Notícias

Brasíl na China

Em Pequim, presidente fala que Brasil quer ampliar ambiente de negócios

"Queremos negócio com o mundo todo", afirmou Bolsonaro em seminário empresarial
publicado 25/10/2019 15h01, última modificação 25/10/2019 18h49
Bolsonaro participa da abertura o Seminário Empresarial Brasil-China

Bolsonaro participa da abertura o Seminário Empresarial Brasil-China

No segundo dia de visita oficial à China, o presidente Jair Bolsonaro participou da abertura o Seminário Empresarial Brasil-China: 45 anos construindo laços bilaterais. “A satisfação de estar aqui não tem preço. Estou honrado e feliz. E essa presença é uma prova concreta de que nós queremos, sim, mais que ampliar, diversificar todo o nosso ambiente de negócio", disse o presidente. "Queremos negócio com o mundo todo", ressaltou.

 Segundo Bolsonaro, o Brasil vem recuperando sua confiança perante o mundo. "Não há país que não queira conversar conosco. Afinal de contas, o Brasil mudou e mudou para melhor. A começar por sinais que vêm da política, do entendimento, do perfeito entrosamento entre o Executivo e o Legislativo. E, fruto disso, nós estamos, sim, mostrando ao mundo que estamos mudando de verdade". O presidente citou ainda números que mostram melhoria na economia do país. 

“Os números não mentem. A nossa taxa de juros chegou a um nível nunca tão visto em todo o seu tempo, 5,5% ao ano. E a previsão é passar para 4,5 até o final do ano. Nossa inflação está abaixo da meta, uma prova que ela foi definitivamente domada. Isso traz previsibilidade e confiança. E a certeza naqueles que querem investir no Brasil.” 

O presidente ainda falou sobre a isenção de visto para chineses que visitam o Brasil. "O nosso governo demonstra, dessa maneira, a confiança no seu país. Queremos, além de negócios, mais chineses nos visitando", afirmou