Notícias

PORTOS

Projeto de desestatização da Codesa é tema de audiência pública da Antaq

O secretário de Portos do MInfra, Diogo Piloni, esclareceu dúvidas dos participantes sobre o processo no evento virtual realizado nesta quinta-feira (4)
Publicado em 04/02/2021 18h40 Atualizado em 05/02/2021 10h07

 

Foi realizada, na última quinta-feira (4), a Audiência Pública nº 19/2020 da Antaq sobre o projeto de desestatização da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa). Mais de 200 espectadores participaram da audiência realizada pelo YouTube, que teve como objetivo discutir a proposta de concessão dos portos de Vitória e Barra do Riacho. A sessão, que durou cerca de seis horas, foi a primeira sobre desestatização de portos a ser realizada na história recente no setor portuário. A previsão é de realização de leilão ainda em 2021.

A perspectiva do Governo Federal é otimista. Para o secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários (SNPTA), Diogo Piloni, o Brasil é a “bola da vez” em investimentos, em diversos setores de infraestrutura. “No setor portuário não seria diferente. Temos notado um grande interesse em empresas do mundo inteiro para esse programa, que começa agora com a Codesa e terá sequência certamente com outros projetos”, afirmou.

Para o diretor-Geral da Antaq, Eduardo Nery, “o momento é um marco para o setor portuário”.

O prazo para envio de contribuições e sugestões que possam enriquecer a modelagem do projeto (Consulta Pública) é até 10 de fevereiro e deverá ser feito por meio e na forma do formulário eletrônico disponível no site gov.br/antaq.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

Infraestrutura, Trânsito e Transportes