Notícias

Desenvolvimento Regional

Governo fortalece a Rota do Açaí no estado do Pará

publicado: 05/08/2019 18h55, última modificação: 05/08/2019 18h55
Técnicos do ministério do Desenvolvimento Regional participam de oficinas nas regiões do Baixo Tocantins e do Arquipélago de Marajó
Rota do Açaí no Pará

Crédito: Ministério do Desenvolvimento Regional

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) avança para fomentar a cadeia produtiva de açaí no Pará. Técnicos da Pasta percorrem, a partir dessa semana, duas regiões do estado para realizar oficinas com produtores locais, além de uma visita técnica a uma unidade de capacitação de batedores da fruta na capital Belém.

A primeira parada será em Igarapé Miri (PA), onde acontece a Oficina de Revisão de Planejamento Estratégico do Polo Baixo Tocantins, nesta segunda-feira (05). A atividade tem como objetivo revisar o diagnóstico territorial e a estratégia de ação do Polo, além de reavaliar a carteira de projetos para a estruturação da açaícultura. Também será elaborado um projeto-piloto a ser priorizado na região.

Na quarta-feira (07), será a vez do município paraense de Breves receber a equipe da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Regional e Urbano (SDRU/MDR), onde acontecerá a primeira Oficina de Planejamento Estratégico do Polo do Arquipélago de Marajó.

Durante o encontro, serão discutidas estratégias e ações para a implementação do Polo, a estruturação da cadeia produtiva do açaí na região, será elaborada a carteira de projetos e definido o comitê gestor. Além de palestras e dinâmicas de planejamento, os participantes terão atividades de campo, onde conhecerão as técnicas da açaícultura.

Por fim, na sexta-feira (09), será realizada a visita técnica à Casa do Açaí, em Belém.

São parceiros da iniciativa no Pará a Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), o Banco da Amazônia, a Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó (Amam) e a Secretaria Municipal de Agricultura de Igarapé Miri.

Rotas de Integração 

O programa Rotas de Integração Nacional atua com as redes interligadas de Arranjos Produtivos Locais (APLs) que promovem inovação, diferenciação, competitividade e lucratividade de empreendimentos associados, a partir da coordenação de ações coletivas e iniciativas de agências de fomento. Atuam de acordo com diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) e são parte das estratégias do MDR para a inclusão produtiva e o desenvolvimento de regiões.

Esses empreendimentos promovem a coordenação de ações públicas e privadas em polos selecionados, mediante o compartilhamento de informações e o aproveitamento de sinergias coletivas a fim de propiciar a inovação, a diferenciação, a competitividade e a sustentabilidade das iniciativas associadas, contribuindo, assim, para a inclusão produtiva e o desenvolvimento regional.

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Regional