Notícias

Operação Acolhida

Cerimônia de troca de comando é realizada no Palácio do Planalto. General Antonio Manoel de Barros assume a operação voltada ao acolhimento de imigrantes venezuelanos.
Publicado em 17/01/2020 15h02 Atualizado em 17/01/2020 18h11
projeto_acolhida_venezuela.jpg

O Ministro Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Oliveira, participou, nesta quinta-feira, 16, da cerimônia de passagem de comando da Operação Acolhida do Governo Federal, realizada no Palácio do Planalto. O Presidente da República, Jair Bolsonaro, ressaltou a importância da Operação, criada para receber imigrantes venezuelanos que fogem da crise político-econômica enfrentada pelo país vizinho.

Com a troca de comando, o general Antonio Manoel de Barros assume a operação em substituição ao general Eduardo Pazuello, nomeado para o Comando da 12ª Região Militar (12ª RM), em Manaus (AM). Pazuello coordenava a Força-Tarefa Logísitica Humanitária da operação, desde 2018.

A Operação Acolhida é coordenada pelo Governo Federal, por meio da Casa Civil, com apoio da ONU e entidades sociais. A operação promoveu o atendimento de 886 imigrantes na fronteira do Brasil com a Venezuela desde que foi criada, em fevereiro de 2018. A iniciativa organiza a chegada e a interiorização dos venezuelanos que chegam ao Brasil pela fronteira de Pacaraima, Roraima. Para 2020, a estratégia do Governo Federal é dar continuidade à expansão das ações de assistência humanitária intensificando o Programa de Interiorização de imigrantes e refugiados.

001.jpg 002.jpg 003.jpg