Notícias

Suframa, Sudam e Sebrae-RO promovem curso para gestores municipais da Amacro

Amacro é a área que abrange, inicialmente, 32 municípios localizados no sul do Amazonas, leste do Acre e noroeste de Rondônia, cuja área total é de 454.220 quilômetros quadrados e população estimada em 2020 de aproximadamente 1,7 milhão de pessoas.
Publicado em 05/04/2021 16h06 Atualizado em 16/04/2021 16h56

Curso, programado para ter cinco módulos, será realizado pela internet (Arte: Fábio Alencar/Suframa)

Com a proposta de estimular o desenvolvimento regional e gerar impactos positivos nas gestões municipais, Suframa, Sudam e Sebrae Rondônia realizam, no período de 12 a 16 de abril, o GovernAmacro, curso on-line gratuito voltado aos gestores dos municípios que integram o projeto da Zona de Desenvolvimento Sustentável dos Estados do Amazonas, Acre e Rondônia (Amacro).

O projeto Amacro abrange inicialmente 32 municípios localizados no sul do Amazonas, leste do Acre e noroeste de Rondônia, cuja área total é de 454.220 quilômetros quadrados e população estimada em 2020 de aproximadamente 1,7 milhão de pessoas. Para participar do curso, os gestores devem efetivar inscrição pelo link loja.ro.sebrae.com.br. Todo o conteúdo será transmitido on-line, pela plataforma Vimeo.

O curso está dividido em cinco módulos: políticas públicas; planejamento estratégico e escritório de projetos; probidade administrativa e atividades correicionais; orçamento público e lei de responsabilidade fiscal; e sustentabilidade ambiental. O evento será finalizado, no dia 16, com um Talk Show intitulado “Amacro e o Desenvolvimento Regional”, envolvendo as três instituições e o Banco da Amazônia, que também é parceiro da Amacro. “Nossa intenção com o curso é apresentar os modelos de desenvolvimento regional e todos os instrumentos que orbitam na área de atuação da Suframa e da Sudam, bem como ferramentas disponíveis para que os gestores possam desenvolver o melhor trabalho possível, espraiando o desenvolvimento”, explicou o superintendente da Suframa, Algacir Polsin.

Desenvolvimento
De acordo com a superintendente da Sudam, Caroline Löw, região da Amacro possui tanto desafios ambientais quanto necessidade de desenvolvimento socioeconômico. Apresenta percentual de 43% dos municípios com baixo IDH, o arco do povoamento adensado com pressão sobre o meio ambiente, especialmente sobre a floresta Amazônica. “A Amacro vem como um projeto economicamente viável e ambientalmente sustentável no qual trabalharemos treze eixos temáticos para melhorar a qualidade de vida da população diversificando a economia na região, além de conservar o meio ambiente”, afirmou a superintendente.

Para o diretor técnico do Sebrae em Rondônia, Samuel Almeida, a iniciativa mostra que atuação integrada é uma grande solução para o desenvolvimento econômico sustentável. “Estamos na Amazônia, uma região estratégica e economicamente viável. É possível construir políticas públicas que tenham como foco a geração de negócios e promover, cada vez mais, a cultura da internacionalização, já que estamos sob um patrimônio da humanidade com tantas oportunidades e riquezas. O Sebrae, através do Programa Cidade Empreendedora, está concorrendo para auxiliar os gestores públicos a alcançarem grandes resultados”, disse ele.

Lançamento
O GovernAmacro integra a programação prévia do lançamento oficial da Amacro, que deverá ocorrer em evento híbrido, com a participação do Conselho Nacional da Amazônia Legal, dos governadores dos três Estados abrangidos pelo projeto – Amazonas, Acre e Rondônia, do Banco da Amazônia, da Embrapa, além dos parceiros integrantes do comitê gestor, composto por diversas secretarias estaduais. Na ocasião, será apresentado o Documento Referencial do projeto, que irá balizar todas as ações da Amacro.

Os municípios que integram a Amacro são: Apuí, Boca do Acre, Canutama, Humaitá, Lábrea, Manicoré e Novo Aripuanã, do estado do Amazonas; Acrelândia, Assis Brasil, Brasiléia, Bujari, Capixaba, Epitaciolândia, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco, Senador Guiomard, Sena Madureira e Xapuri, do estado do Acre; Alto Paraíso, Ariquemes, Buritis, Campo Novo de Rondônia, Candeias do Jamari, Cujubim, Itapuã do Oeste, Machadinho D’Oeste, Monte Negro, Nova Mamoré, Porto Velho e Rio Crespo, do estado de Rondônia.

Empresa, Indústria e Comércio