Notícias

AVIAÇÃO

“É o futuro da aviação civil”, diz Ronei Glanzmann sobre PPP da Rede Amazônica

Fazem parte do projeto oito aeroportos do Amazonas. Previsão é de R$ 380 milhões em investimentos da iniciativa privada
Publicado em 04/10/2021 19h48

O Ministério da Infraestrutura começou, nesta segunda-feira (4), a estruturação da primeira parceria público-privada (PPP) do Governo Federal em infraestrutura de transportes. Fazem parte da proposta oito aeroportos regionais no estado do Amazonas, que serão concedidos à iniciativa privada para a ampliação, manutenção e exploração da infraestrutura aeroportuária.

Serão investidos cerca de R$ 380 milhões a partir de 2022 nos aeroportos de Parintins, Carauari, Coari, Eirunepé, São Gabriel da Cachoeira, Barcelos, Lábrea e Maués. “É o futuro da aviação civil”, destacou o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, que vê na estruturação uma base para implantar o modelo de PPP também em outros estados do Norte.

Desde 2019, o Governo Federal já investiu mais de R$ 1,4 bilhão no incremento da aviação regional por todo o Brasil, seja através de projetos, compra de equipamentos de navegação aérea ou revitalização dos aeroportos, nas cinco regiões do país. Só no Amazonas, foram cerca de R$ 200 milhões de investimentos.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

Infraestrutura, Trânsito e Transportes