Programa de Promoção do Artesanato de Tradição Cultural (Promoart)

Publicado em 25/11/2020 15h37

Criado pelo Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP) com o objetivo de apoiar grupos produtores de artesanato, o Programa de Promoção do Artesanato de Tradição Cultural (Promoart) incentiva o desenvolvimento desse segmento da cultura brasileira. A ação permite também a qualificação e ampliação da produção e presença do artesanato nos mercados interno e externo, promovendo a dinamização econômica.

Entre 2009 e 2013, em 65 polos escolhidos por uma comissão de especialistas, foram desenvolvidas atividades de intervenção direta, definidas de forma participativa, em quatro eixos: apoio à produção, apoio à comercialização, apoio à divulgação, e políticas públicas. Nessa fase, o Promoart alcançou todas as regiões do país, abrangendo 75 municípios, 93 associações e 150 comunidades, beneficiando mais de quatro mil artesãos de 24 estados que trabalham com diferentes tipologias artesanais.

Realizado pela Associação Cultural de Amigos do Museu de Folclore Edison Carneiro (Acamufec), o programa contou com a assinatura de dois convênios: um com o Ministério da Cultura, com apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e o outro com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), com parceria institucional da Vale S/A.

Em 2015, está previsto outro convênio entre o Iphan e a Acamufec, com apoio financeiro da Vale S.A., cujo plano de trabalho volta-se para a negociação, incluindo a estruturação de um espaço de comercialização de referência, com vistas a práticas comerciais mais equitativas.