Notícias

Social

Dia do Voluntário: instituições recebem doações

publicado: 28/08/2019 21h27, última modificação: 29/08/2019 21h35
“O Dia do Voluntariado veio para fomentar e estimular as pessoas a trabalhar para o próximo", disse a primeira-dama e presidente do Conselho Pátria Voluntária
Dia do Voluntário: instituições recebem doações

Primeira-dama Michelle Bolsonaro visitou a Vila do Pequenino Jesus, em Brasília Foto: João Amador

Para celebrar o Dia Nacional do Voluntariado, comemorado nesta quarta-feira (28/8), a primeira-dama Michelle Bolsonaro visitou a Vila do Pequenino Jesus, em Brasília e entregou doações de alimentos não-perecíveis feitos pela Secretaria de Aquicultura e Pesca, recolhidos durante o Festival Tambaqui, que aconteceu na Esplanada dos Ministérios no início de agosto.

Presidente do Conselho Pátria Voluntária, a primeira-dama conheceu as instalações do local, conversou com vários acolhidos e participou de uma apresentação musical. Ela destacou a importância do voluntariado para a sociedade. “O Dia do Voluntariado veio para fomentar e estimular as pessoas a trabalhar para o próximo. Então, juntamente com Ministério da Cidadania, o Pátria Voluntária está aqui fazendo com que a sociedade tenha empatia por esse trabalho”.

A instituição, que existe desde 2009, é uma casa de acolhimento para crianças, jovens e adultos com múltiplas deficiências de até 59 anos de idade, encaminhados pela Vara da Infância e Adolescência ou pela Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social do GDF.

Dia do voluntário: voluntária Débora SoaresO projeto não tem fins lucrativos e é mantido, em sua maior parte, por meio de doações. E o trabalho voluntário é fundamental para o funcionamento desse projeto. “O voluntário é muito importante para a gente, porque ele consegue suprir necessidades que temos aqui, como levar os acolhidos para consultas médicas, cantar e pintar com eles, entre outras atividades”, destaca Jorge Eduardo Deister, coordenador-geral da Vila do Pequenino Jesus.

 Uma das voluntárias é Débora Soares. Ela contou que o trabalho na vila trouxe mais calma na sua vida e incentiva outras pessoas a doarem um pouco de tempo. “Voluntário é doar o meu tempo. Doar meu amor, meu carinho, minha disponibilidade em ajudar”, disse. “Dedique um pouquinho do seu tempo livre. Todo mundo tem, né? Todo mundo tem um tempo. Doar dinheiro, doar roupa, doar material é muito fácil, mas doar carinho é maravilhoso”, completou.

Para Zuleide Espíndola Costa da Cunha, ser voluntária lhe trouxe outra visão de mundo. “Você ganha muito mais do que você dá. Porque para eles [na vila] um caminhar, um oi, um beijinho faz toda diferença. Existe muita gente precisando. Muita gente precisando mesmo da doação. Da doação do tempo e do amor”.

Doações

Além da Vila do Pequenino, receberam doações dez instituições em Brasília: Abrace, Casa do Carinho, Cristolândia, Lar Bezerra de Menezes, Lar Canãa, Lar Infantil Chico Xavier, Associação Santos Inocentes, Instituto Promocional Madalena Caputo e Casa da Criança Batuíra. Todas  são mantidas com apoio de voluntários.

Pátria Voluntária

O Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado - Pátria Voluntária foi lançado em julho e busca incentivar a participação dos cidadãos na promoção de práticas sustentáveis, culturais e educacionais voltadas à população brasileira mais vulnerável.

Coordenada pelo Ministério da Cidadania, a ação é conduzida por um Conselho, presidido pela primeira-dama, Michelle Bolsonaro, composto por 24 integrantes, sendo metade deles representantes de ministérios e a outra metade formada por integrantes da sociedade civil.