Notícias

COVID-19

Ministério da Saúde prepara ações para reforço do SUS em Manaus

Reorganização dos postos de saúde, recrutamento de médicos e abertura de novos leitos de UTI estão entre as iniciativas para enfrentamento da pandemia no município; estratégia de vacinação para o Amazonas também será apresentada
Publicado em 06/01/2021 18h31 Atualizado em 25/01/2021 17h04

O Ministério da Saúde planeja uma série de ações para fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS) em Manaus (AM) durante a pandemia da Covid-19. Entre as iniciativas, estão: a reorganização do atendimento nos postos de saúde, o recrutamento de profissionais, a abertura de mais de 100 leitos de UTI e a apresentação da estratégia de vacinação para o Amazonas. Na próxima segunda-feira (11/01), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, estará em Manaus para o lançamento do plano para enfrentamento da pandemia no estado.

O compromisso foi firmado nesta quarta-feira (06/01) durante reunião com o governador do Amazonas, Wilson Miranda Lima, em Brasília (DF). Pazuello garantiu que a vacinação irá começar de forma simultânea em todos as localidades do país, mas que os estados do Norte precisarão de uma logística de distribuição de doses diferenciada por conta de áreas remotas, para atender populações ribeirinhas e indígenas.

“A resposta tripartite, alinhada entre os governos federal, estadual e municipal, é o que vai fazer a diferença. Nós estamos trabalhando para semana que vem fazermos um fechamento do planejamento logístico do estado do Amazonas para a distribuição de vacinas e do planejamento em todos os municípios para executar a vacinação”, disse o ministro durante o encontro.

O Ministério da Saúde já iniciou o recrutamento de cerca de 200 médicos e 300 enfermeiros, que irão reforçar os atendimentos na rede de saúde pública de Manaus, além do envio de mais 78 respiradores. A previsão é de que 178 novos leitos de UTI Covid-19 sejam abertos na cidade. Uma equipe da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB) também será deslocada para Manaus na próxima semana para treinar profissionais de saúde que já atuam na rede pública do município. 

PROJETO-PILOTO

Manaus será palco de um projeto-piloto que irá testar na Atenção Primária à Saúde (APS) um novo método científico para detectar casos de Covid-19. Por um aplicativo de celular, profissionais de saúde irão utilizar um protocolo clínico - batizado de AndroCoV - para fazer um diagnóstico rápido da doença através de um sistema de pontos que obedece rigorosos critérios médicos. O estudo, feito no Brasil e nos Estados Unidos, foi aceito na publicação internacional Cureus Journal of Medical Science.

“Diante de um fato epidemiológico como é a Covid-19, que você já tem sintomas e sinais muito bem definidos para caracterizar a doença, a adoção do protocolo é segura. Para muitas doenças em todo o mundo, a gente adota protocolo. Se o paciente preenche três critérios para a doença, ele tem a doença. A gente está apenas validando um protocolo científico, mostrando que ele é um forte indicador da doença, que ele pode ser usado para tomada de decisão”, explicou a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde da pasta (SGTES), Mayra Pinheiro, que foi a Manaus na última segunda-feira (04/01) para dialogar com autoridades locais e visitar instituições de saúde.

Para aplicação do método, serão instaladas tendas ao lado dos postos de saúde de Manaus, onde profissionais serão capacitados para utilizar a ferramenta e atender rapidamente aos pacientes que chegam nas unidades com suspeita de Covid-19.

“Esse protocolo dá um alto índice de segurança que a pessoa tem Covid-19. Ele é um protocolo de fácil manuseio, porque o profissional de saúde vai baixar no celular e atender o paciente, preenchendo uma série de critérios médicos. Após, será oferecido ao paciente o tratamento precoce com uso de medicações antivirais”, ressaltou Mayra Pinheiro.

 

Marina Pagno

Ministério da Saúde
(61) 3315-3580 / 2351

Tags: Manaus