Novo
Fazer registro de brasileiro com voo cancelado no exterior (COVID-19) Você também pode conhecer este serviço como: Preencher formulário para registro de brasileiros com voos cancelados no exterior (COVID-19)
Solicitar
Última Modificação: 24/03/2020
Fazer registro de brasileiro com voo cancelado no exterior (COVID-19)
  • O que é?

    O governo brasileiro está fazendo um esforço de coordenação para identificar os passageiros que estão no exterior e, em decorrência do cancelamento de voos, não conseguem voltar ao Brasil. O objetivo é coordenar com as empresas aéreas e envidar esforços para trazer os cidadãos brasileiros de volta ao país.

    Por meio da plataforma de internet, todos os brasileiros que desejam retornar ao país, bem como estrangeiros autorizados, devem preencher o questionário disponível em anac.gov.br/brasileironoexterior.

    Os dados serão analisados para se identificar o número de pessoas necessitadas em um determinado país, bem como as possibilidades de se organizar voos.

  • Quem pode utilizar este serviço?

    Brasileiros e estrangeiros autorizados

  • Etapas para a realização deste serviço
    1. Preencher formulário

      Preencher o questionário disponível em anac.gov.br/brasileironoexterior.

      Há 15 perguntas no questionário.

      Canais de prestação

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
  • Outras Informações
    Quanto tempo leva?
    Não estimado ainda

    Este serviço é gratuito para o cidadão.

    Para mais informações ou dúvidas sobre este serviço, entre em contato


    Fale com a Anac: Telefone 163
    Atendimento diário, das 8h às 20h, em português, inglês ou espanhol.


    Este é um serviço do Agência Nacional de Aviação Civil . Em caso de dúvidas, reclamações ou sugestões favor contactá-lo.

    Tratamento a ser dispensado ao usuário no atendimento

    O usuário deverá receber, conforme os princípios expressos na lei nº 13.460/17, um atendimento pautado nas seguintes diretrizes:

    • Urbanidade;
    • Respeito;
    • Acessibilidade;
    • Cortesia;
    • Presunção da boa-fé do usuário;
    • Igualdade;
    • Eficiência;
    • Segurança; e
    • Ética

    Informações sobre as condições de acessibilidade, sinalização, limpeza e conforto dos locais de atendimento

    O usuário do serviço público, conforme estabelecido pela lei nº13.460/17, tem direito a atendimento presencial, quando necessário, em instalações salubres, seguras, sinalizadas, acessíveis e adequadas ao serviço e ao atendimento.


    Informação sobre quem tem direito a tratamento prioritário

    Tem direito a atendimento prioritário as pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos, conforme estabelecido pela lei 10.048, de 8 de novembro de 2000.


Esta informação foi útil para você?