Notícias

SERVIDORES

TáxiGov.br começa a funcionar em Cuiabá e Várzea Grande

A iniciativa começará na Advocacia-Geral da União, Polícia Rodoviária Federal e na representação do Ministério da Economia no estado
Publicado em 20/11/2020 09h38

O TáxiGov.br, o serviço de transporte administrativo de servidores do governo federal por meio de aplicativo, começa, nesta sexta-feira (20/11) a ser implantado nas cidades de Cuiabá e Várzea Grande, no Mato Grosso. A expectativa do governo é ter uma economia de cerca de R$ 5 milhões ao ano com a medida, o que equivale a 67% do valor pago atualmente com o transporte de servidores nesses órgãos e entidades.

Por enquanto, o serviço será implantado na Advocacia-Geral da União (AGU), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e na representação do Ministério da Economia (ME) em MT. Após essa fase inicial, o serviço será implantado em outros 25 órgãos públicos.

“A partir de agora, os servidores de Cuiabá e Várzea Grande utilizarão o TáxiGov.br em seus transportes administrativos. Em pouco tempo, será possível perceber as vantagens da ação, que reduz o tempo de espera do servidor em 22% na comparação com os modelos anteriores”, afirma o secretário de Gestão do ME, Cristiano Heckert.

Segundo o secretário, o TáxiGov.br incorpora o conceito de serviços por demanda, trazendo outros benefícios, como a avaliação dos serviços pelo usuário final, maior transparência com o uso intensivo de tecnologia, menor esforço de gestão dos serviços e mitigação da ociosidade. “Trata-se de uma das etapas da transformação digital da administração pública”, complementa Heckert.

Entre os órgãos a serem atendidos pelo TáxiGov.br estão a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), diversas agências reguladoras e o Ministério Público Federal. “A participação de outros entes e poderes na licitação comprova que as boas experiências do governo federal podem ser compartilhadas. Neste caso, cerca de 8 mil servidores poderão ser atendidos com a implantação do TáxiGov.br", afirma Heckert.

Expansão

Esta iniciativa faz parte do projeto de expansão do TáxiGov.br para órgãos e entidades localizados nos demais estados da Federação. A expectativa é de que o modelo seja implantado também em Florianópolis, Belo Horizonte, Salvador, Natal e Porto Alegre ainda em 2020 e para as demais capitais em 2021.

Até o momento, o TáxiGov.br está presente em 86 órgãos e entidades. A medida já gerou uma economia de R$ 26 milhões, representando redução de mais de 60% dos gastos do governo com transporte de servidores. Além disso, o projeto também possibilitou o leilão de 137 veículos, que deixaram de ser utilizados pelos órgãos da administração pública. A venda desses carros resultou numa arrecadação de R$ 1,9 milhão.