Notícias

DIA DA INDEPENDËNCIA\

Desfile comemora os 197 anos da Independência do Brasil

publicado: 07/09/2019 17h53, última modificação: 07/09/2019 18h14
Presidente Jair Bolsonaro participou do evento acompanhado de ministros, convidados e familiares

Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro participou do primeiro desfile cívico-militar de 7 de setembro desde que assumiu a Presidência da República. Acompanhado pela família, ministros e convidados, ele celebrou os 197 anos da Proclamação da Independência. “Hoje é uma data magna, uma data ímpar em nosso país. A data que nós nos tornamos independentes”, afirmou.

Por volta de 9 horas da manhã, o presidente chegou à tribuna no Rolls Royce presidencial e foi recebido pelo vice-presidente, Hamilton Mourão, pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo, pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, pelo presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Marcos Pereira, e pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

Assim que se posicionou, as honras militares foram prestadas e os hinos Nacional e da Independência foram executados pelo 1º Regimento de Cavalaria de Guardas Dragões da Independência e interpretados pelos alunos do Colégio Militar de Brasília. Em seguida, o comandante Militar do Planalto, general Sérgio da Costa Negraes, recebeu autorização para dar início ao Desfile Cívico. 

Durante duas horas de cerimônia, cerca de 3 mil militares das Força Armadas desfilaram na Esplanada dos Ministérios, além de 1100 estudantes da rede pública de ensino do Distrito Federal. Compuseram ainda a parada os efetivos das Forças Auxiliares, entre eles, a Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional de Segurança Pública, além da Polícia Militar, SAMU e Corpo de Bombeiros do Distrito Federal. “As Forças Armadas representam o que a gente tem de melhor na nossa sociedade em termos de preservação de valores, de proteção da constituição, da liberdade”, defendeu o ministro da Cidadania, Osmar Terra.

Pracinhas da Força Expedicionária Brasileira, que lutaram ao lado dos Aliados na 2ª Guerra Mundial, e militares brasileiros que já participaram de Forças de Paz das Nações Unidas também desfilaram. Além de atletas das Forças Armadas, como o 3° sargento da Marinha, Altobeli Santos da Silva, ouro nos 3 mil metros com obstáculos nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru neste ano. Altobeli conduziu o Fogo Simbólico, que marcou a abertura do desfile e representa o ardor patriótico do povo brasileiro.

Na sequência, houve a demonstração da Pirâmide Humana do Batalhão de Polícia do Exército, um dos pontos altos do evento, seguido pelo desfile motorizado, pelas tropas hipomóveis e pela Bateria Caiena. Entre as apresentações, o público pode conhecer a aeronave KC-390, entregue esta semana em Anápolis. Ao final da cerimônia, a Esquadrilha da Fumaça fez sua tradicional demonstração.

Segundo o Comando do Exército, que ficou responsável pelos dados na Esplanada dos Ministérios, o público no desfile de 7 de Setembro deste ano variou entre 25 mil a 30 mil pessoas. Já a segurança no local, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, envolveu 1200 policiais militares, 55 agentes do Detran e 190 homens do Corpo de Bombeiros.