Disque 100 e Ligue 180

Publicado em 10/12/2020 15h54

As denúncias realizadas por meio do Disque 100 e do Ligue 180 são gratuitas, podem ser anônimas e recebem um número de protocolo para que o denunciante possa acompanhar o andamento. Qualquer pessoa pode acionar o serviço, que funciona diariamente, 24h, incluindo sábados, domingos e feriados.

O serviço cadastra e encaminha os casos aos órgãos competentes. Além de denúncias, a plataforma recebe reclamações, sugestões e elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento.

Entre os grupos atendidos pelo Disque 100, estão crianças e adolescentes, pessoas idosas, pessoas com deficiência, pessoas em restrição de liberdade, população LGBT e população em situação de rua.

O serviço também está disponível para denúncias de casos que envolvam discriminação étnica ou racial e violência contra ciganos, quilombolas, indígenas e outras comunidades tradicionais.

Já as denúncias de violência contra a mulher são registradas pelo Ligue 180.

Brasileiros no exterior podem fazer denúncias de violações de direitos humanos? 

Sim!  Os canais de denúncias Disque 100 e Ligue 180 está pronto para receber pronto para receber denúncias relacionadas a violação de direitos humanos. 

Para ligar, basta seguir as instruções disponibilizadas na cartilha.

Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos

Além dos números de telefone 180 e Disque 100, é possível realizar denúncias de violação de direitos humanos pelo aplicativo Direitos Humanos Brasil, pelos aplicativos de mensagens WhatsApp e Telegram e pela na página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), responsável pelo serviço. No site está disponível o atendimento por chat e com acessibilidade para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). 

Baixe o aplicativo:

      

 

Reportar erro