Acessar a Plataforma SINE Aberto
Última Modificação: 21/10/2019
  • O que é?

    É uma plataforma que visa aumentar a efetividade na colocação do trabalhador no mercado de trabalho, por meio do compartilhamento dos dados dos trabalhadores cadastrados no Sistema Nacional de Emprego (SINE).

  • Quem pode utilizar este serviço?

    Cidadãos em geral podem acessar os dados dos trabalhadores e vagas cadastrados no Sine de maneira desidentificada. Já as empresas de intermediação de mão de obra privadas, desde que devidamente credenciadas, podem ter acesso também às informações de contato dos trabalhadores.

    Para as empresas de intermediação, é necessário comprovar a atuação na intermediação de mão de obra e possuir um certificado digital e-CNPJ válido.

  • Etapas para a realização deste serviço
    1. Solicitar o credenciamento

      Os dados da empresa devem ser cadastrados no sistema e o termo de compromisso deve ser assinado digitalmente registrando a concordância com as obrigações ali expostas.

      Documentação

      Documentação em comum para todos os casos
      • Documentos comprobatórios da atuação da empresa na intermediação de mão de obra, como contrato social 

         

      Canais de prestação

        Web : 
        E-mail : 

      sineaberto@economia.gov.br

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
    2. Avaliar documentação

      A Subsecretaria de emprego verificará a documentação e, se for necessário, entrará em contato por e-mail para solicitar documentos adicionais. Caso não exista qualquer pendência em relação à documentação, o credenciamento será concedido ao solicitante.

      Canais de prestação

        Web : 
        E-mail : 

      sineaberto@economia.gov.br

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
    3. Consultar as informações dos trabalhadores

      As empresas devidamente habilitadas poderão realizar consultas aos currículos dos trabalhadores e solicitar, por meio do sistema, informações de contato daqueles que possuam o perfil mais aderente às vagas disponíveis. 

      Obs.: Também está disponível o acesso por meio de API

      Canais de prestação

        Web : 

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
  • Outras Informações
    Quanto tempo leva?
    Não estimado ainda

    Este serviço é gratuito para o cidadão.

    Para mais informações ou dúvidas sobre este serviço, entre em contato

    sineaberto@economia.gov.br


    Este é um serviço do Ministério da Economia . Em caso de dúvidas, reclamações ou sugestões favor contactá-lo.

    Legislação
    • Resolução CODEFAT 826, de 26 de março de 2019

      Portaria n 17 SPPE de 18.4.19


    Tratamento a ser dispensado ao usuário no atendimento

    O usuário deverá receber, conforme os princípios expressos na lei nº 13.460/17, um atendimento pautado nas seguintes diretrizes:

    • Urbanidade;
    • Respeito;
    • Acessibilidade;
    • Cortesia;
    • Presunção da boa-fé do usuário;
    • Igualdade;
    • Eficiência;
    • Segurança; e
    • Ética

    Informações sobre as condições de acessibilidade, sinalização, limpeza e conforto dos locais de atendimento

    O usuário do serviço público, conforme estabelecido pela lei nº13.460/17, tem direito a atendimento presencial, quando necessário, em instalações salubres, seguras, sinalizadas, acessíveis e adequadas ao serviço e ao atendimento.


    Informação sobre quem tem direito a tratamento prioritário

    Tem direito a atendimento prioritário as pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos, conforme estabelecido pela lei 10.048, de 8 de novembro de 2000.


Esta informação foi útil para você?