Notícias

Inclusão

Presidente e primeira dama participam do evento Nação Caixa - Banco da Inclusão

Evento discute melhorias das condições de trabalho e de atendimento para empregados e clientes com deficiência
Publicado em 02/12/2019 14h42 Atualizado em 02/12/2019 21h41
Presidente e primeira-dama participam do evento Nação Caixa - Banco da Inclusão

Foto: Marcos Corrêa / PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, participaram, nesta segunda-feira (2), do evento Nação Caixa - Banco da Inclusão, para discutir ações que melhorem as condições de trabalho e de atendimento para empregados e clientes com deficiência. Durante o evento, o presidente e a primeira-dama formalizaram a abertura de suas contas na Caixa e receberam os cartões das mãos de servidores do banco que têm deficiência. Eles também foram presenteados com crachás da Caixa.

O presidente disse que seu governo deve lealdade ao povo brasileiro e se preocupa com as pessoas com deficiência. “Sabia que uma vez chegando (ao cargo de presidente da República) não seria fácil, como não está sendo fácil, mas momentos como esse confortam a nossa alma, e nos mostra que podemos ser úteis se tivermos a consciência tranquila e entendermos que todos nós, sem exceção, somos iguais”, afirmou Bolsonaro.

Durante o discurso, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, afirmou que a deficiência ainda é relacionada à limitação e cabe a nós acreditar no potencial de cada uma dessas pessoas. “Este governo tem um olhar especial para as pessoas com deficiência e vai continuar trabalhando incansavelmente para que todos os cidadãos brasileiros sejam respeitados. É preciso fornecer meios para que os cidadãos com deficiência possam ser incluídos nos serviços básicos com dignidade”, disse.

Em 2019, a Caixa contratou 1.822 pessoas com deficiência, aumentando para 3.413 o número dos que têm essa condição e trabalham no banco. “Essas pessoas têm um olhar diferenciado”, defendeu o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Atualmente, a Caixa também tem 4 mil empregados capacitados na Língua Brasileira de Sinais (Libras), que atuam diretamente no atendimento ao público. Para a capacitação desse pessoal, a instituição faz um treinamento presencial com duração de duas semanas. Libras é o conjunto de formas gestuais utilizado por pessoas com deficiência auditiva para se comunicarem com surdos (as) e ouvintes. 

Ao final do evento, Bolsonaro e Michelle Bolsonaro tiraram fotos com a seleção feminina de futsal de surdos que, com seis jogos e seis vitórias, conquistou o título mundial da modalidade. O torneio reuniu 12 seleções e foi disputado na cidade de Winterthur, na Suíça, de 9 a 16 de novembro. Foi a quarta edição do campeonato e a terceira participação brasileira.

Redução de juros

Ao falar sobre as atividades da Caixa, em 2019, durante a o evento, o presidente da instituição, Pedro Guimarães, destacou as reduções em taxas de juros como a do cheque especial e do financiamento imobiliário. Ao longo do ano, os juros para a compra da casa própria sofreram três reduções. “O que aconteceu nesse ano? Lucros históricos, reduções de taxas de juros históricas e políticas de reconhecimento históricos”, pontuou Guimarães.

O presidente Bolsonaro avaliou como positivas as medidas adotadas pela Caixa.“Com essa decisão do Pedro de diminuir taxas, o banco cada vez mais ganha clientes, diminui a inadimplência e, obviamente, aumenta o lucro”, explicou Bolsonaro.