Acessar gratuitamente o Programa Escola do Sabor (CEAGESP)

Acessar gratuitamente o Programa Escola do Sabor (CEAGESP) " escola do sabor" , " seção de qualidade" , " atividade infantil"
Iniciar
  • O que é?

    Este serviço tem como objetivo promover e mudar os hábitos alimentares infantis, em busca de uma refeição mais saudável, por meio de atividades lúdicas e ações para aproximar as crianças da agricultura.

    As atividades mostram o caminho da produção, comercialização, consumo, preparação e utilização de frutas e hortaliças, especialmente das que têm menor aceitação juto ao público infantil.

    Toda a metodologia e o material desenvolvido estão disponíveis para aplicação e disponibilizados gratuitamente

     

  • Quem pode utilizar este serviço?

    Escolas

    Qualquer pessoa

    Órgãos governamentais

    Produtores rurais

    Comerciantes

    Associações ligadas ao setor de alimentos

    Universidades

    ONGs

    Imprensa

  • Etapas para a realização deste serviço
    1. Acessar gratuitamente o Programa Escola do Sabor (CEAGESP)

      Mais informações sobre esse projeto podem ser obtidas junto à equipe da Seção de Controle e Qualidade Hortigranjeira da CEAGESP (SECQH).

      Canais de prestação

        E-mail : 
        Telefone : 

      (11) 3643-3827

      Tempo de duração da etapa

      Não estimado ainda
  • Outras Informações
    Quanto tempo leva?
    Não estimado ainda

    Este serviço é gratuito para o cidadão.

    Para mais informações ou dúvidas sobre este serviço, entre em contato

    Mais informações sobre esse projeto podem ser obtidas junto à equipe da Seção de Controle e Qualidade Hortigranjeira da CEAGESP (SECQH) pelo telefone (11) 3643-3827 ou pelo e-mail cqh@ceagesp.gov.br.


    Este é um serviço do Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo . Em caso de dúvidas, reclamações ou sugestões favor contactá-lo.

    Tratamento a ser dispensado ao usuário no atendimento

    O usuário deverá receber, conforme os princípios expressos na lei nº 13.460/17, um atendimento pautado nas seguintes diretrizes:

    • Urbanidade;
    • Respeito;
    • Acessibilidade;
    • Cortesia;
    • Presunção da boa-fé do usuário;
    • Igualdade;
    • Eficiência;
    • Segurança; e
    • Ética

    Informações sobre as condições de acessibilidade, sinalização, limpeza e conforto dos locais de atendimento

    O usuário do serviço público, conforme estabelecido pela lei nº13.460/17, tem direito a atendimento presencial, quando necessário, em instalações salubres, seguras, sinalizadas, acessíveis e adequadas ao serviço e ao atendimento.


    Informação sobre quem tem direito a tratamento prioritário

    Tem direito a atendimento prioritário as pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos, conforme estabelecido pela lei 10.048, de 8 de novembro de 2000.


Esta página foi útil para você?