Notícias

TURISMO

Ministério do Turismo entrega 694 obras nos 10 primeiros meses de 2019

Todas as regiões do país receberam os investimentos que foram distribuídos preferencialmente entre os municípios que estão no Mapa do Turismo do Brasil
publicado 30/10/2019 11h00, última modificação 30/10/2019 17h58
Ministério do Turismo entrega 694 obras nos 10 primeiros meses de 2019

Ministro do Turismo no Fórum de Líderes da Associação Latino Americana de Transporte Aéreo (ALTA)

Durante o Fórum de Líderes da Associação Latino Americana de Transporte Aéreo (Alta), em Brasília (DF), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, detalhou a entrega de 694 obras pela pasta nos 10 primeiros meses de 2019. 

As intervenções ocorreram nos municípios que estão no Mapa do Turismo do Brasil e estão distribuídas em todas as regiões do país. No Nordeste foram 299 obras, com investimentos de R$ 218 milhões; no Sul ocorreram 160 obras com mais de R$ 64 milhões investidos; no Sudeste, houve 124 empreendimentos, que receberam investimentos superiores a R$ 50 milhões; no Centro-Oeste foram entregues 76 obras ao custo de R$ 55 milhões; e no Norte do país o Ministério do Turismo finalizou 35 projetos com o emprego de R$ 25 milhões.

Essas conclusões representaram um investimento total de R$ 418 milhões. Segundo o dirigente da pasta, a iniciativa faz parte da política do Governo Federal de finalizar obras que são fundamentais para o desenvolvimento do país.

“Então, isso aí vai ao encontro da política que o presidente Jair Bolsonaro tem determinado aos seus ministros, para que as obras elas possam ser concluídas. O ministério do Turismo não foi diferente, focou justamente na entrega, a entrega de obras que certamente vão ser fundamentais aí para o desenvolvimento do setor do turismo em todo o Brasil”, explicou o ministro.

 Isenção de Imposto de Importação sobre equipamentos para parques temáticos e aquáticos vai dinamizar o setor

O ministro também informou que a isenção do Imposto de Importação, cobrado na compra de equipamentos do exterior por parques temáticos e aquáticos, foi uma ação fundamental do governo para incentivar o setor. 

Marcelo Álvaro antecipou que a isenção do tributo vai impactar também na geração de empregos na área. “O setor do turismo é muito amplo e os parques temáticos são uma peça fundamental no desenvolvimento do setor. E pra isso essa isenção na importação dos equipamentos pode gerar aí pelo menos 15 mil empregos diretos, quase 100 mil empregos indiretos, e, certamente o desenvolvimento desse setor, dos parques temáticos, ele vai acontecer de uma forma muito mais efetiva com a isenção”, explicou o ministro.

A resolução tomada no dia 22 de outubro, pelo Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior, vinculado ao Ministério da Economia. Com a medida, a alíquota do Imposto de Importação passa de 20% para 0%, ou seja, é zerada nessas operações.