Notícias

Trabalho

Caged: 121 mil empregos foram criados em agosto

publicado: 25/09/2019 19h21, última modificação: 25/09/2019 19h21
Os setores de Serviços e Comércio impulsionaram os números
carteira de trabalho 2

No mês de agosto, 121.387 postos de trabalho foram criados, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira (25) pelo Ministério da Economia. Pelo quinto mês seguido, o Brasil teve saldo positivo no emprego formal. Este foi o melhor resultado para o mês desde 2013, quando o saldo foi 127 mil vagas. Em agosto do ano passado, houve criação de 110.431 postos de trabalho.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, comemorou o resultado de agosto do Caged em suas redes sociais. “O melhor resultado para o período em seis anos. O Brasil segue se recuperando”, destacou.

No acumulado de janeiro a agosto de 2019, o saldo do Caged foi positivo em mais de 593 mil vagas. No mesmo período do ano passado, o saldo foi 568.551. 

Segundo o Secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo, "é importante enfatizar que se trata do melhor resultado para o mês de agosto desde 2013. Na condição de indicador antecedente, o Caged sinaliza a recuperação gradativa do emprego e do crescimento econômico, após um primeiro semestre repleto de desafios. Na nossa perspectiva, a Construção Civil é o melhor exemplo da consistência da retomada, com cinco meses consecutivos de saldos positivos de emprego". 

Setores

O setor de serviços respondeu pela maior parte desse crescimento, ao gerar mais de 61 mil postos formais, seguido pelo comércio, que abriu 23 mil vagas de trabalho.

Outros setores tiveram saldo positivo no mês: a indústria de transformação (19.517 postos), a construção civil (17.306 postos), a administração pública (1.391 postos) e o setor de extração mineral (1.235 postos).

Em contrapartida, a agricultura fechou mais de três mil vagas em agosto, enquanto os serviços industriais de utilidade pública tiveram perda de 77 vagas no mês.

Regiões e estados 

Todas as cinco regiões apresentaram saldo de emprego positivo em agosto: Sudeste (0,25%); Nordeste (0,55%); Sul (0,18%); Centro-Oeste ( 0,35%) e Norte (0,59%). 

Das 27 unidades federativas, 25 tiveram saldo positivo. Os maiores resultados foram registrados em São Paulo (0,27%), Rio de Janeiro (0,36%) e Pernambuco (0,85%). 

Salário

O salário médio de admissão em agosto de 2019 foi de R$1.619,45 e o salário médio de desligamento, de R$1.769,59. Em relação ao mesmo mês do ano anterior foi registrado crescimento de 1,97% para o salário médio de admissão e de 1,02% para o salário de desligamento. 

 *Com informações do Ministério da Economia