Notícias

INFRAESTRUTURA

Ferrovia Norte-Sul é a espinha dorsal do transporte ferroviário

publicado: 31/07/2019 21h32, última modificação: 31/07/2019 21h32
Obra contribui para produtos chegarem mais rápido ao consumidor
Ferrovia Norte Sul

(Anápolis - GO, 31/07/2019) Presidente da República, Jair Bolsonaro posa para foto durante visita à locomotiva. Foto: Alan Santos/PR

A Ferrovia Norte-Sul faz conexões com as principais ferrovias que estão em operação e alcança os principais portos marítimos do país. Foi projetada para se tornar a espinha dorsal do transporte ferroviário no Brasil, integrando o território e contribuindo para a redução do custo logístico do transporte de cargas.

A Norte-Sul passa por um ponto industrial estratégico que é o porto seco localizado em Anápolis (GO), principal cidade industrial do Centro-Oeste. Dentro do porto seco, a ferrovia tem ainda ponto de ligação com a ferrovia Centro-Atlântica permitindo acesso às regiões Centro-Oeste, Sudeste e Nordeste. Anápolis concentra indústrias e o maior polo farmoquímico de medicamentos genéricos da América Latina.

O diretor de Operações da Porto Seco Centro-Oeste, concessionária que opera no local em Anápolis, Everaldo Fiatkoski, destacou a importância do transporte ferroviário e da Norte-Sul para dar agilidade ao escoamento da produção industrial e agrícola e baratear os custos do que chega à população.

“Com o desenvolvimento da indústria e do agronegócio brasileiro é importante ter várias opções de movimentação, seja via ferroviária ou via rodoviária, para que cada produto chegue da forma mais barata e mais eficiente ao seu destino final. O objetivo da ferrovia é ter uma condição melhor com melhores custos para cobrir distâncias longas”, disse Everaldo Fiatkoski.

Em Anápolis, foi assinado, nesta quarta-feira (31), contrato de concessão de trecho da Ferrovia Norte-Sul. A cerimônia contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro e ministros. O trecho foi arrematado pela Rumo S.A. por R$ 2,7 bilhões. Dos 1.537 quilômetros concedidos, o tramo central da ferrovia, entre Porto Nacional (TO) - Anápolis (GO), com 855 quilômetros, está concluído. A expectativa é que o início da operação ocorra até o fim de 2019.

Ferrovia Norte-Sul

Dos 1.537 quilômetros concedidos a Rumo S.A., o tramo central da ferrovia, entre Porto Nacional (TO) - Anápolis (GO), com 855 quilômetros, está concluído. A expectativa é que o início da operação ocorra até o fim de 2019.

O tramo sul que vai de Ouro Verde (GO) a Estrela D'oeste (SP), com extensão de 682 quilômetros, está 95% executado. A concessionária tem dois anos para concluir as intervenções e iniciar as operações em 2021.

A demanda total estimada para a Ferrovia Norte-Sul, tanto na malha própria quanto na malha de terceiros, é de 1,7 milhão de toneladas para 2020. A expectativa é que chegue a 22,7 milhões de toneladas em 2055.