Notícias

CONCESSÕES

Decretos confirmam a qualificação de 10 ativos da carteira de concessões do MInfra no PPI

Um trata dos trechos 2 e 3 da Fiol, na Bahia e Tocantins, e o outro de oito terminais portuários, em seis estados
Publicado em 09/07/2021 17h22

Dois decretos publicados nesta sexta-feira (9), no Diário Oficial da União, confirmaram a qualificação de 10 ativos da carteira de concessões do Ministério da Infraestrutura no Programa de Parcerias de Investimentos do Governo Federal: o de dois trechos ferroviários (Decreto nº 10.744) e o de oito terminais portuários (Decreto nº 10.743). Todos já haviam sido validados em abril, durante a 16ª reunião do conselho do PPI.

Em ferrovias, a publicação traz a qualificação dos outros dois trechos da Ferrovia de Integração Oeste-Leste. A Fiol 2, entre Caetité e Barreiras, na Bahia, possui extensão de 485 quilômetros, dos quais cerca de 45% das obras foram executadas pela Valec. Já a Fiol 3, entre Barreiras (BA) e Figueirópolis (TO), com extensão aproximada de 505 km, está em fase de revisão de estudos e projetos e conta com Licença Prévia emitida pelo IBAMA. Quanto aos terminais portuários, destaque para os leilões das áreas ITG03, no Porto de Itaguaí (RJ), IMB05, no Porto de Imbituba (SC), e SSD09, no Porto de Salvador (BA), que serão os primeiros arrendamentos em modo simplificado, com contratos de até R$ 330 milhões e contratos de, no máximo, 10 anos. Também estão qualificados os terminais: MUC59, no Porto do Mucuripe (CE), STS10, no Porto de Santos (SP), e PAR15, PAR09 e PAR14, no Porto de Paranaguá (PR).

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura