Notícias

ASSISTÊNCIA

Saúde reforça atendimentos nas unidades básicas de saúde e envia suprimentos ao Acre

Número de profissionais de saúde será ampliado na Atenção Primária com novo edital do Programa Mais Médicos
Publicado em 01/03/2021 18h53

O Ministério da Saúde segue prestando apoio ao Acre para enfrentamento da pandemia da Covid-19, combate à dengue e para minimizar o impacto das enchentes na saúde da população. Entre as medidas, estão a ampliação do número de médicos atuando nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e o envio de equipamentos de proteção individual (EPIs).

Mais 14 vagas serão abertas pelo Programa Mais Médicos através de um novo edital, que será lançado em breve. Além disso, outras 6 vagas remanescentes serão preenchidas – a expectativa é de que 20 médicos comecem a atender na Atenção Primária em Rio Branco a partir da segunda quinzena de março.

Além do apoio com provimento médico, o Ministério da Saúde providenciou o envio de mais 120 mil máscaras triplas, 62 mil máscaras PFF, seis mil toucas e 240 macacões para auxiliar os profissionais de saúde no enfrentamento à pandemia. 

Equipes da Secretaria de Atenção Primária (SAPS) também visitaram, na semana passada, UBS e Unidades de Referência, auxiliando os gestores locais a melhorar o fluxo de atendimento nos serviços de urgência e emergência. 

“Nas visitas, percebemos que a população do Acre tem acesso aos serviços da Atenção Primária. Os atendimentos estão sendo feitos. Estamos auxiliando a gestão em todos os processos que necessitam ajustes e atendendo os pedidos feitos, como provimento de mão de obra médica”, afirmou o secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Parente. 

Atualmente, Rio Branco possui 79 equipes de Saúde da Família credenciadas pelo Ministério da Saúde, o que representa uma cobertura de 75% da estratégia. 

OUTRAS AÇÕES 

Como parte das medidas de assistência do Governo Federal, o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, estiveram no Acre no dia 24 de fevereiro para prestar apoio aos gestores locais e entregar doses extras de vacinas contra a Covid-19.

Desde o início de fevereiro, equipes do Ministério da Saúde fizeram visitas técnicas em Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Tarauacá, fazendo o acompanhamento das atividades realizadas pela vigilância epidemiológica local, bem como a assistência aos pacientes diagnosticados com dengue. Também está sendo feito um monitoramento diário da ocupação dos leitos nos hospitais locais e das demandas dos abrigos com estrutura de saúde para assistir à população atingidas pelas inundações.

Marina Pagno, com informações do NUCOM/SAPS
Ministério da Saúde
(61) 3315-3580 / 2351

 

 

Saúde e Vigilância Sanitária