Obter financiamento para aquisição de casa própria Você também pode conhecer este serviço como: Minha Casa Minha Vida - Financiamento FGTS
Última Modificação: 03/10/2019
  • O que é?

    Acesso à casa própria de famílias que necessitam de moradia, por intermédio de financiamento habitacional, com subsídio dos juros ou do valor de complemento do imóvel, considerando sua localização e valor, e a renda familiar do adquirente.

  • Quem pode utilizar este serviço?

    Famílias sem casa própria

    Além de não possuir casa própria, não pode ter recebido outros benefícios de natureza habitacional de recursos do Governo Federal, nem estar inadimplente com o Governo Federal.

  • Etapas para a realização deste serviço
    1. Se inscrever no programa

      Documentação

      Documentação em comum para todos os casos
      • Declaração de beneficiário

      • Carteira de identidade (RG)

      • CPF

      • Demais documentação pedida pela Caixa Econômica Federal

      Canais de prestação

        Presencial : 
      Tempo estimado de espera Até 30 minuto(s)

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
    2. Pagar parcelas

      A parcela é calculada de acordo com a renda e o valor financiado, nas condições do SFH.

      Documentação

      Documentação em comum para todos os casos
      • Boleto

      Canais de prestação

        Presencial : 

      Rede bancária

      Tempo estimado de espera Até 30 minuto(s)

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
  • Outras Informações
    Quanto tempo leva?
    Entre 60 e 90 dia(s) corrido(s) é o tempo estimado para a prestação deste serviço.

    Este serviço é gratuito para o cidadão.

    Para mais informações ou dúvidas sobre este serviço, entre em contato

    Secretaria Nacional de Habitação - SNH

    Setor de Autarquias Sul, Quadra 01, Lote 01/06, Bloco "H", Ed. Telemundi II - 11º andar
    Brasília/DF - CEP 70.070-010

    Telefone: (61) 2108-1912
    E-mail: snh@mdr.gov.br


    Este é um serviço do Ministério do Desenvolvimento Regional . Em caso de dúvidas, reclamações ou sugestões favor contactá-lo.

    Tratamento a ser dispensado ao usuário no atendimento

    O usuário deverá receber, conforme os princípios expressos na lei nº 13.460/17, um atendimento pautado nas seguintes diretrizes:
    · Urbanidade;
    · Respeito;
    · Acessibilidade;
    · Cortesia;
    · Presunção da boa-fé do usuário;
    · Igualdade;
    · Eficiência;
    · Segurança; e
    · Ética


    Informações sobre as condições de acessibilidade, sinalização, limpeza e conforto dos locais de atendimento

    O usuário do serviço público, conforme estabelecido pela lei nº13.460/17, tem direito a atendimento presencial, quando necessário, em instalações salubres, seguras, sinalizadas, acessíveis e adequadas ao serviço e ao atendimento.


    Informação sobre quem tem direito a tratamento prioritário

    Tem direito a atendimento prioritário as pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos, conforme estabelecido pela lei 10.048, de 8 de novembro de 2000​


Esta informação foi útil para você?