Enviar artigos ou publicações para banco de estudos de políticas do Ministério da Cidadania Você também pode conhecer este serviço como: Banco de Pesquisas sobre Políticas de Cidadania
Solicitar
Última Modificação: 20/04/2020
  • O que é?

    Plataforma para envio de artigos e/ou publicações referentes as políticas cujos temas sejam tratados pelo Ministério da Cidadania, conforme edital SAGI/MC n° 1/2019.

  • Quem pode utilizar este serviço?

    Cidadãos

    Academia

    Institutos de Pesquisa

  • Etapas para a realização deste serviço
    1. Enviar artigos ou publicações
      • O Cidadão deverá acessar o Portal de Serviços e preencher o formulário com dados relativos ao artigo/publicação (1 por vez)
      • Realizar upload do arquivo (.PDF) – Obrigatório
      • Realizar upload dos microdados (.ZIP) – Não obrigatório

      Documentação

      Documentação em comum para todos os casos
      • Requerente deverá ter os artigos/publicações em formato .PDF e outras informações em formato .PDF (Currículo) e .RAR ou .ZIP (Microdados)

      Canais de prestação

        Web : 

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
    2. Realizar Ajustes

      O requerente deverá acessar o sistema para realizar os ajustes necessários

      Canais de prestação

        Web : 

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
  • Outras Informações
    Quanto tempo leva?
    Não estimado ainda

    Este serviço é gratuito para o cidadão.

    Para mais informações ou dúvidas sobre este serviço, entre em contato

    E-mail:  da.sagi@cidadania.gov.br

    Telefone: (61) 2030-1501

    Postal: Ministério da Cidadania - Departamento de Avaliação - Esplanada dos Ministérios, Bloco A, Sala 320 – Brasília – DF – 70050-902

     


    Este é um serviço do Ministério da Cidadania . Em caso de dúvidas, reclamações ou sugestões favor contactá-lo.

    Legislação

    Tratamento a ser dispensado ao usuário no atendimento

    O usuário deverá receber, conforme os princípios expressos na lei nº 13.460/17, um atendimento pautado nas seguintes diretrizes:

    • Urbanidade;
    • Respeito;
    • Acessibilidade;
    • Cortesia;
    • Presunção da boa-fé do usuário;
    • Igualdade;
    • Eficiência;
    • Segurança; e
    • Ética

    Informações sobre as condições de acessibilidade, sinalização, limpeza e conforto dos locais de atendimento

    O usuário do serviço público, conforme estabelecido pela lei nº13.460/17, tem direito a atendimento presencial, quando necessário, em instalações salubres, seguras, sinalizadas, acessíveis e adequadas ao serviço e ao atendimento.


    Informação sobre quem tem direito a tratamento prioritário

    Tem direito a atendimento prioritário as pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos, conforme estabelecido pela lei 10.048, de 8 de novembro de 2000.


Esta informação foi útil para você?