Notícias

Ministério divulga ações de prevenção ao coronavírus para povos e comunidades tradicionais

WhatsApp Image 2020-03-23 at 09.51.13.jpeg

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) está engajado no combate à disseminação do novo coronavírus (Covid-19). Para isso, está trabalhando em várias frentes, como planejamento, comunicação, saúde, ação social e articulação com outros ministérios. 

A Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, além de divulgar em suas redes sociais informações sobre prevenção, publicou vídeos e materiais específicos com recomendações para a população indígena, povos ciganos e quilombolas.

O Ministério continuará usando esses meios para o repasse de dicas e sugestões, segundo as diretrizes do Ministério da Saúde (MS).

Atenção aos quilombolas

Durante visita realizada na semana passada ao quilombo Kalunga, em Cavalcante (GO), a SNPIR reuniu-se com representantes da prefeitura local e também com as associações da comunidade.

O objetivo foi reforçar as medidas de prevenção ao contágio pelo Covid-19 na região.

Parcerias

Como a principal função da pasta é a articulação de políticas públicas, a SNPIR está em colaboração com a Secretaria de Atenção Primária, do MS, para o monitoramento contínuo das ações visando o atendimento dos povos e comunidades tradicionais. 

Além disso, a SNPIR está realizando um levantamento das minorias étnicas, segmentadas por estado, para reforçar as medidas de prevenção ao contágio por Covid-19, especialmente entre pessoas acima de 60 anos de idade.

Em conjunto com o Ministério da Cidadania (MC), a pasta faz o acompanhamento do atendimento aos povos e comunidades tradicionais nas unidades dos CRAS e CREAS. Já com o Ministério da Economia (ME), está atenta às ações de promoção de trabalho e renda, com vistas à ampla divulgação para os Povos e Comunidades Tradicionais, que poderão compor o quadro de maior vulnerabilidade.

A SNPIR também está em parceria com a Fundação Cultural Palmares para a aquisição de milhares de cestas básicas que garantam a segurança alimentar das comunidades quilombolas em todo país, caso necessitem de apoio emergencial no período da pandemia do Covid-19.

Também, em conjunto com todo o MMFDH, a secretaria da igualdade racial trabalha para a alocação de recursos para aquisição de alimentos, materiais de higiene e outros itens para garantia da segurança alimentar e higienização dos indígenas. Isto, em parceria com a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI).

A SNPIR formou um grupo de trabalho com Funai e Sesai para articulação de ações de combate e enfrentamento à pandemia do Covid-19. O grupo trabalha com troca de informações e experiências, além de articulação de ações voltadas para as comunidades indígenas.

Diagnóstico nacional

A secretaria está elaborando, ainda, um diagnóstico nacional da real situação das comunidades tradicionais (ciganos, extrativistas, pantaneiros, quebradeiras de côco babaçu, etc.) no sentido de levantar as dificuldades e demandas originadas em razão da pandemia do Covid-19. Essa ação está sendo feita em articulação com os membros do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR), do Conselho Nacional de Povos e Comunidades Tradicionais (CNPCT), e demais servidores da SNPIR.

Comunicação

A SNPIR tem trabalhado na elaboração e divulgação de vídeos institucionais educativos para divulgação nas redes sociais e demais mídias. O conteúdo inclui informações sobre o devido enfrentamento à pandemia do Covid-19 e às precauções a serem tomadas pelas comunidade tradicionais, com uma linguagem acessível e inclusiva, para alcançar essas comunidades dentro da sua cosmovisão étnica.

Reportar erro