Notícias

Pajé Mapulu recebe Prêmio Direitos Humanos 2018 e tem projeto para saúde dos povos

Publicado em 20/11/2018 16h36 Atualizado em 20/11/2018 17h54
Pajé Mapulu recebe Prêmio Direitos Humanos 2018 e tem projeto para saúde dos povos

Mapulú kamayurá será agraciada nesta quarta-feira, dia 21 de novembro, com o Prêmio Direitos Humanos 2018, iniciativa do Ministério dos Direitos Humanos (MDH). (Foto: Luiz Alves - MDH).

Mapulu kamayurá é pajé, filha do grande pajé Tacumã Kamayurá. Por meio de seu pai aprendeu conhecimentos ancestrais, com os quais pratica a cultura e a tradição da pajelança.

Mapulu e o cacique Kotok fazem parte da Associação Indígena Hiulaya e pretendem realizar um encontro dos “Pajemen” (pajés, rezadores, raizeiros e parteiras ) e agentes de saúde do Alto Xingu . Pretendem fazer acordo entre os pajés e os agentes de saúde indígena sobre as doenças que devem ser tratadas por médicos e enfermeiras e aquelas que devem ser tratadas por pajelança.

 Quando um parto deve ser realizado pelas parteiras e quando é necessário um médico. Pretende fortalecer o papel social, político e cultural dos pajés.  Esse projeto, segundo a pajé Mapulu é essencial para dar continuidade à saúde e ao equilíbrio das comunidades e dos povos do Xingu.

Mapulú kamayurá será agraciada nesta quarta-feira, dia 21 de novembro, com o Prêmio Direitos Humanos 2018, iniciativa do Ministério dos Direitos Humanos (MDH).

A cerimônia de entrega da premiação será presidida pelo Ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha. O presidente da República em exercício , Rodrigo Maia, já confirmou presença no evento que acontece no auditório Ana Paula Crosara, edifício Coorporate, 8º andar, às 10 horas, o prédio fica em frente ao Parque da Cidade.

Cerca de 50 personalidades e entidades serão agraciadas em conformidade com o Edital nº 3/2018, que estabeleceu os parâmetros para a premiação de pessoas físicas e jurídicas. O Diário Oficial da União já publicou a lista dos agraciados nesta premiação. Dentre eles está o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli; a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge; o ministro da Segurança Pública, Raúl Jungmann; os ministros do STF, Cármen Lúcia Rocha e Luís Roberto Barroso; o Fundo das Nações Unidas para a Infância - UNICEF; o Fundo de População das Nações Unidas - UNFPA; a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a pajé Mapulu Kamayurá, dentre outros.

Reportar erro