Notícias

ÓLEO NO MAR

Cartilha recomenda cuidados em relação ao contato com resíduos oleosos no litoral do Nordeste

O Ministério da Saúde e Defesa Civil recomendam alguns cuidados em relação ao contato com as manchas de óleo
publicado 25/10/2019 19h18, última modificação 12/11/2019 11h50
Cartilha recomenda cuidados em relação ao contato com resíduos oleosos no litoral do Nordeste

Cartilha fala sobre conduta após contato com manchas de óleo

A Defesa Civil e o Ministério da Saúde publicaram nesta sexta-feira (25) uma cartilha com recomendações para os voluntários que atuam na limpeza das praias afetadas pelo derramamento de petróleo no litoral do Nordeste. 

Acesse aqui a Cartilha de recomendações 

A cartilha recomenda que a população não entre em contato direto com o óleo, especialmente gestantes e crianças. Também é preciso observar as orientações da vigilância sanitária para o consumo de alimentos, como peixes e mariscos, provenientes das áreas afetadas. Segundo a cartilha, a curto prazo a inalação dos vapores do óleo pode provocar dificuldade de respiração, dor de cabeça, confusão mental e náusea. Na pele, podem aparecer irritações e outros sintomas como erupções vermelhas, queimação, inchaço.

No caso de ingestão do óleo, o paciente poderá sentir odores abdominais, além de ter vômito ou diarreia. Uma exposição a esse elemento tóxico de longo prazo pode provocar danos a órgãos como pulmões, fígado e rins. Desequilíbrios hormonais e infertilidade também podem ocorrer, além de alterações no sistema nervoso e circulatório. Em casos extremos, a ingestão pode provocar câncer.

Ibama

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) também disponibiliza um material informativo com recomendações para as ações de proteção.

Guia 1 - Limpeza assistida com máquinas

Guia 2 - Limpeza manual

Guia 3 - Gestão de resíduos

Guia 4 - Remoção com maquinário em áreas muito oleadas

Guia 5 - Limpeza de áreas rochosas

Guia 6 - Limpeza de manguezais

Ações do Governo Federal 

Desde 2 de setembro, o governo brasileiro vem atuando de maneira integrada e ininterrupta para conter os danos causados pelo derramamento de óleo no litoral nordestino. Além das ações de investigação e combate,  também foram distribuídos equipamentos de proteção individual para a população da região.

Confira o resumo da atuação da Marinha do Brasil no combate às manchas de óleo no Nordeste.

Clique aqui e fique por dentro de todas as informações e iniciativas para conter, despoluir e preservar o litoral brasileiro.