Este programa, por meio da concessão de bolsas para excepcionais estudantes do Brasil realizarem doutorado pleno no Programa Combinado de Ciências Biológicas e Biomédicas (Programa BBS) de Yale, tem como objetivo principal formar os futuros líderes acadêmicos para a pesquisa no Brasil e no Mundo nas áreas relacionadas. O programa visa ainda fomentar uma transformação de longo prazo na qualidade da ciência produzida no Brasil e por brasileiros no mais alto nível de competitividade internacional.

Objetivos

Os objetivos do Programa CAPES -Yale de Doutorado em Ciências Biomédicas são: selecionar e formar estudantes do Brasil no Programa Combinado de Ciências Biológicas e Biomédicas (Programa BBS) na Universidade de Yale; fomentar a formação de líderes que possam contribuir significativamente para a pesquisa no Brasil e no mundo nas áreas relacionadas ao Programa; fortalecer as áreas de conhecimento em consolidação no Brasil; ampliar o nível de colaboração e de publicações conjuntas entre pesquisadores que atuam no Brasil e no exterior; ampliar o acesso de pesquisadores (as) brasileiros (as) a centros internacionais de excelência; e proporcionar maior visibilidade internacional à produção científica, tecnológica e cultural brasileira.

Cooperação Internacional – França       

Como funciona o Programa CAPES /Brafagri?  

O programa consiste em projetos de parcerias universitárias nas áreas de ciências agronômicas, agroalimentares e veterinária, disciplinas correlatas, exclusivamente em nível de graduação, para fomentar o intercâmbio em ambos os países e estimular a aproximação das estruturas curriculares, inclusive a equivalência e o reconhecimento mútuo de créditos obtidos nas instituições participantes.

Como funciona o Programa CAPES /Brafitec?  

O programa consiste em projetos conjuntos de pesquisa em parcerias universitárias em todas as especialidades de Engenharia, exclusivamente em nível de graduação, para fomentar o intercâmbio em ambos os países e estimular a aproximação das estruturas curriculares, inclusive a equivalência e o reconhecimento mútuo de créditos.

Como funciona o Programa CAPES/Embrapa/Fundação Agrópolis?      

O programa é fruto de acordo assinado entre a CAPES e a Fundação Agrópolis, contando com a participação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sua cobertura temática engloba abordagens interdisciplinares e integradas que incluem o aumento da demanda por produtos e subprodutos de plantas para aplicações alimentares e não alimentares, a interação entre mudança climática e culturas agrícolas, além da prevenção e gerenciamento de riscos relacionados às culturas.

Tipo de programa

Projeto conjunto de pesquisa

Objetivo

Aprofundar a cooperação acadêmica e científica entre grupos de pesquisa brasileiros e franceses e a formação de recursos humanos por meio da seleção de projetos conjuntos de pesquisa nas áreas temáticas agrícolas e de desenvolvimento sustentável, fomentando o intercâmbio e consolidando a cooperação entre os dois países. Serão selecionadas propostas em duas modalidades:

Linha 1: Projetos apresentados por pesquisadores empregados em exercício do quadro permanente da Embrapa;

Linha 2: Projetos propostos por professor/pesquisador vinculado a Instituição de Ensino Superior – IES brasileira.

Cooperação Internacional – França        Como funciona o Programa CAPES/Cofecub?  

O Programa CAPES /Cofecub visa fomentar o intercâmbio entre Instituições de Ensino Superior e institutos ou centros de pesquisa e desenvolvimento públicos brasileiros e franceses.

Cooperação Internacional – Haiti          

Quais os objetivos do Programa Pró-Haiti?      

O Programa Emergencial em Educação Superior Pró-Haiti–Graduação é coordenado pela CAPES, em conjunto com a Secretaria de Educação Superior (SESu) do Ministério da Educação (MEC) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE), e foi criado para auxiliar na reconstrução do Haiti, atuando no fortalecimento e na recomposição do Sistema de Educação Superior do país. O programa baseia-se na concessão de bolsas de estudos a estudantes das instituições de ensino superior de Porto Príncipe em instituições de ensino superior brasileiras (IES).

Cooperação Internacional – Israel         

Como funciona o Programa CAPES /Weizmann?            

O Programa CAPES /WEIZMANN, parceria entre a CAPES e o Weizmann Institute of Science, foi criado para fortalecer a cooperação técnico-científica entre a República Federativa do Brasil e o Governo de Israel, por meio do intercâmbio de estudantes e docentes. O edital prevê a seleção de projetos nas seguintes áreas do conhecimento: biologia, bioquímica, química, física, matemática e ciência da computação.

Cooperação Internacional – Japão        

Como funciona o Programa CAPES /JSPS?         

O Programa CAPES – JSPS tem amparo no Memorando de Entendimento entre a CAPES e a Japan Society for the Promotion of Science (JSPS) e tem como objeto apoiar a implementação de projetos conjuntos de pesquisa e o intercâmbio técnico e científico entre Instituições de Ensino Superior (IES) do Brasil e do Japão, de modo a fomentar a formação de recursos humanos de alto nível em ambos os países. As concessões previstas incluem missões de estudos, missões de trabalho e recursos para custeio do projeto.

As instituições brasileiras devem seguir as diretrizes da CAPES, quando da apresentação do projeto, de acordo com as normas estabelecidas em editais específicos. As instituições japonesas devem atender às diretrizes do JSPS.

O programa tem como objetivo promover a cooperação acadêmica entre as instituições de ensino superior (IES) do Brasil e do Japão, com base no mútuo benefício para ambos os países. Nessas condições, visa a apoiar parcerias por meio do financiamento de projetos conjuntos de pesquisa entre técnicos e acadêmicos brasileiros e japoneses, oriundos de universidades ou institutos de pesquisa em seus respectivos países.

Cooperação Internacional – Multinacional       

Quais os objetivos do Programa CAPES/BRICS?              

O programa tem como objetivo selecionar PPGs reconhecidos e recomendados pela CAPES, com nota igual ou superior a 6 (seis), inscritos por IES brasileiras como candidatas a participar da Universidade em Rede do BRICS nas áreas prioritárias definidas.

Áreas temáticas: Energia; Ciência da computação e segurança da informação; Estudos dos BRICS, em cursos de Relações Internacionais, Ciência Política ou Ciências Sociais; Ecologia e mudanças climáticas; Recursos hídricos e tratamento da poluição; Economia.

Quais os objetivos do Programa CAPES/PIFC - Programa de Incentivo à Formação Científica de Estudantes de Cabo Verde, Moçambique e Angola?             

O objeto deste edital é selecionar projetos de IES brasileiras que possibilitem a concessão de bolsas a cidadãos de Cabo-Verde, Moçambique ou Angola para realização de atividades de iniciação científica em nível de graduação, de modo a fornecer a capacitação necessária para que o estudante possa contribuir para o desenvolvimento de seu país. O programa, realizado por meio de uma cooperação entre a CAPES e o Ministério das Relações Exteriores (MRE), busca conceder bolsas de iniciação científica em projetos de execução bimestral que possibilitem estudantes de graduação de desses países realizar, gratuitamente no Brasil, atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação em áreas de pesquisa mutuamente acordadas, durante o período das férias acadêmicas.

Como funciona o Programa Escola de Altos Estudos?  

A Escola de Altos Estudos tem por objetivo apoiar os Programas de Pós-Graduação de Instituições de Ensino Superior federais, estaduais, confessionais e comunitárias, por meio do fomento à cooperação acadêmica e do intercâmbio acadêmico internacional. Esse apoio se dará por meio da oferta de cursos monográficos intensivos de alto nível, ministrados por docentes e pesquisadores radicados no exterior de elevado conceito internacional.

Como funciona o Programa MARCA – Mobilidade Docente?   

O programa visa apoiar projetos de parcerias universitárias, em nível de graduação, de instituições participantes do programa MARCA, devidamente reconhecidas pelos respectivos sistemas educacionais. Serão consideradas aptas a envio de propostas somente IES com atividades de ensino, pesquisa e extensão, de países que integram o Mercosul e associados, acreditadas no Arcosul e participantes do programa MARCA.

Como funciona o Programa CAPES PPCP-Mercosul?    

O programa tem por finalidade a seleção de projetos de pesquisa nas diversas áreas do conhecimento, bem como o fomento ao intercâmbio de doutorandos e o aperfeiçoamento de docentes e pesquisadores, na mesma intensidade.

As modalidades de apoio são:

Serão financiadas pela CAPES, bolsas de estudos, transporte aéreo, diárias e seguro saúde para as missões aprovadas nos projetos, que podem ser do tipo:

Missão de Estudo: Concessão de bolsas de estudo, auxilio instalação, seguro saúde e auxílio deslocamento nas modalidades de mestrado sanduíche, doutorado sanduíche e pós-doutorado, tendo duração mínima de 03 (três) meses e máxima de 12 (doze) meses, de acordo com as normas da CAPES e dos órgãos responsáveis de cada país.

Missão de Trabalho: Concessão de diárias e passagens aéreas a docentes e pesquisadores participantes da equipe brasileira, com duração de no mínimo 07 (sete) e máximo 30 (trinta) dias.

A CAPES concederá à equipe brasileira anualmente o valor de até R$ 10.000,00 (dez mil reais), em recursos de material de consumo para execução do projeto.

Como funciona o Programa de Associação para Fortalecimento da Pós-Graduação - PFPG?

O programa consiste na associação acadêmica, por meio de parceria universitária, entre uma instituição de ensino superior de cada país membro ou associado do Mercosul participante do programa para o fortalecimento de cursos de pós-graduação na região;

A parceria universitária deverá ser contemplada entre curso de pós-graduação stricto sensu de excelência, que atuará como entidade promotora (de maior desenvolvimento relativo), e curso associado, que atuará como entidade receptora (de menor desenvolvimento relativo).

Modalidades de apoio

Serão financiadas pela CAPES, bolsas de estudos, transporte aéreo, diárias e seguro saúde para as missões aprovadas nos projetos, que podem ser do tipo missão de trabalho e missão de estudo.

A instituição promotora será responsável somente pelos gastos correspondentes às missões de trabalho (passagens aéreas, seguro saúde e diárias para docentes e pesquisadores).

Missões de Trabalho: Viagem de docentes brasileiros e estrangeiros membros da equipe do projeto, com nível de doutorado. A instituição receptora será responsável somente pelos gastos correspondentes às missões de estudo (passagens aéreas, auxílio instalação, seguro saúde, e mensalidades dos estudantes).

Missões de Estudo: Concessão de bolsas de estudo nas modalidades mestrado sanduíche, doutorado sanduíche e pós-doutorado, tendo duração mínima de 3 (três) meses e máxima de 6 (seis) meses, de acordo com as normas da CAPES e dos órgãos responsáveis de cada país

Como funciona o Programa de Parcerias Universitárias MERCOSUL Português-Espanhol – PGPE?       

O programa consiste de projetos de parcerias institucionais universitárias nas especialidades de Letras, Português e Espanhol, exclusivamente em nível de graduação, para fomentar o intercâmbio nos países do Mercosul – Argentina, Paraguai, Uruguai, Venezuela e Chile. Tem como objetivo fomentar parcerias institucionais estimulando o intercâmbio de estudantes de graduação, com foco no ensino de língua, português e espanhol como segunda língua e estimular a aproximação das estruturas curriculares, inclusive a equivalência e o reconhecimento mútuo de créditos obtidos nas instituições participantes.

O que é o Projeto Regional de Mobilidade em Formação Docente - Pasantía?               

A Comissão Regional de Formação Docente, integrante do Setor Educacional do Mercado Comum do Sul (Mercosul) abriu chamada pública para financiamento de projetos conjuntos de mobilidade de curta duração em formação de professores. Podem participar do Projeto Regional de Mobilidade em Formação Docente instituições que atuem com formação docente na Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.

A iniciativa surgiu a partir da experiência do Programa de Apoio ao Setor Educacional do Mercosul (PASEM), que apoiou a mobilidade de cerca de 300 profissionais da educação em 20 estágios realizados de 2013 a 2015.

Confira mais informações sobre o Projeto Regional de Mobilidade em Formação Docente

1) http://www.cfe.edu.uy/index.php/component/content/article/35-division-planeamiento-educativo/2310-llamado-a-pasantias-del-proyecto-regional-de-movilidad-en-formacion-docente

2) http://capes.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/8462-programa-seleciona-propostas-para-intercambio-em-formacao-docente-no-mercosul

Saiba mais sobre o Setor Educacional do Mercosul, acesse o link http://www.edu.mercosur.int/pt-BR/.

Como funciona o PEC-PG - Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação?     

Este programa é fruto de parceria entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), o Ministério das Relações Exteriores (MRE) por intermédio da Divisão de Temas Educacionais (DCE) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O PEC-PG tem por objetivo a concessão de bolsas de doutorado pleno, em IES brasileiras, a professores universitários, pesquisadores, profissionais e graduados do ensino superior dos países em desenvolvimento com os quais o Brasil mantém Acordo de Cooperação Educacional, Cultural ou de Ciência e Tecnologia visando o aumento de qualificação necessária para que o estudante possa contribuir para o desenvolvimento de seu país. Os benefícios são: mensalidade, auxílio deslocamento exterior – Brasil (mediante disponibilidade orçamentária), isenção do pagamento de mensalidades ou taxas acadêmicas e passagem Brasil – exterior (financiada pelo MRE).

O programa tem a duração de 48 meses.

As inscrições são gratuitas e feitas diretamente na página do programa por meio do preenchimento de questionário de inscrição e envio de documentos, conforme descrito em edital. Após o envio, cada proponente receberá, imediatamente, no endereço eletrônico informado no formulário, a confirmação de recebimento da inscrição. A inscrição do candidato implica o conhecimento e aceitação das regras e condições estabelecidas em cada Edital, em relação às quais não poderá alegar desconhecimento.

É vedado o acúmulo de bolsa destinada à mesma finalidade, quando concedida por agência de fomento brasileira. Estudantes/pesquisadores que já usufruíram de bolsa de qualquer dessas agências não poderão ser contemplados novamente, na mesma modalidade, mesmo após o cumprimento do interstício exigido, exceto para bolsas de pesquisa pós-doutoral.

Como funciona o Programa de Licenciaturas Internacionais - França? 

O Programa tem como objetivo selecionar parcerias universitárias entre cursos de licenciatura brasileiros e a Universidade Paris-Sorbonne (licenciatura em Letras Português/Francês Língua Estrangeira) e a Universidade Pierre et Marie Curie (licenciaturas em Biologia, Física, Matemática, Química) visando a diversificação curricular dos cursos de licenciatura brasileiros, tendo como prioridade o aperfeiçoamento e a valorização da formação de professores para a educação básica, com possibilidade de obtenção de diploma francês.

Para mais informações, recomendamos que acompanhe a página do programa pelo link:

Como funciona o Programa Licenciaturas Internacionais - Portugal?   

O programa tem como objetivo a seleção para projetos de graduação sanduíche para estudantes de cursos de licenciaturas das áreas de Biologia, Física, Matemática, Química e Português no âmbito do Programa de Licenciaturas Internacionais PLI – Portugal, com vistas a valorizar e estimular a formação de professores de educação básica no Brasil. As universidades participantes são:

Universidade do Algarve

Universidade de Aveiro

Universidade da Beira Interior

Universidade de Coimbra

Universidade de Évora

Universidade de Lisboa

Universidade do Minho

Universidade Nova de Lisboa

Universidade do Porto

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

 

Quais os objetivos do Programa Abdias Nascimento - Projetos Conjuntos de Pesquisas?

O Programa tem dentre seus objetivos: incrementar o intercâmbio acadêmico entre Instituições de pesquisa; proporcionar a realização, por parte de discentes e docentes de Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras, de atividades de pesquisa, de desenvolvimento tecnológico e de inovação com parceiros de IES no exterior; possibilitar que discentes e docentes das IES, com larga experiência em pesquisa e inovação na área de tecnologia assistiva (TA), participem de atividades de ensino, de pesquisa, de desenvolvimento tecnológico e de inovação em universidades brasileiras e do exterior; atender, preferencialmente, a candidatos auto declarados pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades e super dotação, conforme dispõe a Portaria MEC nº 1.129, de 17 de novembro de 2013.

Como funciona o Programa Estágio Pós-Doutoral PCTI 2014 - Parques Tecnológicos?  

O programa visa a concessão de bolsas para estágio pós-doutoral no exterior, nas áreas e temas que compõem o Programa Ciência sem Fronteiras (Portaria Interministerial Nº1, de 9 de janeiro de 2013), possibilitando dar maior visibilidade internacional aos ambientes de inovação brasileiros, em especial os Parques Científicos e Tecnológicos, e ampliar o potencial de desenvolvimento desses ambientes com o posterior retorno do bolsista. O referido estágio deverá ser realizado em ambientes de inovação internacionais de comprovada excelência, de acordo com as normas do Edital e da legislação aplicável à matéria.

Como funciona o PGCI - Programa Geral de Cooperação Internacional?            

O Programa Geral de Cooperação Internacional - PGCI tem por objetivo selecionar projetos conjuntos de pesquisa e parcerias universitárias em todas as áreas do conhecimento, além de fomentar o intercâmbio entre Instituições de Ensino Superior e institutos ou centros de pesquisa e desenvolvimento brasileiros e estrangeiros. O programa também objetiva selecionar candidaturas individuais, para casos de candidatos academicamente excepcionais que não possam ser contemplados por editais específicos da CAPES para bolsas no exterior.

Quais os objetivos do Programa Institucional de Internacionalização – CAPES - PrInt?               

O Programa visa à seleção de Projetos Institucionais de Internacionalização de Instituições de Ensino Superior ou de Institutos de Pesquisa que tenham ao menos quatro Programas de Pós-Graduação (PPG) recomendados pela CAPES na avaliação trienal de 2013 e na quadrienal de 2017, dentre os quais deverá haver, ao menos, dois cursos de doutorado.

Como funciona o Programa Leitorado?               

O Programa Leitorado financia professores interessados em divulgar a cultura brasileira e a língua portuguesa em instituições universitárias estrangeiras. As vagas para leitor, função regulamentada pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) desde 1999, é uma parceria da CAPES com o MRE.

Como funciona o Programa regional MATH-AmSud?   

O Programa regional MATH-AmSud é uma iniciativa para gerar e fortalecer as capacidades regionais da América do Sul e a cooperação com a França mediante implantação de redes de pesquisa-desenvolvimento em matemática, através da apresentação de projetos comuns.

Seus objetivos são:

Desenvolver a colaboração em matemática por meio de intercâmbios de pesquisadores e de informação entre os países da América do Sul envolvidos, e entre estes últimos e a França.

Apoiar os projetos de pesquisa fundamental e aplicada com um componente regional entre a França e pelo menos dois países sul-americanos associados ao projeto.

Favorecer na América do Sul a sinergia com outros programas regionais e multilaterais deste setor, em particular com a União Europeia.

Como funciona o Programa STIC AmSud/CAPES?           

O Programa é uma iniciativa da cooperação francesa e brasileira com o intuito de incentivar e reforçar a colaboração e a formação de redes de pesquisa e desenvolvimento no domínio das Ciências e Tecnologias da Informação e da Comunicação (STIC).

Objetivos

Desenvolver instrumentos que facilitem o intercâmbio de estudantes, professores, pesquisadores e o compartilhamento de resultados de pesquisa.

Selecionar e financiar projetos conjuntos de pesquisa, tendo em sua dimensão o potencial de inovação e de transferência tecnológica, envolvendo a França e pelo menos dois países sul-americanos parceiros.

Favorecer as sinergias com outros programas regionais e multilaterais na área.

Quais os objetivos do Programa Pró-Mobilidade Internacional (CAPES/AULP)?            

O Programa Internacional de Apoio à Pesquisa e ao Ensino por meio da Mobilidade Docente e Discente Internacional (Pró-Mobilidade Internacional) destina-se à estruturação, fortalecimento e internacionalização dos Programas de Graduação, Pesquisa e Pós-Graduação das universidades integrantes da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP).

Quais os objetivos do PVEx - Programa Professor Visitante do Exterior?           

O programa tem como objetivo incentivar a realização de visitas de curta, média e longa duração a Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras e a Institutos ou Centros de Pesquisa e Desenvolvimento públicos brasileiros, por professores e por pesquisadores atuantes no exterior, em todas as áreas do conhecimento, cuja formação e experiência profissional representem uma contribuição inovadora para cursos de doutorado brasileiros.

Como funciona o Programa CAPES/UTFORSK?                

O programa possui dentre seus objetivos: fortalecer a cooperação entre Instituições de Ensino Superior e/ou de Pesquisa do Brasil e da Noruega; fomentar a colaboração e o intercâmbio científico entre grupos de pesquisa e desenvolvimento brasileiros e noruegueses; fomentar a mobilidade de docentes e de estudantes de pós-graduação no nível de doutorado e de pós-doutorado.

Cooperação Internacional – Países Baixos        

Como funciona o Programa CAPES/NUFFIC?    

O Programa CAPES/NUFFIC visa a formação de recursos humanos de alto nível e se destina a apoiar projetos conjuntos de pesquisa favorecendo o intercâmbio de estudantes e pesquisadores, consolidando a cooperação bilateral entre Brasil e Holanda.

Tem como objetivo selecionar projetos conjuntos de pesquisa desenvolvidos por grupos brasileiros e holandeses vinculados à Instituições de Ensino Superior e/ou de Pesquisa com o intuito de apoiar e fomentar o intercâmbio científico entre grupos de pesquisa e desenvolvimento públicos brasileiros e holandeses. O Programa CAPES/NUFFIC visa fomentar a mobilidade de docentes e de estudantes de graduação e pós-graduação nos níveis de doutorado e de pós-doutorado.

Como funciona o Programa BRANETEC?             

Comunicamos que o Programa CAPES /BRANETEC encerrou suas chamadas no último Edital de nº 069/2013. A partir de então, as chamadas de graduação sanduíche foram integradas ao programa CAPES /NUFFIC. Esclarecemos que todos os projetos CAPES/BRANETEC em andamento terão suas atividades e liberação de recursos mantidas conforme as orientações do Ofício nº 26/2016.

O Programa CAPES/BRANETEC visa criar e consolidar a cooperação bilateral entre Brasil e Holanda, por meio de parcerias universitárias com apoio a projetos conjuntos de pesquisa, favorecendo o intercâmbio de estudantes de graduação e as iniciativas de semelhança de estrutura, conteúdos curriculares e metodologias de ensino.

Cooperação Internacional – Portugal   

Quais os objetivos do Programa Capes/FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia?              

O programa CAPES /FCT tem como objetivo aprovar projetos conjuntos de pesquisa entre instituições de ensino brasileiras e portuguesas. Podem ser inscritos projetos de todas as áreas do conhecimento, desde que a finalidade seja o intercâmbio, a mobilidade pesquisadores, docentes e discentes de pós-graduação e que contribuam para a expansão e internacionalização de suas instituições.

Quais os objetivos do Programa Capes/INL?    

O Programa CAPES /Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) visa estimular e apoiar a realização de projetos especiais de pesquisa, que não possam ser realizadas exclusivamente no Brasil, permitindo o acesso de instituições de ciência, tecnologia e inovação, pesquisadores, estudantes e empresas brasileiras ao Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), visando o desenvolvimento de pesquisa na área de Nanotecnologia, utilizando-se da capacidade instalada, de recursos humanos e de infraestrutura disponíveis naquela instituição e demais entidades a ela associadas, estimulando ainda o fomento à formação de recursos humanos altamente qualificados no nível de pós-graduação.

Quais os objetivos do PDPP - Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores?O Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores - PDPP visa selecionar bolsistas supervisores integrantes do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - Pibid e alunos do Plano Nacional de Formação de Professores - Parfor para participarem de cursos de desenvolvimento profissional nas universidades portuguesas de Aveiro e do Porto, nas áreas de Pedagogia, Física, Química, Matemática e Língua Portuguesa.

Cooperação Internacional – Reino Unido          

Como participar do Programa Doutorado Pleno em Cambridge - COT (Cambridge Trust)?

O Cambridge Commonwealth, European and International Trust (COT), também conhecido como Cambridge Trust do Reino Unido, atua desde a década de 1980 no suporte financeiro a estudantes internacionais, que de outra forma não teriam condições de acesso à Universidade de Cambridge. Nesse sentido, o Programa CAPES - COT foi idealizado para permitir que jovens brasileiros, com reconhecido mérito acadêmico, desenvolvam seus estudos em uma das mais renomadas instituições de ensino do mundo em qualquer área do conhecimento. Além de tornar a representatividade brasileira na Universidade de Cambridge mais significativa, o Programa favorecerá a criação de vínculos entre núcleos de pesquisa britânicos e brasileiros, com o retorno do bolsista após a conclusão do doutorado.

Como participar do Programa de Qualificação Internacional (PQI) em Turismo e Hospitalidade – Reino Unido?          

O programa tem como objetivo a seleção de até 120 (cento e vinte) estudantes brasileiros dos cursos de Bacharelado/Licenciatura/Tecnólogo em Turismo e/ou Hospitalidade interessados em realizar, com bolsas de estudo concedidas pelo Ministério do Turismo, com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), curso de capacitação em técnicas avançadas de gestão do turismo e hospitalidade em escolas de excelência no Reino Unido.

Quais os objetivos Programa CAPES/Nottingham e Birmingham - PhD Pleno?

O objetivo do Programa CAPES /Universidade de Nottingham /Universidade de Birmingham – Bolsa de Doutorado Pleno é apoiar estudantes a realizar o doutorado pleno nas Universidades de Nottigham ou na Universidade de Birmingham visando a formação de docentes e pesquisadores de alto nível e a consolidação da cooperação científica entre o Brasil e o Reino Unido.

O que é o Programa CAPES /Universidade de Dundee – Bolsa de Doutorado Pleno?  

O Programa CAPES /Universidade de Dundee é baseado no Memorando de Entendimento assinado entre a Fundação e a Universidade, reconhecida como uma das universidades mais proeminentes do Reino Unido, sendo também internacionalmente famosa pela sua experiência em diversas áreas do conhecimento, tais como ciências naturais e da vida, medicina, engenharia e artes.

Quais os objetivos do Programa CAPES /Universidade de Nottingham?            

O programa tem como objeto o estreitamento, fortalecimento e aprofundamento da cooperação técnico-científica e o suporte ao acesso de pesquisadores e estudantes de instituições de ciência, tecnologia e inovação, e de empresas brasileiras ao Centro de Drug Discovery da Universidade de Nottingham.

O que é o Programa Newton Fund – Institutional Links?           

O programa Newton Fund – Institutional Links é um programa do Departamento Britânico para Negócios, Inovação e Habilidades e o delivery partner (parceiro de execução) no Brasil é o Conselho Britânico. A CAPES aderiu ao programa com assinatura de Acordo de Cooperação para a Operacionalização do Newton Fund no Brasil, em 26 de janeiro de 2015.

O Programa consiste na prestação de apoio financeiro para promover a cooperação científica e de pesquisa sobre temas específicos, conforme chamadas lançadas.

A seleção dos projetos é realizada por chamadas lançadas pelo Newton Fund, que recomendará à CAPES projetos para co-financiamento. As propostas serão recebidas por meio de editais específicos da CAPES com o Reino Unido ou pelo edital do Programa Geral de Cooperação Internacional - PGCI

Cooperação Internacional – Suécia       

Como funciona o Programa CAPES /STINT - Projetos Conjuntos de Pesquisa? 

O Programa, pela seleção de projetos conjuntos de pesquisa, desenvolvidos por grupos brasileiros e suecos, tem por objetivos:

I. Fortalecer a cooperação entre Instituições de Ensino Superior e/ou de Pesquisa do Brasil e da Suécia;

II. Fomentar a colaboração e o intercâmbio científico entre grupos de pesquisa e desenvolvimento brasileiros e suecos;

III. Fomentar a mobilidade de docentes e de estudantes de pós-graduação no nível de doutorado e de pós-doutorado.Modalidades de bolsas e benefícios

Cooperação Internacional – Timor Leste            

O Programa de Qualificação de Docente e Ensino de Língua Portuguesa no Timor-Leste ainda está ativo?      

Comunicamos que o Programa de Qualificação de Docente e Ensino de Língua Portuguesa no Timor-Leste foi desativado.

 Cooperação Internacional – Uruguai   

Como funciona o Programa CAPES/Udelar docentes? 

O Programa CAPES /Udelar - Docentes, Brasil-Uruguai tem por objetivo a promoção do intercâmbio e a formação de recursos humanos de alto nível, possibilitando que professores uruguaios, provenientes da Universidad de la Republica (Udelar), possam realizar estudos nas universidades brasileiras em Programas de Pós-Graduação reconhecido pela Capes.

Como funciona o Programa CAPES/Udelar Projetos?   

O Programa CAPES /Udelar - Projetos tem por objetivo estimular, por meio de projetos conjuntos de pesquisa, o intercâmbio de docentes e pesquisadores brasileiros e uruguaios, vinculados a Programas de Pós-Graduação de Instituições de Ensino Superior (IES), visando à formação de recursos humanos de alto nível no Brasil e no Uruguai, nas diversas áreas do conhecimento.

Doutorado Pleno no Exterior   

Como participar do Programa de Doutorado Pleno no exterior?            

O programa de Doutorado Pleno no Exterior contempla as diversas áreas do conhecimento e destina-se a candidatos de elevado desempenho acadêmico que se dirijam a instituições estrangeiras de excelência para a realização de doutorado pleno em universidades do exterior.

Tem como objetivo oferecer bolsas de doutorado pleno no exterior como alternativa complementar às possibilidades ofertadas pelo conjunto dos programas de pós-graduação no Brasil; ampliar o nível de colaboração e de publicações conjuntas entre pesquisadores que atuam no Brasil e no exterior, proporcionando maior visibilidade internacional à produção científica, tecnológica e cultural brasileira e ampliar o acesso de pesquisadores brasileiros a centros internacionais de excelência.

Mestrado no Exterior  

A CAPES concede bolsas de mestrado no exterior?      

A CAPES deixou de oferecer bolsas para mestrado no exterior desde 2003, pois a política estabelecida pela agência é a de incentivar o doutorado no exterior, uma vez que o Brasil já possui cursos de excelência em mestrado que atendem à demanda de pesquisa nesta modalidade. Ainda há, contudo, a possibilidade de alunos de mestrado realizarem estágios no exterior (mestrado sanduíche), no âmbito de alguns programas realizados por meio de Cooperação Internacional.

As seleções para esses editais é sempre via programas de pós-graduação recomendados pela CAPES. Desta forma, os alunos matriculados em cursos de mestrado devem se informar nas coordenações dos seus cursos se existem projetos aprovados em editais da CAPES que contemplam bolsas de mestrado sanduíche.

Outras informações sobre Bolsas e Auxílios Internacionais      

A CAPES possui uma lista de instituições de ensino superior conveniadas?     

Não. A escolha do país, da instituição e do orientador é de inteira responsabilidade do candidato.

O cartão BB Américas  cobra tarifas para gastos realizados fora dos Estados Unidos?

Informamos que em 1 de dezembro de 2016 a CAPES recebeu comunicado do BB Américas informando que os gastos com cartões pré-pagos realizados pelos bolsistas fora dos Estados Unidos serão tarifados em 1% do valor da compra ou saque, e de que trata-se de tarifa cobrada pela Mastercard do usuário final do cartão, de forma a cobrir os custos incorridos com transações internacionais. A CAPES foi informada ainda que todos os bolsistas receberam comunicado a respeito dessa nova cobrança.

Como conseguir uma bolsa de pós-graduação no exterior?      

As bolsas concedidas pela CAPES para o exterior são nas seguintes modalidades: doutorado, estágio de doutorando e estágio pós-doutoral.

Todas as bolsas são concedidas por meio de chamadas públicas, que são amplamente divulgadas na página da CAPES.

Como solicitar uma declaração de recebimento de Bolsa para ex-bolsista?

Por se tratar de informação pessoal, que pela Lei de Acesso à Informação deve ser preservada pelos agentes públicos, a declaração do período em que foi bolsista CAPES pode ser entregue somente ao próprio beneficiário. Desta forma, necessitamos que comprove sua identidade, mediante o envio de cópia legível do documento de identidade devidamente autenticada. A cópia deve ser inserida como documento anexo no formulário Fale Conosco.

Não estou recebendo as comunicações via e-mail da CAPES. O que pode estar havendo?

As orientações são:

i) Certifique-se de que o e-mail fornecido para a CAPES durante a inscrição está correto, de que sua caixa de entrada esteja sempre disponível e de que seu anti-spam não esteja bloqueando o servidor da CAPES.

ii) Desabilite a solicitação automática de confirmação de envio que alguns provedores oferecem;

iii) Observe, no caso de e-mail institucional, se seu provedor não está bloqueando as mensagens ou os anexos enviados;

iv) Verifique sempre, além da caixa de entrada, sua caixa de lixo eletrônico/spans;

v) Fique atento a e-mails com a epígrafe ‘CAPES’, que podem estar passando despercebidos.

O que é a Carta de Concessão?               

A Carta de Concessão é o documento emitido no momento em que a bolsa é concedida, onde constam os benefícios do bolsista; os compromissos do bolsista com a CAPES e da Fundação com o bolsista; a duração da bolsa e o período de concessão total atendido.

O que significa período de interstício?               

Conforme o Regulamento Geral de Bolsas para o Exterior, o interstício corresponde ao período equivalente ao de bolsa concedida, durante o qual o (a) ex-bolsista deverá permanecer no Brasil e terá a sua atuação profissional acompanhada pela CAPES.

O período de interstício começa a ser contado a partir da data de chegada ao Brasil. Acordos específicos poderão prever períodos de interstícios diferenciados que estarão descritos no respectivo Edital.

É vedado ao (à) bolsista ausentar-se do Brasil durante o período de interstício.

Nos casos de período de interstício igual ou superior a 06 (seis) meses, o (a) bolsista poderá ausentar-se do Brasil por até 30 (trinta) dias ao ano, não cumulativos, mediante simples comunicação prévia à Capes sobre o motivo, o período do afastamento e o local de destino da saída temporária. O afastamento do Brasil por períodos superiores a 30 (trinta) dias, durante o período de interstício, está condicionado à prévia autorização da CAPES. Nesse caso, o (a) bolsista deverá apresentar solicitação com justificativa e documentação pertinente, com antecedência mínima de 30 (trinta) dias, que será submetida à análise e decisão da CAPES.

Quais são as modalidades de bolsas ofertadas pela CAPES para o Exterior?     

A CAPES concede auxílios e bolsas de estudo/pesquisa para estudantes, professores e pesquisadores por meio dos seus programas e ações. Dessa maneira, dá suporte à formação de profissionais para o magistério superior e para o desenvolvimento científico e tecnológico nacional, promovendo, igualmente, a internacionalização da ciência, tecnologia e inovação brasileiras, com o apoio a iniciativas individuais de mobilidade, bem como a cooperação entre grupos e instituições de ensino e pesquisa.

As bolsas podem ser individuais, vinculadas a projetos conjuntos de pesquisa ou a parcerias universitárias. O projeto conjunto de pesquisa é caracterizado pelo fomento a grupos de pesquisa sediados no Brasil e no exterior, contemplando a mobilidade de pesquisadores, estudantes e docentes. Já as parcerias universitárias são acordos entre universidades brasileiras e estrangeiras com o objetivo de promover o intercâmbio, o reconhecimento mútuo de créditos e a aproximação entre currículos.

Quais são os países participantes de acordos e parcerias com a CAPES?            

Dentre os programas oferecidos pela CAPES há os que são frutos da negociação com países e/ou instituições estrangeiras e parcerias com entidades educacionais internacionais. Estes programas têm como base acordos bilaterais e/ou multilaterais e memorandos de entendimento que são executados por meio de chamadas públicas e editais de seleção voltados para projetos ou concessão de bolsas de estudo.

O objetivo dos acordos firmados com organismos, entidades e governos estrangeiros é apoiar os projetos e programas de interesse nacional desenvolvidos em conjunto com países e instituições de reconhecido mérito acadêmico, científico e tecnológico.

Para participar desses programas é imprescindível que os grupos de pesquisa brasileiros estejam ligados a programas de pós-graduação recomendados pela CAPES e reconhecidos pelo Conselho Nacional de Educação – CNE.

Servidor público federal pode acumular bolsa CAPES no exterior com o salário?          

Na condição de servidor público, cabe ao bolsista observar o disposto no Decreto 91.800/85, na Lei 8.112/90, bem como no Decreto 5.707 Artigo 9º sobre a autorização de afastamento do Brasil. Na redação da autorização para o afastamento, que deve ser publicada em Diário Oficial, devem constar o período efetivo da bolsa e a informação de que o servidor receberá "bolsa CAPES". Destacamos que é de responsabilidade do bolsista a negociação do afastamento com o empregador para as atividades no exterior e que não é permitida a concessão em período de férias do bolsista (nem para outra finalidade que não seja estudos ou pesquisa). O bolsista deve manter a guarda dos documentos de sua responsabilidade, dentre eles a autorização formal do empregador para afastamento do país, uma vez que documentos e informações adicionais poderão ser solicitados a qualquer momento para melhor instrução do processo. A licença sem remuneração para tratar de assuntos particulares a qual fazem jus servidores estáveis, a critério da Administração, não é recomendada para fins de bolsa. Este tipo de licença prevê possibilidade de interrupção a qualquer tempo (a pedido do servidor ou no interesse do serviço) e um eventual retorno antecipado ao Brasil implicaria em necessidade de devolução integral dos valores recebidos pela bolsa de estudos já concedida.

Um estrangeiro pode receber bolsa da CAPES no exterior?     

Para bolsas no exterior é necessário ser brasileiro ou ter naturalidade, como explicitam cada um dos editais e chamadas para bolsas no exterior.

PDSE - Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior

O que é o Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE)?       

O PDSE foi instituído em 2011, em substituição ao Doutorado Sanduíche Balcão e ao Programa de Doutorado no País com Estágio no Exterior (PDEE). A alteração visou ampliar o número de cotas concedidas às Instituições de Ensino Superior (IES), e dar maior agilidade no processo de implementação das bolsas de estágio de doutorando no exterior.

A Pró-Reitoria de Pós-graduação das IES, ou órgão equivalente, é responsável por divulgar o PDSE, gerenciar suas cotas, selecionar e orientar seus estudantes, homologar as candidaturas aprovadas, divulgar os resultados, realizar o acompanhamento dos bolsistas e egressos, mantendo a CAPES informada sobre o andamento do estágio no exterior e garantindo o cumprimento das normas do PDSE.

Os Programas de Pós-Graduação participantes do Programa CAPES-PrInt não poderão indicar estudantes para o PDSE.

Tem por objetivo apoiar a formação de recursos humanos de alto nível por meio da concessão de cotas de bolsas de doutorado sanduíche no exterior às Instituições de Ensino Superior com cursos de Doutorado reconhecidos pela CAPES. O estágio no exterior deve contemplar, prioritariamente, a realização de pesquisas em áreas do conhecimento menos consolidadas no Brasil.

Professor Visitante no Exterior – PVE  

Como obter mais informações acerca do Programa Professor Visitante no Exterior - PVE?

O Programa de Professor Visitante no exterior visa oferecer bolsa no exterior para a realização de estudos avançados após o doutorado e destina-se a pesquisadores ou docentes que possuam vínculo empregatício com instituição brasileira de ensino ou pesquisa.

Modalidades:

Professor Visitante no Exterior Sênior: professor ou pesquisador, com vínculo empregatício, que possua mais de 10 (dez) anos de doutoramento, tendo por referência o último dia para a inscrição no processo seletivo;

Professor Visitante no Exterior Júnior: professor ou pesquisador, com vínculo empregatício, que possua até 10 (dez) anos de doutoramento, tendo por referência o último dia para a inscrição no processo seletivo;

Programa de Pós-doutorado no Exterior            

Como obter Informações acerca do Programa de Pós-doutorado no Exterior?

O Programa oferta bolsas no exterior para a realização de estudos avançados fora do Brasil após o doutorado. Destina-se a pesquisadores ou docentes com menos de oito anos de formação doutoral e que não possuam vínculo empregatício, visando à internacionalização de forma mais consistente, aprimorando sua produção e qualificação científicas, funcionando como atividade de treinamento prático e avançado em pesquisa, desenvolvendo métodos e trabalhos teórico-empíricos em parceria com pesquisadores estrangeiros de reconhecidos méritos científicos.

Como funciona o Programa Estágio Pós-Doutoral Bayer?          

O estágio contempla as necessidades de capacitação de recursos humanos qualificados com ênfase na inovação tecnológica nas áreas de pesquisa e desenvolvimento Agronômico e de Fármacos, visando descobrir, pesquisar e desenvolver produtos inovadores, constituindo-se em mecanismo de reforço a centros de pesquisa nacionais voltados para as atividades de P&D.

Objetivos: oferecer oportunidade de formação pós-doutoral no exterior, possibilitando dar maior visibilidade internacional à produção científica e tecnológica brasileira; ampliar o potencial de colaboração conjunta entre pesquisadores que atuam no Brasil e no exterior; ampliar o acesso de pesquisadores brasileiros a centros internacionais de excelência; possibilitar o desenvolvimento de centros de ensino e pesquisa brasileiros com o posterior retorno do bolsista.

Como funciona o Programa Estágio Pós-Doutoral Sanofi?         

O estágio contempla as necessidades de capacitação de recursos humanos qualificados com ênfase na pesquisa em medicamentos no Brasil, visando a descoberta, a pesquisa e o desenvolvimento de produtos farmacêuticos inovadores, constituindo-se em mecanismo de reforço a centros de pesquisa nacionais voltados para as atividades de P&D nesta área.

Objetivos:

• Oferecer oportunidade de formação pós-doutoral no exterior, possibilitando dar maior visibilidade internacional à produção científica e tecnológica brasileira;• Ampliar o potencial de colaboração conjunta entre pesquisadores que atuam no Brasil e no exterior;• Ampliar o acesso de pesquisadores brasileiros a centros internacionais de excelência;• Possibilitar o desenvolvimento de centros de ensino e pesquisa brasileiros com o posterior retorno do bolsista.

Programas Estratégicos

Como funcionam os Programas Estratégicos - Diretoria de Programas e Bolsas no País e Diretoria de Relações Internacionais?              

As bolsas ofertadas no âmbito dos Programas Estratégicos são destinadas a projetos com vistas a atender às áreas do conhecimento de natureza essencial e prioritária para o país em vinculação com seus programas estratégicos. A CAPES concede bolsas a projetos de pesquisa aprovados conforme os editais da Diretoria de Programas e Bolsas no País (DPB). Após a aprovação do projeto pela DPB, poderão ser indicados candidatos a bolsas no exterior, as quais serão concedidas e gerenciadas pela Diretoria de Relações Internacionais (DRI).

Tipo de programa

Bolsa individual

Objetivo

Conceder bolsas de estágio no exterior relacionadas às áreas do conhecimento de natureza estratégicas para o país, com vistas à inserção internacional de estudantes e pesquisadores, ao estabelecimento de intercâmbio científico e à abertura de novas linhas de pesquisa. Os estudos no exterior devem, sobretudo, contemplar pesquisas que não possam ser realizadas no Brasil.

Modalidade de bolsas e benefícios

Modalidades:

Estágio Sênior

Estágio Pós-Doutoral

Doutorando Sanduíche

Graduação Sanduíche

 

Benefícios:

Mensalidade

Auxílio Seguro saúde

Auxílio deslocamento

Auxílio instalação

Obs: não cabem encargos recíprocos para desenvolvimento das atividades que impliquem em pagamento de taxas escolares.

Duração:

A duração do estágio no exterior varia conforme a modalidade de bolsa e o cronograma de execução proposto na candidatura dentro da vigência do projeto.

Valor das bolsas da CAPES no exterior

Qual o valor das bolsas da CAPES no exterior?

O valor das bolsas no é definido pela Portaria CAPES 125/2018.

Ciência sem Fronteiras – Painel de Controle do Programa Ciência sem Fronteiras       

Como obter acesso ao Painel de Controle do Programa Ciência sem Fronteiras?

Informamos que o Painel de Controle do programa Ciência sem Fronteiras encontra-se desativado por período indeterminado.

Quando serão abertas novas chamadas para o Programa Ciência sem Fronteiras?

Informamos que o programa Ciências sem Fronteiras cumpriu com seus objetivos e foi finalizado. Para mais informações acerca dos programas fomentados pela Diretoria de Relações Internacionais da CAPES.

Canal Linha Direta         

O que é o Linha Direta?              

O Linha Direta é um canal desenvolvido sob a responsabilidade da CAPES, onde os bolsistas poderão estabelecer contato direto com o técnico responsável pelo processo de candidatura ou acompanhamento de sua Chamada.

Ressaltamos que a comunicação com o técnico responsável se dará exclusivamente por meio deste sistema. Orientamos que entre em contato com o mesmo.

 Acesse: linhadireta.capes.gov.br