BOLETIM SEMANA SIT

Publicado em 11/02/2021 15h11 Atualizado em 14/05/2021 23h14

Inspeção do Trabalho passa a integrar Observatório Digital do Trabalho Escravo e Tráfico de Pessoas

A Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), vinculada à Secretaria Especial de Previdência e Trabalho (SERT) passa a integrar o Observatório Digital do Trabalho Escravo e Tráfico de Pessoas, até então iniciativa da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e do Ministério Público do Trabalho (MPT).

O anúncio foi feito na terça-feira (11/05) pelo Subsecretário de Inspeção do Trabalho Romulo Machado e Silva durante evento on-line da Série «SmartLab de Trabalho Decente», que abordou a atualização 2021 do Observatório Digital.

O evento também contou com a participação de outras autoridades, entre eles, o Procurador-Geral do Trabalho Alberto Bastos Balazeiro; e o Diretor do Escritório da OIT no Brasil, Martin Hahn.

“A participação neste evento é muito simbólica. Apesar da nossa atuação destacada e reconhecida internacionalmente, com os números expostos também no Smartlab, agora a Inspeção do Trabalho passa a ser parte do Observatório Digital do Trabalho Escravo e do Tráfico de Pessoas e temos convicção de que agregaremos ainda maior valor a ferramenta. Precisamos potencializar os esforços entre os diversos atores para atingir o objetivo maior do Estado Brasileiro, que é a erradicação do trabalho escravo e a promoção do trabalho decente”, afirmou o Subsecretário de Inspeção do Trabalho Romulo Machado.

O Observatório Digital de Trabalho Escravo e do Tráfico de Pessoas busca fomentar a gestão eficiente e transparente de políticas públicas, de programas e de projetos de prevenção e de erradicação do trabalho escravo, de modo que essas ações sejam cada vez mais orientadas por resultados e baseadas em evidências. Busca-se, além disso, fomentar o aprimoramento dos sistemas de coleta de informações e a padronização (com integração) dos bancos de dados existentes, de diferentes fontes, relevantes para a causa.