Notícias

COVID-19

Hospital na Bahia, vinculado à Rede Ebserh, começa estudos com voluntários para testar a eficácia de vacina

Hupes foi um dos escolhidos para a terceira fase que prevê a inclusão de até 60 mil voluntários ao redor do mundo, sendo sete mil no Brasil
Publicado em 18/11/2020 13h47 Atualizado em 18/11/2020 13h48
COVID-19

Com dose única, os voluntários devem ser convocados em até 28 dias para receber a vacina. Foto: Arquivo Ebserh

Com mais de 500 voluntários recrutados em Salvador, o Hospital Universitário Professor Edgard Santos (Hupes) está conduzindo os estudos que vão testar a eficiência da vacina contra o Coronavírus. A previsão é que até dois mil voluntários possam receber a vacina na cidade e a fase de recrutamento se encerre no dia 22 deste mês. Após a triagem e a seleção, os voluntários devem ser convocados em até 28 dias para receberem a dose única da vacina.

O estudo irá testar a eficácia da vacina contra a Covid-19 produzida pela farmacêutica Jansen-Cilag e desenvolvida em parceria entre Estados Unidos e Bélgica. Na capital baiana, o centro de estudos é Hospital Universitário Professor Edgard Santos da Universidade Federal da Bahia e vinculado à Rede Ebserh (Hupes/UFBA- Ebeserh).

Com dose única, os voluntários devem ser convocados em até 28 dias para receber a vacina. O infectologista Carlos Brites, responsável pelo estudo em Salvador e coordenador do Laboratório de Pesquisa em infectologia do Hupes, explica que após a fase de recrutamento, os voluntários terão um calendário de monitoramento. “Após receberam a dose, os voluntários serão acompanhados por dois anos. A primeira visita de retorno está marcada para um mês após a aplicação”.

Além dessa etapa, há o acesso a um aplicativo para que as pessoas participantes do estudo relatem qualquer adversidade e sejam atendidas imediatamente por alguma equipe médica do Hupes, complementa o infectologista.

Os voluntários estão passando por um processo de triagem e caso selecionados receberão a vacina/placebo após a inclusão no estudo. Na primeira semana começaram a ser triados voluntários com idade entre 18 e 60 anos sem restrições de saúde. Na sequência haverá a triagem de voluntários sem limite de idade e sem restrições de doenças pré-existentes

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a Jansen-Cilag, unidade farmacêutica da Johnson & Johnson, a retomar os testes clínicos para a vacina experimental contra a Covid-19 no Brasil.

A potencial vacina da Jansen-Cilag, denominada Ad26.COV2.S, é composta de um vetor recombinante, não replicante, de adenovírus tipo 26 (Ad26), construído para codificar a proteína S (Spike) do vírus Sars-CoV-2 (o novo coronavírus). Os voluntários brasileiros serão de sete estados: Rio Grande do Norte, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.

Com informações do Hupes/UFBA