Notícias

Estudo com o auxílio do Supercomputador Santos Dumont que permite descrever a evolução de nanocristais de prata é publicado em revista científica

Publicado em 02/07/2021 12h12
smartmockups_kqmf1om2.jpg

Em destaque na 1a edição de Abril de 2021 do The Journal of Physical Chemistry C, o trabalho entitulado “How Crystallization Affects the Oriented Attachment of Silver Nanocrystals” empregou a simulação computacional para estudar a interação entre modelos de nanocristais de prata similares aos que já são observados experimentalmente. Nesses experimentos em laboratório, um sal que contém prata é dissolvido em solução aquosa e misturado a um polímero líquido. Em seguida, deixa-se a mistura descansar numa temperatura fixa. Com o passar do tempo surgem pequenos particulados que podem ser filtrados e separados do líquido. A análise destes particulados permite descobrir que são feitos de prata pura, oriunda do sal usado como reagente. Realizam-se então variações deste processo, permitindo a descoberta de alterações na geometria do particulado em função de parâmetros termodinâmicos presentes durante o processo de reação, possibilitando produtos nanoscópicos. Nesse processo notou-se que alguns dos nanomateriais encontrados em laboratório apresentam uma organização cristalina atípica, inexistente em materiais convencionais. Nesta organização, defeitos periódicos e padronizados separam domínios cristalinos, fato que pode ser aproveitado para a construção de dispositivos e sensores. Para contribuir com o entendimento desses processos, os professores Giovani M. Faccin(UFGD), Zenner S. Pereira (UFERSA) e Edison Z. da Silva(UNICAMP) realizaram simulações com o auxílio do SDumont. Tais simulações produziram eventos suficientes para a observação detalhada da formação da interface entre nanocristais de prata. Com isso, foi possível descrever a evolução das mesmas até a formação dos defeitos cristalinos observados nas experiências de laboratório. Essas informações podem ser exploradas para desenvolver novas estratégias destinadas a desencadear processos de cristalização específicos que ocorrem durante o crescimento mesocristal, permitindo assim o controle sobre as características do material final sintetizado.

A compilação deste trabalho está disponível em https://doi.org/10.1021/acs.jpcc.0c10321.