Notícias

Movimentação portuária cresce 3,64% de janeiro a outubro, diz ANTAQ

Portos públicos e privados movimentaram 954 milhões de toneladas no período
Publicado em 04/01/2021 09h10 Atualizado em 04/01/2021 11h04

O setor portuário brasileiro (portos públicos e portos privados) movimentou nos dez primeiros meses deste ano 953,9 milhões de toneladas, o que representou um crescimento de 3,64% em comparação com igual período do ano passado, quando foram movimentados 920,3 milhões de toneladas. Os números estão no Estatístico Aquaviário, da Agência Nacional de Transportes Aquaviários - ANTAQ.

Os terminais privados movimentaram 627 milhões de toneladas, registrando um crescimento de 3,18%. Os portos públicos operaram 326,6 milhões de toneladas, perfazendo um incremento de movimentação de 4,54% em relação a igual período de 2019.

O Terminal Marítimo de Ponta da Madeira (MA) foi a instalação privada que mais movimentou no período, em razão do perfil de carga que é movimentada no terminal (minério de ferro): 156 milhões de toneladas, registrando um crescimento de 0,29% em comparação com igual período do ano anterior. Em relação aos portos públicos, Santos (SP) foi o destaque, com 96 milhões de toneladas, um incremento de 7,08%.

Embora o minério de ferro tenha sido a mercadoria mais movimentada nas instalações portuárias brasileiras, com 290,2 milhões de toneladas, neste ano essa mercadoria apresentou queda de -5,37%em relação a igual período de 2019. A mercadoria milho também registrou queda de -21,38% no período janeiro-outubro/2020. Entre as mercadorias que tiveram crescimento em relação aos dez primeiros meses do ano anterior, destaque para óleo bruto de petróleo (+21,78%); soja (+21,42%); e açúcar (+68,06%).

Em relação ao perfil de carga, o destaque no período foram os granéis líquidos e gasosos com 235,5 milhões de toneladas – um crescimento de 14,11%. Granéis sólidos também registraram crescimento, embora bem menor (0,91%), ao movimentar 577,8 milhões de toneladas. Já a carga conteinerizada e a carga geral registraram decréscimo na movimentação em comparação a igual período de 2019 de, respectivamente, -0,15% e -1,52%.

Navegação

Por tipo de navegação, o transporte nos dez primeiros meses deste ano cresceu no longo curso (1,04%), totalizando 670 milhões de toneladas transportadas; e na cabotagem (14,49%) ao operar 161 milhões de toneladas. Na navegação interior, foram transportados no período 32,3 milhões de toneladas. Esse resultado representou queda de -8,42% na comparação com igual período de 2019.

 

Infraestrutura, Trânsito e Transportes