Notícias

ALFABETIZAÇÃO

Curso ABC atinge 5,8 milhões de acessos e se torna o curso mais acessado do Avamec

Até então, o curso Práticas de Alfabetização era líder do ranking, com 5,6 milhões de acessos
Publicado em 14/09/2021 15h59 Atualizado em 14/09/2021 16h00
EDUCAÇÃO BÁSICA

Ilustração

O curso Alfabetização Baseada na Ciência (ABC), disponibilizado pela Secretaria de Alfabetização (Sealf) do Ministério da Educação (MEC) no Ambiente Virtual de Aprendizagem do MEC (Avamec), alcançou o marco de 5,8 milhões de acessos. Até o momento, o líder do ranking de cursos mais acessados da plataforma era o curso Práticas de Alfabetização, também da Sealf.

O ABC foi elaborado com o intuito de atualizar os conhecimentos dos professores alfabetizadores quanto às evidências científicas sobre o ensino da leitura e escrita para crianças nos primeiros anos de escolaridade no Brasil. Além disso, identificar as necessidades de formação dos professores alfabetizadores relativamente ao ensino da leitura e escrita, a fim de promover as práticas de alfabetização, que também é um dos objetivos do curso.

O material é autoinstrucional e conta com quatro partes teóricas e dois programas práticos. São eles:

  • Parte A: trata das noções fundamentais sobre alfabetização;
  • Parte B: trata da literacia emergente;
  • Parte C: trata da aprendizagem da leitura e da escrita; e
  • Parte D: trata das dificuldades e perturbações na aprendizagem da leitura e escrita.
  • Programa de Promoção de Competências Pré-Leitoras
  • Programa de Promoção Precoce nas Competências de Leitura

Todos os professores da educação infantil e do ensino fundamental I estão convidados a se inscreverem no curso. A formação deve ser realizada a distância, por meio do Avamec. A carga horária total do curso é de 180 horas, e ao final da formação é emitido um certificado aos participantes.

Conheça o ABC. 

Assessoria de Comunicação Social do MEC

Educação e Pesquisa