Notícias

Segurança

Ministro da Justiça visita Cariacica (ES) que faz parte do "Em Frente Brasil"

“O caminho está correto, o caminho da integração e da atividade", disse Sergio Moro
publicado 29/10/2019 20h19, última modificação 29/10/2019 20h33
Sergio Moro defende que Em Frente Brasil vai durar até os resultados serem alcançados

Sergio Moro acompanha números do "Em Frente Brasil", em Cariacica (ES) - Foto: EBC

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse, nesta terça-feira (29), em Cariacica (ES), que a Força Nacional de Segurança Pública pode ficar mais tempo do que o originalmente previsto nos cinco municípios que fazem parte do Em Frente Brasil.

“O programa vai durar enquanto nós entendermos que ele é necessário pra obter esses resultados consolidados. Nós tínhamos uma previsão inicial de uma atuação da Força Nacional por seis meses, mas são períodos prorrogáveis. O que nós queremos é encontrar resultados consistentes”.

Cariacica é o último município do Em Frente Brasil a ser visitado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública. Desde que a Força Nacional de Segurança Pública passou atuar em 30 agosto, Sergio Moro já passou por Goiânia (GO), São José dos Pinhais (PR), Ananindeua (PA) e Paulista (PE), cidades que fazem parte do projeto piloto do Em Frente Brasil, lançado em agosto pelo Governo Federal. O objetivo do projeto é a transformação dos territórios, a partir de ações preventivas de segurança e ações sociais e urbanas.

Sergio Moro defende que Em Frente Brasil vai durar até os resultados serem alcançadosNa passagem pelo Espírito Santo o ministro teve encontros com o governador do Estado, Renato Casagrande, e o prefeito de Cariacica, Geraldo Luzia de Oliveira Júnior; visitou a Força Nacional de Segurança Pública e uma escola pública, que fica num bairro que recebeu reforço no policiamento; e conheceu os detalhes da operação integrada em andamento e os dados já obtidos em Cariacica.  

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Espirito Santo foram 10 homicídios em Cariacica em setembro deste ano, e 19 em setembro de 2018. Já no mês de outubro de 2019 até esta terça-feira (29) foram 15 homicídios no município, contra 9 no mesmo período de 2018.

De acordo com o ministro o que já está sendo observado nos cinco municípios que fazem parte do projeto piloto do Em Frente Brasil é o aumento do número de prisões efetuadas e de armas apreendidas, além da diminuição do número de roubos e furtos. “O caminho está correto, o caminho da integração e da atividade, ainda que nesse percurso do tempo se possa eventualmente ter um mês que apresente um resultado um tanto quanto dissonante. O que eu posso dizer é que nos cinco municípios o resultado esperado é a redução significativa da criminalidade”, disse o ministro da Justiça.

Em Frente Brasil

Lançado em 29 de agosto pelo Governo Federal, o Em Frente Brasil está em atuação em cinco municípios do país, um em cada região brasileira. São eles: Goiânia (GO), São José dos Pinhais (PR), Paulista (PE), Ananindeua (PA) e Cariacica (ES). Cada uma dessas cidades está recebendo um investimento de R$ 4 milhões, totalizando R$ 20 milhões nesta etapa, que é considerada uma fase piloto.

A meta é combater à criminalidade violenta, como homicídios, feminicídios e latrocínios, que é o roubo seguido de morte. Para isso está sendo empregado um contingente de forças de segurança pública em policiamento ostensivo.

Participam das ações integradas, entre outras estruturas, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Nacional de Segurança Pública, Secretaria de Operações Integradas, Polícias Civis e Militares dos Estados, Corpos de Bombeiros Militares, Sistema Penitenciário, Guardas Municipais e o Departamento Penitenciário Nacional.

Em um segundo momento, a meta do Em Frente Brasil é colocar em prática iniciativas sociais nas áreas de cultura, esporte, lazer, educação, saneamento, iluminação pública e assistência social. Esta segunda fase se chama Atenção Integral e envolve 10 ministérios.