Notícias

Comitê da XIII Escola do CBPF avalia o sucesso de edição on-line

Publicado em 20/08/2021 17h53 Atualizado em 21/08/2021 14h50
banner_comite escola.jpeg

Na última sexta-feira (13 de agosto) aconteceu o encerramento da ‘XIII Escola do CBPF’. Durante duas semanas (de 02 a 13 de agosto), esta edição, primeira no formato virtual devido à pandemia de COVID-19, mobilizou vários profissionais e estudantes.

O evento contou com a coordenação de Roberto Sarthour, pesquisador do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) e seu Comitê Científico, composto pelos pesquisadores e tecnologistas do CBPF: Alberto Reis, Arthur Moraes, Eduardo Bittar, Fernando Nobre, Flávio Garcia, Magda Fontes, Nílton Alves e Sebastião Dias; e pelos pesquisadores externos Carla Göbel (PUC-Rio), João R. T. de Melo Neto (UFRJ) e Lucas Sigaud (UFF). Seu Comitê Executivo foi integrado por Denise Coutinho (CBPF), Sônia Ferreira (CBPF) e Thaíssa Martins (CBPF).

Na primeira semana ocorreu o Programa de Formação Continuada de Professores do Ensino Médio (PROFCEM), coordenado por Arthur Moraes, que avaliou como positivo o engajamento de professores, palestrantes e estudantes nesta edição, que apresentou como novidade o curso de RX, patrocinado pela empresa Malvern Panalytical; a palestra da presidente da Sociedade Brasileira de Física (SBF), professora Debora Menezes; a visita virtual ao experimento CMS no laboratório CERN; e oficina de experimentos de baixo custo sobre temas de Física Clássica. "A experiência de fazer o PROFCEM, de forma on-line trouxe aprendizado para melhorarmos o desempenho para as próximas edições" - analisou Moraes.

Entre os dias 02 e 06 de agosto, também ocorreu o módulo ‘Física para Todos’ (FpT), coordenado por Sebastião Alves Dias. "O maior desafio foi transmitir em tempo real os experimentos realizados nos laboratórios, por isso, foi fundamental o engajamento do corpo técnico e administrativo do CBPF, para que os pesquisadores pudessem realizar os experimentos."

Segundo Dias, isso demonstrou que a comunidade está interessada no que acontece dentro do CBPF, o que é física, o que é a física moderna, e o que ela está tentando trazer de interessante. "Foi um evento único na história do CBPF. Abriu novas possibilidades de interação entre os pesquisadores do CBPF e a comunidade em geral. Parabéns a todos que participaram da gestão e transmissão ao vivo” -  complementou Dias.

Durante a primeira semana, quatro profissionais da equipe técnica da Coordenação de Desenvolvimento Tecnológico (COTEC) do CBPF, foram responsáveis pela transmissão on-line, no canal do Youtube do CBPF, de 13 vídeos, alcançando 7.397 visualizações.

Na semana entre 09 e 13 de agosto ocorreram os 33 cursos, com 11 transmissões, em três horários de forma simultânea. Nove funcionários da empresa contratada deram suporte técnico e auxiliaram os professores, monitores e estudantes durante as aulas, com auxílio de quatro profissionais da WEB do CBPF.

 grafico 1.jpeg
Distribuição dos inscritos por módulo- clique para ampliar
(Fonte: Comitê XIII Escola CBPF)

O coordenador da escola, Roberto Sarthour, agradeceu a todos os envolvidos na realização da escola e fez um balanço positivo da primeira edição virtual. "Agradeço aos quase 130 profissionais envolvidos – monitores, palestrantes, pesquisadores, professores, técnicos e administrativos”.

Conforme Sarthour, "O trabalho da equipe WEB do CBPF junto a empresa contratada foi inovador, pois foram gerados cerca de 25 mil links individuais, sendo os mesmos fornecidos diariamente através da página. Isso foi essencial para que os usuários tivessem acesso aos cursos através das áreas tanto de professores como de alunos, somente pela página da Escola”.

Outra novidade desta edição, foi o serviço de atendimento telefônico (SAC), em que foram disponibilizados um telefone exclusivo para os professores, dois para os inscritos, além dos telefones celulares do comitê executivo e três fixos do CBPF para que os mesmos pudessem ligar durante todo o dia e esclarecer qualquer dúvida. Além disso os e-mails estavam sendo monitorados constantemente e as respostas enviadas com rapidez.

Sarthour também agradeceu ao Núcleo de Comunicação Social do CBPF (NCS) pela divulgação. “A equipe do NCS fez um ótimo trabalho. Produziram matérias enviadas por e-mail e inseridas no site do CBPF, além de 152 publicações nas mídias, sendo 55 no Twitter, tendo a maior, com 9.000 visualizações; e 97 postagens no Instagram e Facebook; gerando um alcance de 4.924 no Instagram e 3.477 na página do Facebook”.

“Isso com certeza colaborou para que as informações sobre a realização da Escola chegassem ao público, contribuindo para o grande número de inscritos” – complementou Sarthour. A atuação do NCS na divulgação da Escola, refletiu também no aumento do número de seguidores nas redes sociais da instituição, como o Instagram, que neste período ganhou cerca de duas centenas de novos seguidores. 

   
Equipe de suporte na transmissão
(Fonte: Comitê XIII Escola CBPF)

Mesmo sendo um evento virtual, pesquisadores, técnicos, monitores e profissionais administrativos que estiveram presentes ao CBPF, seguiram os protocolos de segurança para evitar contaminação pela Covid-19: Foram distribuídas às pessoas que trabalharam diariamente, duas máscaras N95 para que fossem trocadas uma vez por dia, distanciamento de dois metros, janelas abertas para os que trabalharam no mesmo ambiente, fornecimento de álcool em gel e spray para higienização das mãos e dos equipamentos utilizados - mesa, telefone, computador, etc.

 
Equipes que atuaram na XIII Escola
(Fonte: Comitê XIII Escola CBPF)

A escolha da modalidade virtual, permitiu que alunos das mais diversas origens conseguissem participar e com isso a Escola atingiu o maior número de participantes da história do instituto, com 2812 inscritos.

Participaram desta edição representantes dos 26 estados, além do Distrito Federal,  e de 12 países: Alemanha, Angola, Canadá, Colômbia, Egito, Estados Unidos, Honduras, Inglaterra, Moçambique, Peru, Polônia e Portugal.

A ‘XIII Escola do CBPF’ contou com o apoio da Coordenação de Formação Científica (COEDU), da Coordenação de Desenvolvimento Tecnológico (COTEC), da Coordenação de Ações Institucionais (COINS), todas do CBPF, da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Computação Científica (FACC) e do patrocínio da empresa Malvern Panalytical, no curso de RX.

Os cursos ficarão disponíveis na página da Escola para os inscritos e os módulos PROFCEM, FpT e o curso de RX podem ser vistos pelo canal do CBPF no Youtube.

O CBPF já está pensando na próxima edição da Escola e o Comitê está avaliando a possibilidade de ser adotado o formato híbrido.

 

Mais informações:

XIII Escola do CBPF: https://escola.cbpf.br/

Boas vindas da Pós-Graduação do CBPF: https://youtu.be/yUFi6B6idLA

Conhecendo alguns dos laboratórios do CBPF: https://youtu.be/N7Ev_G9hn64

XIII Escola do CBPF através da Playlist do YouTube:

https://www.youtube.com/playlist?list=PLKyCOhj2kbeSQZatIWmVNxH-Dtk1EngTO

Canal do CBPF no YouTube: https://www.youtube.com/cbpfmcti