Notícias

TELEATENDIMENTO

Projeto de hospital de Rede Ebserh/MEC em Vitória (ES) disponibiliza 0800 para tirar dúvidas sobre Covid-19 e Chikungunya

O Orienta Hucam possui quatro modalidades de atendimento, que abrangem tanto pacientes como profissionais de saúde
Publicado em 23/02/2021 17h47
TELEATENDIMENTO

Foto: Banco de Imagem

Por que sair de casa para obter uma informação correta sobre uma determinada doença, sintomas e tratamentos? Pensando no bem estar, conforto e segurança de seus pacientes, o Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes, da Universidade Federal do Espírito Santo e vinculado à Rede Ebserh (Hucam-Ufes/Ebserh/MEC) atualizou seu serviço para tirar dúvidas gratuitamente pelo telefone, que antes era totalmente voltado para a Covid-19, e agora passou a incluir informações sobre a Chikungunya. O nome do programa foi atualizado para “Orienta Hucam – Covid+Chikungunya” e atende pelo telefone 0800-042-0506, de segunda a sexta-feira, das 8 às 20 horas. Qualquer pessoa pode ligar. O Orienta Hucam dispõe de quatro modalidades de atendimento, que abrangem tanto pacientes como profissionais de saúde.

A primeira modalidade é quando o paciente entra em contato diretamente pelo telefone 0800, sendo  atendido por um estudante, capacitado e supervisionado por médicos e professores, que realizará teleatendimento, seguindo o protocolo de sinais e sintomas para a Covid-19 ou para a Chikungunya, fornecendo orientações de acordo com o quadro clínico e as dúvidas passadas.

Outra possibilidade é uma consulta à distância em tempo real com a participação do paciente, do médico da atenção básica e do especialista do Hucam – reumatologista para os casos de Chikungunya e infectologista para os casos de Covid-19). Nesse caso, a solicitação deve feita pelos médicos das Unidades de Saúde (USs) ou Pronto Atendimento pelo 0800, ao receberem pessoas com queixas ou suspeitas relacionadas à Covid-19 ou à Chikungunya. A partir dessa solicitação, os médicos e professores do projeto avaliarão o caso e, constatada a necessidade, a consulta à distância é realizada com a participação de todos, conforme agendamento, com disponibilidade para segundas ou quintas, no período da tarde.

A terceira modalidade é de suporte técnico e voltada apenas para profissionais de saúde. Se dá quando médicos das USs ou Pronto Atendimento que receberem pacientes com queixas ou suspeitas relacionadas à Covid-19 ou à Chikungunya e necessitarem obter informações técnicas sobre o caso, trocando informações com os colegas do Hucam pelo 0800.

A outra maneira de realizar o atendimento é por meio da consulta presencial. Essa modalidade ocorre se o médico da Atenção Primária à Saúde, junto com os professores e médicos do projeto do hospital da Rede Ebserh/MEC, achar necessário. Nesse caso, o paciente é encaminhado ao atendimento presencial, que será realizado às segundas e quintas no período da tarde no próprio Hucam-Ufes/Ebserh/MEC.

Site para Covid-19

Para dúvidas sobre o coronavírus, é possível recorrer ao portal do Projeto (https://orientacorona.hucam.edu.br/). Caso o aplicativo do portal identifique a necessidade do usuário se deslocar para ser avaliado por um médico, automaticamente será sugerido o local mais próximo do usuário, considerando os serviços de pronto-atendimento, as unidades de saúde ou pronto socorro, dependendo do caso.

Sobre a Ebserh

Vinculada MEC, a Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Vinculadas a universidades federais, essas unidades hospitalares têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

 

Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações do Hucam-Ufes/Ebserh