Notícias

“Faça o certo!”: MCTI lança campanha de integridade para os servidores

No evento foi apresentado o "Guia Prático de Conduta dos Servidores e Empregados do MCTI" e ações de estímulo à prevenção e combate ao assédio nas unidades de pesquisa e demais órgãos vinculados ao ministério
Publicado em 18/11/2020 18h40
50618386271_77ffd9174e_o.jpg

Foto: Neila Rocha

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) lançou na tarde desta quarta-feira (18) a campanha de integridade MCTI: “Faça o certo!”. A ação é desenvolvida pela Assessoria Especial de Controle Interno (AECI/MCTI) sob a coordenação da Corregedoria do ministério. Na ocasião também foi apresentado o "Guia Prático de Conduta dos Servidores e Empregados do MCTI" além de ações de estímulo à prevenção e combate ao assédio, sexual e moral, nas unidades de pesquisa e demais órgãos vinculados ao ministério.

“O que as pessoas no Brasil esperam quando pagam seus impostos é que a gente faça as coisas corretas e dê o retorno de investimento correto a cada uma delas. E isto vai depender da atitude e das decisões que cada um de nós tomamos no dia a dia, desde as coisas mais simples até as mais complicadas”, afirmou o ministro do MCTI, Marcos Pontes durante a abertura do evento.

A corregedora do MCTI, Aline Reis explicou que a campanha faz parte de um conjunto de ações que estão sendo realizadas pela equipe desde 2019. Os servidores do ministério assistiram palestras sobre deveres e responsabilidades administrativas. Também foram feitas publicações semanais para o conhecimento de todos os colaboradores chamada de “Você Sabia?”. A publicação contém orientações sobre conflito de interesses, sigilo de informações dentre outros. Após o lançamento desta campanha está prevista uma série de eventos no início de 2021. " Queremos conscientizar e orientar os funcionários para as boas práticas de integridade e de conduta de forma a prevenir a ocorrência de erros e irregularidades. Os servidores e os empregados do MCTI poderão contar com um Guia Prático de Conduta que na visão do ministério servirá como estímulo às boas práticas de integridade institucional”, revelou Aline.

Segundo a corregedora, a outra iniciativa da campanha que diz respeito à política de prevenção ao assédio moral nas dependências do ministério também é muito importante. “A intenção é promover um ambiente de trabalho ainda mais saudável, respeitoso e sem discriminação de modo a fortalecer a tolerância, a diversidade a implementação de uma cultura organizacional cada vez mais pautada no respeito mútuo, na equidade e na garantia de dignidade para todos os colaboradores do ministério”, declarou.

O secretário-executivo do MCTI, Leônidas Medeiros, aproveitou a ocasião para enaltecer o trabalho realizado. ”Gostaria de parabenizar a nossa corregedora, Aline Reis pelo trabalho que vem desempenhando, pelos cursos que vem ministrando, sempre buscando incansavelmente um trabalho excepcional para que a gente atinja as nossas metas de conduta”, avaliou.

Para o chefe da Assessoria Especial de Controle Externo do MCTI, Artur Miranda, no futuro a conscientização dos servidores para este tema não será mais necessária. “O objetivo é difundir essas boas práticas entre os nossos empregados para que no futuro isso seja algo corriqueiro e a gente não precise ter campanhas como esta, que seja algo normal e faça parte do nosso dia a dia”, projetou.

Também esteve na abertura do evento o secretário-Geral de Controle Externo do TCU, Paulo Roberto Martins. Na avaliação dele, a campanha terá bons frutos e o ministério poderá contar com o apoio do Tribunal de Contas. “Temos certeza que este programa vai alavancar bastante o uso de recursos públicos e vai contribuir sobremaneira para o alcance dos objetivos do MCTI que é um ministério tão importante para o país. O TCU será como tem sido até hoje um parceiro no que for necessário para que este programa alcance os melhores resultados”, destacou.

O secretário-substituto da Controladoria Geral da União, Valmir Gomes Dias, destacou a importância que o governo federal tem dado ao tema.

“A questão da integridade na administração pública é uma das nossas prioridades. Hoje temos 100% dos estados com as unidades de gestão da integridade implementadas. A qualidade desses planos é o próximo passo a trabalhar para que a integridade na administração pública possa se fazer presente”, afirmou.

 

Comunicações e Transparência Pública