Notícias

Visitação

Litoral baiano atrai turistas para observação das baleias jubartes

Espetáculo nas águas temperadas e claras da costa da Bahia vai até novembro e pode ser acompanhado de diferentes pontos do litoral
Publicado em 02/08/2019 22h11
Litoral baiano

Baleias na costa baiana. Crédito: Instituto Baleia Jubarte

A temporada de observação das baleias jubartes já começou no litoral baiano, que deve registrar a maior concentração da espécie na costa brasileira. A temperatura das águas é o principal atrativo e transformou o mar brasileiro em área de reprodução para esses mamíferos marinhos. De acordo com pesquisadores do Instituto Baleia Jubarte, a previsão é de que mais de 20 mil animais frequentem a costa do país neste período.

Os destinos mais indicados para os passeios são Salvador, Praia do Forte, Morro de São Paulo, Itacaré, Barra Grande, Porto Seguro, Prado e Caravelas (Abrolhos). O arquipélago de Abrolhos, na divisa do sul da Bahia com o Espírito Santo, é considerado o maior berçário desses animais. As embarcações de turismo partem de Caravelas em direção a Abrolhos, em um deslocamento de aproximadamente quatro horas, até que os visitantes possam assistir ao espetáculo das baleias, seus jatos de água e movimento da cauda.

O Parque Nacional Marinho dos Abrolhos é protegido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e pela Marinha do Brasil. Os animais sentem-se seguros para dar saltos, exibindo até dois terços do corpo em um ritual de acasalamento. Em 30 anos de pesquisas, a população das jubartes, que era de 2 mil, deverá ultrapassar 20 mil na atual temporada.

Cuidados

Para garantir uma atividade turística responsável e que valorize o bem-estar dos animais, são necessários alguns cuidados. Antes do embarque, o turista assiste a uma palestra para nivelamento de conhecimentos sobre as baleias, seu comportamento e detalhes sobre a atividade. Depois, é distribuído um folder sobre o turismo de observação de baleias. Os turistas já embarcam nos cruzeiros com informações prévias e sabendo da legislação que regulamenta esse tipo de passeio.

Os marinheiros, mestres de embarcações e agentes de turismo também passam por um treinamento anual para orientar os turistas sobre as normas de avistagem. Esses profissionais acompanham os passeios promovidos por operadoras parceiras do projeto para garantir um contato responsável e com distância segura para os animais e visitantes.

Fonte: Ministério do Turismo