Notícias

Infraestrutura

Três terminais portuários serão leiloados nesta terça-feira (13)

Expectativa de investimentos é de R$ 420 milhões
publicado 09/08/2019 20h36, última modificação 09/08/2019 20h36
Três terminais portuários serão leiloados nesta terça-feira (13)

Foto: Agência Brasil

O governo federal vai dar início à segunda rodada de concessões de ativos na terça-feira (13). Serão três terminais portuários que vão ser transferidos para a exploração da iniciativa privada. Dois estão localizados no Porto de Santos, em São Paulo, e um no Porto de Paranaguá, no Paraná. São os portos com maior movimentação de carga no país.

Em Santos, há uma área destinada à movimentação de graneis líquidos (produtos químicos, etanol e derivados de petróleo) e a outra à de fertilizantes e sal. Já em Paranaguá a movimentação é de carga de celulose. Os três terminais vão ser transferidos para exploração de grupos privados por 25 anos. Os empreendimentos fazem parte do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e, juntos, terão investimentos de aproximadamente R$ 420 milhões para modernização das estruturas.

O secretário executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, apresentou uma expectativa positiva em relação ao leilão, que vai ocorrer na B3, a Bolsa de Valores de São Paulo.

“A nossa expectativa é sucesso. A gente já tem aí o retorno que já foram protocoladas algumas cartas com alguns lances. Então, em São Paulo, nossa expectativa é comemoração e mostrar mais uma vez que o país tá indo no caminho certo, no caminho do desenvolvimento”.

Marcelo Sampaio disse ainda que os investidores estrangeiros estão cada vez mais de olho nos ativos de infraestrutura do país. No primeiro semestre o portfólio de projetos foi apresentado aos norte-americanos e agora, neste semestre, vai ser a vez de europeus e investidores do Oriente Médio conhecerem os ativos do Brasil.

“É a primeira vez neste ano que nós publicamos um edital em inglês, ou seja, pra garantir também a participação de players, de atores estrangeiros. Então, a expectativa que nós temos é de que vamos conseguir atrair esse capital estrangeiro para o Brasil”.

Concessões

No primeiro semestre foram concedidos para a iniciativa privada 23 ativos brasileiros. Foram 12 aeroportos, 10 terminais portuários e um trecho da Ferrovia Norte-Sul de 1537 km, que liga Porto Nacional, no Tocantins, a Estrela do Oeste, em São Paulo.

A arrecadação do governo federal, com essas concessões, foi de R$ 7,58 bilhões. Segundo o secretário executivo do Ministério da Infraestrutura,  o sucesso dos leilões no primeiro semestre deste ano demonstrou a retomada da confiança do investidor no Brasil e vai permitir a geração de empregos e o desenvolvimento econômico do país.

“Gera também novas atividades, demanda por novas cargas, então isso vai gerar aí um efeito cascata na geração de empregos e no desenvolvimento da economia local também”, afirmou o secretário.