Notícias

FORÇAS ARMADAS

Presidente da República participa de formatura na Academia Militar

Jair Bolsonaro prestigiou o evento de conclusão da formação dos cadetes na AMAN, onde se formou em 1977
Publicado em 01/12/2019 09h18 Atualizado em 02/12/2019 11h08
49148857853_d53a78d39e_o.jpg

O presidente da República, Jair Bolsonaro, adentra o Pátio Tenente Moura, onde foi realizada a formatura Foto: José Dias/PR

No sábado (30), o presidente da República, Jair Bolsonaro, participou da cerimônia de Declaração de Aspirantes a Oficial dos cadetes da turma “70 Anos da Vitória da Força Expedicionária Brasileira” na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende (RJ).

Bolsonaro destacou a importância da formação da Academia para a vida dos novos oficiais. “O que vocês aprenderam, os momentos de provações, as dificuldades das manobras, noites sem dormir, fome e sacrifício, isso prova que, para cada um de vocês, não existe obstáculo intransponível. Vocês podem, vocês vencerão, vocês levarão o que aprenderam na Academia, valores, família, patriotismo, consideração, gratidão, para os quatro cantos do nosso querido Brasil.”

Cerimônia de Declaração de Aspirantes a Oficial da Turma “70 anos da vitória da FEB” Foto: Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente ressaltou ainda que cada cidadão brasileiro tem que se empenhar, se sacrificar e lutar por sua Pátria. “Ninguém salvará esse País sozinho.” E acrescentou. “Falo sempre sobre Israel. Olha o que eles não têm e vejam o que eles são. Agora, para nós: olha o que o Brasil tem e o que nós não somos. Nós chegaremos lá. Nós, juntos, venceremos.” 

Durante o evento, 414 cadetes foram declarados aspirantes a oficial, primeiro posto da carreira de Oficial Combatente do Exército Brasileiro. Ainda receberam a espada de oficial 11 cadetes de nações amigas (Angola, Guiana, Honduras, Namíbia e Paraguai).

O aspirante Richard Yuri de Souza Ribas, 23 anos, de Jacareí (SP), foi o primeiro colocado geral da turma. Ele explicou, em entrevista ao Planalto, que essa cerimônia consolida uma jornada de cinco anos de formação. “Uma palavra que resume bem essa jornada é superação. Acredito que todos que estão aqui superaram diversos desafios para chegar até aqui e esse momento é de consolidação de todas as superações que tivemos até hoje". Ribas recebeu a espada de oficial das mão do presidente.

Presidente da República, Jair Bolsonaro, entrega espada ao Aspirante Richard Yuri de Souza Ribas, primeiro colocado da Turma “70 anos da vitória da FEB” Foto: Marcos Corrêa/PR

Formação

O curso de ensino superior do Exército Brasileiro é feito em cinco anos, sendo que o primeiro é realizado em Campinas (SP), na Escola preparatória de Cadetes do Exército, e os demais na Aman. Ao longo da formação, os alunos têm matérias do ensino universitário e do ensino técnico profissional. 

Nos primeiros anos, a maior carga-horária é destinada a matérias do ensino universitário, mas a proporção se inverte ao longo do período de formação. Ao se formar, o cadete recebe duplo bacharelado: em Ciências Militares e em Administração.