Incluir Cota de Salário-Família Você também pode conhecer este serviço como: Cadastrar ou Atualizar Dependentes para Salário-Família
Solicitar
Última Modificação: 07/02/2020
  • O que é?

    Serviço que permite ao cidadão de baixa renda solicitar ao INSS a inclusão ou renovação do salário-família quando o segurado recebe aposentadoria ou benefício por incapacidade.

     

    Para renovar o direito ao benefício é necessário apresentar anualmente a carteira de vacinação dos dependentes de até 6 anos de idade, sempre no mês de novembro. Já a frequência escolar deve ser comprovada a cada seis meses, em maio e novembro.

     

    Saiba mais sobre o salário-família.

     

    Para ter acesso a este serviço não é necessário comparecer a uma unidade do INSS (a solicitação e o recebimento podem ser feitos diretamente pela web).

  • Quem pode utilizar este serviço?

    Pessoa que receber aposentadoria ou benefício por incapacidade, respeitando o valor limite máximo de renda.

  • Etapas para a realização deste serviço
    1. Solicitar o serviço
      • Acesse o portal do Meu INSS
      • Faça login no sistema, escolha a opção Agendamentos/Requerimentos, Clique em “Novo requerimento”, digite no campo “pesquisar” a palavra “família” e selecione o serviço desejado.
      • Acompanhe o andamento pelo Meu INSS, na opção Agendamentos/Requerimentos.
      • O segurado será previamente comunicado nos casos em que for indispensável o atendimento presencial para comprovar alguma informação.

      Documentação

      Documentação em comum para todos os casos
      • Carteira Profissional - CP ou Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS.

      • Certidão de nascimento do filho.

      • Apenas se for solicitado:

         

        Caderneta de vacinação ou equivalente, quando o dependente conte com até seis anos de idade.

         

        Comprovação de invalidez, a cargo da Perícia Médica do INSS, quando dependente maior de quatorze anos.

         

        Comprovante de frequência à escola, quando dependente a partir de sete anos.

      • Procuração ou termo de representação legal, documento de identificação com foto e CPF do procurador ou representante, se houver;

         

        Termo de responsabilidade;

      Canais de prestação

        Web : 
        Telefone : 

      135

        Aplicativo móvel : 

       

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
    2. Receber resposta

      O resultado da solicitação poderá ser acompanhado no Portal Meu INSS, na opção Agendamentos/Requerimentos.

      Canais de prestação

        Web : 
        Aplicativo móvel : 

       

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
  • Outras Informações
    Quanto tempo leva?
    Não estimado ainda

    Este serviço é gratuito para o cidadão.

    Para mais informações ou dúvidas sobre este serviço, entre em contato

    Ligue para a Central de Atendimento do INSS pelo telefone 135.

     

    O serviço está disponível de segunda a sábado das 7h às 22h (horário de Brasília).


    Este é um serviço do Instituto Nacional do Seguro Social . Em caso de dúvidas, reclamações ou sugestões favor contactá-lo.

    Tratamento a ser dispensado ao usuário no atendimento

    O usuário deverá receber, conforme os princípios expressos na lei nº 13.460/17, um atendimento pautado nas seguintes diretrizes:
    · Urbanidade;
    · Respeito;
    · Acessibilidade;
    · Cortesia;
    · Presunção da boa-fé do usuário;
    · Igualdade;
    · Eficiência;
    · Segurança; e
    · Ética


    Informações sobre as condições de acessibilidade, sinalização, limpeza e conforto dos locais de atendimento

    O usuário do serviço público, conforme estabelecido pela lei nº13.460/17, tem direito a atendimento presencial, quando necessário, em instalações salubres, seguras, sinalizadas, acessíveis e adequadas ao serviço e ao atendimento.


    Informação sobre quem tem direito a tratamento prioritário

    Tem direito a atendimento prioritário as pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos, conforme estabelecido pela lei 10.048, de 8 de novembro de 2000​


Esta informação foi útil para você?