Alterar dados em registro de plano de saúde Você também pode conhecer este serviço como: Alteração de produto
Última Modificação: 31/07/2019
  • O que é?

    Os planos privados de assistência à saúde a serem ofertados pelas operadoras deverão ser registrados na ANS como condição para sua comercialização, podendo este registro ser objeto de alteração, na forma prevista na instrução normativa da DIPRO. O pedido de alteração de dados nos registros de produtos somente poderá ser implementado nos produtos enviados para regularização em atendimento à RN nº 85/04 e suas posteriores alterações, e nos registros concedidos após a aludida resolução normativa. As alterações autorizadas pela ANS deverão alcançar a totalidade dos contratos vinculados ao plano.

  • Quem pode utilizar este serviço?

    Operadoras de plano de saúde

  • Etapas para a realização deste serviço
    1. Solicitar alteração

      Documentação

      Documentação em comum para todos os casos
      • Comprovante de pagamento

      • Procuração do representante legal

      • Solicitação formal, assinada e com identificação do representante da operadora junto à ANS

      Custos

      Taxa de Alteração de Produtos (TAP)   R$ 1.348,37

      Canais de prestação

        Postal : 

      Agência Nacional de Saúde Suplementar - Av. Augusto Severo, 84 - Glória - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 221031-072

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
    2. Receber resposta

      Canais de prestação

        Postal : 

      Endereço cadastrado junto à ANS.

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
  • Outras Informações
    Quanto tempo leva?
    Entre 2 e 7 dias corridos

    Este é um serviço do Agência Nacional de Saúde Suplementar . Em caso de dúvidas, reclamações ou sugestões favor contactá-lo.

    Tratamento a ser dispensado ao usuário no atendimento

    O usuário deverá receber, conforme os princípios expressos na lei nº 13.460/17, um atendimento pautado nas seguintes diretrizes:n· Urbanidade;n· Respeito;n· Acessibilidade;n· Cortesia;n· Presunção da boa-fé do usuário;n· Igualdade;n· Eficiência;n· Segurança; en· Ética


    Informações sobre as condições de acessibilidade, sinalização, limpeza e conforto dos locais de atendimento

    O usuário do serviço público, conforme estabelecido pela lei nº13.460/17, tem direito a atendimento presencial, quando necessário, em instalações salubres, seguras, sinalizadas, acessíveis e adequadas ao serviço e ao atendimento.


    Informação sobre quem tem direito a tratamento prioritário

    Tem direito a atendimento prioritário as pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos, conforme estabelecido pela lei 10.048, de 8 de novembro de 2000


Esta informação foi útil para você?