Notícias

Termo aditivo para revitalização do Distrito Industrial é assinado

Acordo entre a Prefeitura de Manaus e a Suframa foi formalizado nesta quarta-feira (26), prorrogando por oito meses o prazo de vigência do Termo de Compromisso nº 01/2016 - o qual visa à revitalização do sistema viário do Distrito - que passa a vigorar, agora, até janeiro.
Publicado em 27/05/2021 15h51 Atualizado em 27/05/2021 16h03

Termo foi assinado pelo prefeito de Manaus, David Almeida, e pelo superintendente da Suframa, Algacir Polsin (Foto: Diego Queiroz/Suframa)

O superintendente da Suframa, Algacir Polsin, e o prefeito de Manaus, David Almeida, formalizaram nesta quarta-feira (26), na sede da Autarquia, a assinatura de termo aditivo que prorroga por oito meses o prazo de vigência do Termo de Compromisso nº 01/2016, o qual visa à revitalização do sistema viário do Distrito Industrial de Manaus. O Termo deverá vigorar, agora, até 30 de janeiro de 2022.

De acordo com o superintendente Algacir Polsin, a solenidade da assinatura da prorrogação foi um passo não apenas protocolar, tendo em vista que o termo de compromisso se encerraria no próximo dia 30 de maio, mas também estratégico, no sentido de reforçar a parceria com a nova gestão da Prefeitura Municipal de Manaus, amparar legalmente a continuidade das obras e buscar finalizá-las de forma a entregar os benefícios esperados à população.

O prefeito David Almeida, por sua vez, ressaltou a prioridade que tem buscado dar ao Distrito Industrial de Manaus e afirmou que a intenção da Prefeitura é não apenas concluir o Termo de Compromisso nº 01/2016 o mais breve possível, mas também avançar em diversas outras frentes, como a revitalização do Calçadão da Suframa e a implementação de ciclovias, entre outras ações. “Por isso, a Suframa é muito importante como nossa parceira. Tenho orientado as nossas equipes técnicas a manter contato com vocês e eu mesmo tenho vindo pessoalmente pelo menos duas vezes por semana ao Distrito para verificar as obras, visitar os bairros dessa comunidade e conhecer a realidade. É certo que precisamos avançar”, disse Almeida.

Infraestrutura, Trânsito e Transportes