Notícias

500 dias

Justiça: Programa Vigia bate recorde no número de apreensões de drogas em abril

Justiça: Programa Vigia bate recorde no número de apreensões de drogas em abril

- Foto: Foto: Reprodução

Apesar da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas (Vigia), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da operação Hórus da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), teve um recorde no número de apreensão de drogas no mês de abril. O aumento foi de 330% em relação ao mês anterior, passando de 13 toneladas para 56 toneladas de drogas.

O balanço de um ano do programa registra ainda valores expressivos: 180 toneladas de drogas e 55 milhões de maços de cigarros apreendidos, ocasionando um prejuízo de R$ 280 milhões aos criminosos. Além disso, Santa Catarina se junta aos outros nove estados brasileiros que fazem parte do Programa, que tem como objetivo o combate ao tráfico de drogas e contrabando.

Medidas da Secretaria Nacional do Consumidor no combate à Covid-19

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) vem implementando uma série de medidas para evitar prejuízos ao consumidor e minimizar os impactos na economia no período de pandemia do Covid-19.

Por meio do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), a Senacon notificou faculdades por utilização de inteligência artificial na correção das atividades, emitiu nova Nota Técnica com orientações complementares sobre relação entre consumidores e instituições educacionais, fez recomendação a empresas aéreas contra o cancelamento de milhas, está fiscalizando pirataria e práticas abusivas em plataformas de venda digitais e está avaliando medidas para inadimplentes não perderem planos de saúde.

Além disso, em decorrência da pandemia do Covid-19 e com foco na prevenção do agravamento dos conflitos de consumo que eventualmente não possam ser superados adequadamente em razão da necessidade da imposição do isolamento social, foi editada a Portaria nº 15, de 27 de março de 2020, que torna obrigatória a participação de alguns grupos de empresas no Consumidor.gov.br, desta forma, o consumidor pode utilizar a plataforma oficial do governo para solução de problemas, sem sair de casa.

 

Fonte: Ministério da Justiça e Segurança Pública